Brasil: UNESCO condena assassinato de blogueiro Manoel Messias Pereira, no Maranhão

Manoel Messias Pereira, que mantinha um blog sobre política local na cidade de Grajaú, no interior do Maranhão, foi assassinado em abril por homens armados após perseguição. Chefe da UNESCO pede que autores sejam levados à justiça.

Foto: reprodução/Artigo 19

Foto: reprodução/Artigo 19

A diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, denunciou nesta terça-feira (12) o assassinato do blogueiro Manoel Messias Pereira na cidade de Grajaú, no estado brasileiro do Maranhão.

“Condeno o assassinato de Manoel Messias Pereira”, disse Bokova. “É importante que os autores deste crime sejam levados à justiça, como parte dos esforços para melhorar a segurança dos jornalistas profissionais, bem como dos jornalistas cidadãos.”

Pereira, também conhecido como Manoel “Benhur”, mantinha um blog sobre política local para o site “Sediverte Notícias”. Ele foi atingido por homens armados não identificados enquanto dirigia uma moto no último dia 9 de abril, mas sua morte só recentemente foi confirmada.

Grajaú é uma cidade de 68 mil habitantes no interior do Maranhão. O blogueiro levou dois tiros pelas costas e, segundo as autoridades locais, nenhum pertence do comunicador foi levado. Segundo organizações não governamentais brasileiras, há fortes indícios de que o assassinato tenha sido uma execução premeditada, já que Manoel foi abordado depois de ter sido perseguido.

Uma ONG brasileira que trabalha com o tema alertou que este é o terceiro blogueiro assassinado no estado nos últimos seis meses, seguindo um padrão semelhante de homicídios.