Cantora Ellie Goulding é nomeada embaixadora da ONU Meio Ambiente

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A cantora e compositora britânica Ellie Goulding é a mais nova aliada da ONU pela proteção da natureza e da biodiversidade. A artista foi nomeada no final de semana (2) embaixadora global da boa vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Em visita ao Quênia, país que abriga a sede da agência, a intérprete participa desde segunda-feira (4) das atividades da Assembleia Ambiental da ONU, em Nairóbi.

‘Meu foco será ampliar o ativismo dos jovens comprometidos em criar um futuro brilhante. Eu quero o maior número possível de pessoas se tornando defensoras do planeta’, afirmou a musicista sobre seu novo papel.

Ellie Goulding em performance no Festival Wireless, em Birmingham, na Inglaterra. Foto: Flickr (CC)/Daniel Gregory

Ellie Goulding em performance no Festival Wireless, em Birmingham, na Inglaterra. Foto: Flickr (CC)/Daniel Gregory

A cantora e compositora britânica Ellie Goulding é a mais nova aliada da ONU pela proteção da natureza e da biodiversidade. A artista foi nomeada no final de semana (2) embaixadora global da boa vontade do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente. Em visita ao Quênia, país que abriga a sede da agência, a intérprete participa desde segunda-feira (4) das atividades da Assembleia Ambiental da ONU, em Nairóbi.

“Meu foco será ampliar o ativismo dos jovens comprometidos em criar um futuro brilhante. Eu quero o maior número possível de pessoas se tornando defensoras do planeta”, afirmou a musicista sobre seu novo papel.

Após encontro no sábado com o chefe da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, para oficializar a atribuição do cargo honorário, Ellie visitou a reserva nacional Maasai Mara, onde pôde conhecer um pouco mais das atuais ameaças à biodiversidade. O passeio também abordou os métodos tradicionais de cozimento de algumas comunidades quenianas. Técnicas provocam poluição e prejudicam a saúde de quem as utiliza, pois geram resíduos danosos para o sistema respiratório.

“Eu tive asma a minha vida toda. Eu sei o quão horrível é a sensação de não conseguir respirar adequadamente”, lembrou a cantora. “Milhões de pessoas pelo mundo se encontram nesta situação, vivendo em cidades com ar poluído por carros e fábricas ou em zonas rurais, onde 3 bilhões de pessoas cozinham e aquecem suas casas, usando (técnicas de) combustão sem a ventilação apropriada.”

Este slideshow necessita de JavaScript.

Ellie acrescentou que a inalação de ar sujo está “matando lentamente as pessoas, sobretudo mulheres e crianças, no caso do preparo de alimentos no interior das residências”.

“Eu vi isso em primeira mão na vila de Maasai e fique feliz em poder ajudar a limpar os fogões de todas as barracas da vila. Eu quero fazer o que for possível para tornar nosso ar mais limpo, trabalhando com a ONU Meio Ambiente a fim de inspirar ações para enfrentar essa crise.”

A degradação do meio ambiente é responsável por quase um quarto de todas as mortes no mundo — cerca de 12,6 milhões por ano. A poluição do ar é o maior “assassino ambiental”, sendo anualmente responsável por 6,5 milhões de óbitos.

Para reverter esse cenário, a ONU Meio Ambiente lançou a campanha Breathe Life. Até o final da Assembleia Ambiental, que se encerra na quarta-feira (6), são esperados compromissos de quatro países e de mais de cem cidades com a iniciativa, que visa à redução da poluição.

Poder da juventude

Ellie também está apoiando a campanha da ONU Meio Ambiente contra a poluição dos oceanos, a Mares Limpos. A cada ano, ao menos 8 milhões de toneladas de plástico vão parar em ecossistemas marinhos. É como se, por minuto, um caminhão de lixo despejasse toda sua carga — em plástico — no mar. O material ameaça espécies marinhas e seres humanos, pois o plástico é encontrado no sal e em mariscos, que fazem parte da cadeia alimentar do homem.

“Tanto plástico está indo parar nos oceanos, para terminar nas costas ou ser comido por tartarugas, aves marinhas e outros animais”, lamentou a nova embaixadora da ONU Meio Ambiente. “Sacolas plásticas, garrafas e canudos. Pessoas demais os utilizam e os jogam foram, sendo que eles duram 500 anos. Esse Armagedom dos oceanos têm que parar.”

Ellie disse ainda que mal pode esperar para aprender mais sobre os problemas ambientais do planeta — e sobre como é possível tornar a Terra um lugar mais seguro e saudável para todos seus seres, humanos e animais. “Participar dessas importantes campanhas do ONU é um grande primeiro passo. Estou ansiosa para embarcar nessa jornada com meus fãs”, completou.

Lembrando que a atual geração de jovens é a maior que o mundo já viu, o chefe da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, ressaltou que todos eles podem ser catalisadores de mudanças. “Ellie é uma nova e poderosa defensora do meio ambiente, que eu sei que se conecta verdadeiramente e inspira a juventude em todo o mundo. Isso é crucial para fazer a mudança acontecer”, celebrou o dirigente.


Mais notícias de:

Comente

comentários