Brasileiros treinam militares congoleses em técnicas de operações de selva na África

Treze militares brasileiros estão há quatro meses dando um treinamento em técnicas de operação na selva para forças da República Democrática do Congo, no centro-oeste africano, na região dos Grandes Lagos.

As forças da ONU estão há 20 anos no país e atualmente são comandadas pelo general Elias Rodrigues Martins Filho.

Capacetes azuis da Missão de Paz das Nações Unidas na República Democrática do Congo - Foto: Sylvain Liechti ONU

Capacetes azuis da Missão de Paz das Nações Unidas na República Democrática do Congo – Foto: Sylvain Liechti ONU

Treze militares brasileiros estão há quatro meses dando um treinamento em técnicas de operação na selva para forças da República Democrática do Congo, no centro-oeste africano, na região dos Grandes Lagos. As forças da ONU estão há 20 anos no país e atualmente são comandadas pelo general Elias Rodrigues Martins Filho e estão há 20 anos no país.

Em entrevista à ONU News, o comandante falou sobre os desafios na região. “O ambiente operacional do Congo é um ambiente bastante peculiar, de selva, e requer cuidados especiais no planejamento e no desdobramento das operações militares em seu território”, informou, lembrando que 25% do território congolês possui enfrentamentos de grupos armados.

“Nós trouxemos 13 especialistas que estão treinando as tropas da Brigada de Intervenção e as tropas das forças armadas da República Democrática do Congo. Nosso objetivo é capacitá-los a um melhor desempenho para que possam preservar as suas vidas e cumprir as suas missões com a maior efetividade possível.”

As tropas de paz apoiaram o processo eleitoral do presidente Félix Tshisekedi, que tomou posse em janeiro de 2019. Para o general Elias, esse processo eleitoral marcou “a primeira transição democrática de poder” no país.