Brasil e ONU lançam 1º edital da bolsa Sergio Vieira de Mello para projetos no Haiti e Paquistão

Inscrições até 12 de fevereiro. Missões começam em março. De acordo com país, é necessário fluência em francês ou inglês. Recém-formados atuarão nas áreas de infraestrutura rural ou segurança alimentar.

O brasileiro Sergio Vieira de Mello em uma de suas últimas reuniões na ONU em Nova York, em julho de 2003. Foto: ONU/Mark Garten

O brasileiro Sergio Vieira de Mello em uma de suas últimas reuniões na ONU em Nova York, em julho de 2003. Foto: ONU/Mark Garten

O Brasil e a ONU lançaram nesta quinta-feira (16) o primeiro edital da bolsa Sergio Vieira de Mello para apoiar e estimular o trabalho de jovens brasileiros em projetos humanitários pelo mundo. São duas vagas nas áreas de infraestrutura rural no Haiti e políticas de segurança alimentar no Paquistão.

O projeto, uma iniciativa do Itamaraty com o Programa de Voluntários da ONU (VNU), vai financiar por um ano a participação de jovens recém-formados em Segurança Alimentar, Agricultura, Economia, Ciências Sociais, Relações Internacionais ou áreas afins para ajudar o Programa Mundial de Alimentos (PMA) na gestão de políticas públicas sobre segurança alimentar e nutricional no Paquistão. O candidato precisa ter fluência em inglês. Para detalhes, clique aqui.

Já no Haiti, o candidato com formação em Agronomia ou Engenharia Agrônoma vai trabalhar no projeto “Melhoria da segurança alimentar no departamento do Nordeste”, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), onde ele contribuirá com propostas de melhorias e inovações na cadeia produtiva agrícola do país, incluindo práticas, infraestrutura e equipamentos. O candidato precisa falar francês fluentemente. Para detalhes, clique aqui.

Os selecionados para ambas as vagas receberão uma bolsa mensal, além da cobertura dos custos de viagem, auxílio nas despesas de chegada e repatriação, seguro de saúde e de vida, treinamento e apoio à missão.

Os candidatos devem enviar o currículo e um vídeo de no máximo quatro minutos que mostre como ele pode contribuir para o projeto selecionado para cgfome@itamaraty.gov.br com cópia para marta.mauleon@undp.org até 12 de fevereiro. As missões começarão em março com um treinamento na sede do VNU em Bonn, na Alemanha.

O VNU foi criado em 1970 como um órgão subsidiário das Nações Unidas para funcionar como um programa operacional na cooperação para o desenvolvimento. Administrado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), promove o voluntariado para a paz e o desenvolvimento, sempre com o intuito de apoiar iniciativas alinhadas à agenda da ONU. Todos os anos, o VNU mobiliza mais de 7 mil jovens de 170 nacionalidades para servir em mais de 140 países.

Para mais informações sobre as bolsas, acesse o site do PNUD em http://bit.ly/1b7UIFJ.


Comente

comentários