Brasil ganha prêmio da FAO pela luta contra a fome; Solenidade será em Roma neste domingo (30)

A Organização reconhecerá o empenho brasileiro e de outros países de cumprir antecipadamente o primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio e reduzir pela metade o número de pessoas desnutridas no país.

Foto: WFP/Carolina Montenegro

Foto: PMA/Carolina Montenegro

Brasil, Camarões, Etiópia, Gabão, Gambia, Irã, Kiribati, Malásia, Mauritânia, Maurício, México, Filipinas e Uruguai se juntaram a uma lista crescente de países que não mediram esforços para reduzir a fome entre seus cidadãos antes de 2015. O esforço dessas 12 nações será reconhecido pela Organização da ONU para Alimentação e Agricultura (FAO) em uma cerimônia em Roma (Itália) no próximo domingo (30).

A FAO concede o prêmio a todos aqueles países que conseguiram alcançar, de forma antecipada, o primeiro Objetivo de Desenvolvimento do Milênio (ODM-1), que estabelece como meta a redução pela metade, até 2015, da proporção da população com renda inferior a um dólar por dia e a proporção da população que sofre de fome.

Além de alcançaram o ODM-1, o Brasil, Camarões e Uruguai também conquistaram um objetivo ainda mais exigente estabelecido na Cúpula Mundial sobre a Alimentação  que propõe a redução pela metade do número total de pessoas desnutridas.