Cartagena – Colômbia será sede da 36ª COSALFA

36ª Reunião da Comissão Sul-Americana de Luta contra a Febre Aftosa (COSALFA) se realizará na Colômbia, na cidade de Cartagena das Índias, nos dias 23 e 24 de abril de 2009. A reunião contará com a participação de representantes do setor oficial, privado e agroindustrial de 11 países da América do Sul.

Rio de Janeiro — A 36ª Reunião da Comissão Sul-Americana de Luta contra a Febre Aftosa (COSALFA) se realizará na Colômbia, na cidade de Cartagena das Índias, nos dias 23 e 24 de abril de 2009. A reunião contará com a participação de representantes do setor oficial, privado e agroindustrial de 11 países da América do Sul — Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Guiana, Paraguai, Peru, Uruguai e Venezuela — além dos representantes das agências internacionais de Cooperação Técnica. A reunião é organizada pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa – OPAS/OMS em conjunto com o Instituto Colombiano Agropecuário (ICA).

A COSALFA, que é um comissão reconhecida em nível de chancelarias dos países-membros, tem como objetivo atuar como mecanismo de coordenação regional para promover linhas de ação, coordenar e avaliar as atividade desenvolvidas para o controle e erradicação da febre aftosa no continente. O Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA – OPAS/OMS) é a secretaria ex oficio da COSALFA e coordena as atividades do Plano Hemisférico de Erradicação da Febre Aftosa (PHEFA), coopera com os países na organização, desenvolvimento e fortalecimento dos programas nacionais e regionais para sua erradicação, assim como apoiando os paises livres na promoção de sistemas de prevenção desta enfermidade.

Fazem 12 anos que este evento não é realizado na Colômbia. Segundo Albino Belotto, diretor de PANAFTOSA-OPAS/OMS, a 36ª reunião da COSALFA adquiriu importância especial, pois permitirá a discussão da situação atual da Febre Aftosa no continente e vai reorientar as diretrizes estratégicas do PHEFA para dar cumprimento às metas de erradicação da doença.

Na pauta da reunião, será dada uma atenção especial à situação sanitária da enfermidade em países, como Venezuela e Equador, que apresentam algumas áreas de persistência e também se discutirá uma nova visão para a cooperação técnica multiagencial, num contexto de cooperação recíproca entre as agências internacionais de cooperação técnica e econômica.

Previamente a COSALFA 36, nos dias 20 e 21, se realizará no mesmo local o Seminário Internacional que terá como tema este ano: “Países e Zonas Livres de Febre Aftosa. Conquistas e Perigos: Uma Visão de Futuro”. O Seminário vai tratar a situação de transição que vivem alguns países que estão à luz de seus êxitos e dos riscos de reintrodução da enfermidade através de suas fronteiras; discutirá a metodologia de trabalho para culminar com a erradicação e serão propostas opções para criar e instalar programas de prevenção para manter o status de livre de febre aftosa dos países.

O Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA-OPAS/OMS), localizado no Rio de Janeiro, Brasil, é um dos centros científicos e técnicos da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), que tem como missão cooperar com os países afetados pela Febre Aftosa. A OPAS é a oficina regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde.
Para mais informações:
Departamento de Comunicação Social de PANAFTOSA – OPAS/OMS
Telefones: 00 55 (21)3661-9047/3010
Rosane Lopes: rlopes@panaftosa.ops-oms.org – 00 55 (21)8134-4236
Ana Carolina Almeida: aalmeida@panaftosa.ops-oms.org – 00 55 (21)9377-9532