Brasil reafirma seu compromisso com os esforços da FAO e da UNESCO

Em visita ao país, chefes da FAO e da UNESCO participaram da cerimônia de posse da presidenta Dilma Rousseff e se reuniram com ministros brasileiros para discutir projetos.

Cerimônia de posse da nova presidenta brasileira, cujo mandato vai até o final de 2018. Foto: Lula Marques/Fotos Públicas

Cerimônia de posse da nova presidenta brasileira, cujo mandato vai até o final de 2018. Foto: Lula Marques/Fotos Públicas

O diretor-geral da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO), o brasileiro José Graziano da Silva, foi uma das autoridades presentes na cerimônia de posse do segundo mandato da presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, no último dia 1º de janeiro. Na ocasião, o Brasil reafirmou seu compromisso com a FAO e os esforços da cooperação Sul-Sul.

Para tratar de projetos no âmbito da cooperação, Graziano da Silva se reuniu com ministros brasileiros. Ele tratou de dois novos projetos para as áreas de pesca e aquicultura que serão desenvolvidos em quatro países da África e também na América Latina e no Caribe, junto com o ministro da Pesca e da Aquicultura, Helder Barbalho. O investimento, que será financiado pelo Ministério da Pesca, deve ultrapassar 10 milhões de dólares.

Já com o ministro das Relações Exteriores, o embaixador Mauro Vieira, o diretor-geral discutiu formas de atuação da FAO para continuar levando para outras nações a experiência brasileira com o programa Fome Zero, que ajudou a tirar milhões de pessoas da insegurança alimentar e da extrema pobreza no Brasil.

Além disso, junto com a ministra da Agricultura, Kátia Abreu, o diretor-geral da FAO discutiu a possibilidade de ampliar a troca de experiências, principalmente na África, por meio da capacitação dos agricultores. Já Abreu pediu o apoio da FAO nas áreas de saúde animal e produção sustentável, além da ampliação do programa de recuperação de áreas degradadas executado no Brasil.

A diretora-geral da UNESCO, Irina Bokova, também participou da cerimônia de posse. Durante a reunião bilateral com Dilma, Bokova parabenizou a presidenta pelo slogan “Brasil, Pátria Educadora”, destacando o papel fundamental da educação para alcançar o desenvolvimento sustentável e promover sociedades inclusivas em um mundo cada vez mais interligado e desafiador.

“A UNESCO está determinada a apoiar o governo do Brasil em todos os seus esforços para melhorar seu sistema de ensino frente aos crescentes desafios impostos pela desigualdade em termos de qualidade e conhecimento”, declarou Bokova. A diretora-geral da UNESCO também convidou a presidenta Dilma Rousseff para participar das comemorações do 70º aniversário da agência da ONU.