Cantor Lenine une-se a campanha da ONU contra tráfico de animais silvestres

Com o objetivo de provocar na sociedade uma reflexão sobre o combate ao comércio ilegal de animais silvestres, o Sistema ONU iniciou a campanha global “Solte a Fera Pela Vida”. Sob a hashtag #WildforLife, a iniciativa visa a mobilizar milhões de pessoas a assumir compromissos e tomar medidas para acabar com as práticas de tráfico e comércio ilegal desses animais. O cantor e ecologista Lenine aderiu à campanha.

Sistema ONU iniciou a campanha global "Solte a Fera Pela Vida". Foto: ONU

Sistema ONU iniciou a campanha global “Solte a Fera Pela Vida”. Foto: ONU

“Estou aqui porque sou cidadão do mundo, estou aqui porque minha música não se reduz a entretenimento, e estou aqui por acreditar em uma visão holística desse planeta, sem limites, sem fronteiras.”

Dessa forma, o cantor e ecologista Lenine iniciou sua fala no debate sobre o tráfico de animais silvestres em que participou na segunda-feira (6) na Casa da ONU, em Brasília. O evento, organizado pelo grupo interagencial ONU Verde, aconteceu no âmbito da semana do meio ambiente.

O diretor do departamento de conservação da biodiversidade do Ministério do Meio Ambiente, Ugo Vercillo, lembrou que “várias espécies são afetadas pelo tráfico ilegal, principalmente as aves”.

Atualmente, o Brasil tem uma média de 45 mil animais capturados por ano. “Somos um dos países que mais apreende animais vivos no mundo, sendo que cerca de 90% do que é traficado são aves”, pontuou o chefe de fiscalização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA), Roberto Cabral.

Ele também destacou a importante tarefa de conscientizar a população sobre o consumo ilegal de animais silvestres, provenientes de tráfico. “Onde começa a nossa cumplicidade? Se eu tenho um papagaio, eu sou cúmplice deste comércio ilegal!”

Os participantes ressaltaram a importância de buscar melhoria para as políticas e leis ambientais existentes em relação ao tráfico. Segundo os especialistas presentes, há uma fragilidade na atual Constituição, em especial no que tange a penalização dos traficantes.

“Precisamos reprimir os envolvidos, atualizar as leis, mas o que também temos que fazer é educar. Pois é com a educação que cada um pode se conscientizar sobre o que faz”, pontuou Lenine. “Pela primeira vez na história desse planeta, uma única espécie está fazendo a balança pender, isso é inédito no mundo e precisamos mudar essa situação”, concluiu o cantor.

‘Solte a Fera Pela Vida’

Com o objetivo de provocar na sociedade uma reflexão sobre o combate ao comércio ilegal de animais silvestres, o Sistema ONU iniciou a campanha global “Solte a Fera Pela Vida”. Sob a hashtag #WildforLife, a iniciativa visa a mobilizar milhões de pessoas a assumir compromissos e tomar medidas para acabar com as práticas de tráfico e comércio ilegal desses animais.

A iniciativa é executada por Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), pelo Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e pela Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Fauna e Flora Silvestres (CITES).