Ceará capacita técnicos que implementarão projeto da ONU para reduzir pobreza em comunidades agrícolas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Para promover os direitos de quem vive no semiárido, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará promoveu uma capacitação com equipes que trabalharão para o Projeto Paulo Freire, uma iniciativa do governo estadual para eliminar a miséria no meio rural. O programa é fruto de uma parceria entre o Executivo e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

Capacitação preparou equipes do Paulo Freire que atuarão na construção de cisternas e na operação de estações de tratamento móvel de água. Foto: Governo do Ceará

Capacitação preparou equipes do Paulo Freire que atuarão na construção de cisternas e na operação de estações de tratamento móvel de água. Foto: Governo do Ceará

Para promover os direitos de quem vive no semiárido, a Secretaria do Desenvolvimento Agrário do Ceará promoveu uma capacitação com equipes que trabalharão para o Projeto Paulo Freire, uma iniciativa do governo estadual para eliminar a miséria no meio rural. O programa é fruto de uma parceria entre o Executivo e o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA).

“Só os técnicos que estarão no dia a dia das comunidades sabem mensurar a importância desse projeto para as comunidades que são tão carentes. Então, é imprescindível que as associações de apoio e os técnicos estejam em total sintonia com a metodologia do Paulo Freire”, defendeu o secretário da pasta, Dedé Teixeira.

Dos dias 6 a 10 de novembro, profissionais alocados para implementar a iniciativa participaram de palestras sobre a construção de políticas públicas e direitos.

“Esse encontro é a iniciação do processo avançado do Paulo Freire, que terá participação das equipes que vão trabalhar com construção das cisternas e das Estações de Tratamento Móveis – ETAS, adquiridas em Israel”, explicou a coordenadora da Unidade de Gerenciamento do Paulo Freire, Iris Tavares.


Mais notícias de:

Comente

comentários