Brasil e Noruega capacitam africanos em gestão pública

Parceria inédita promove intercâmbio técnico, cultural e aproxima países. Iniciativa conta com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.

Projeto aproximou técnicos de Angola e Guiné-BissauUma parceria entre Brasil, Angola, Guiné-Bissau e Noruega promoveu a capacitação de 106 técnicos africanos em gestão pública. O projeto pioneiro conta com o apoio do Projeto das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

As atividades realizadas primeiramente em Guiné-Bissau e depois no Brasil também aproximaram as relações entre os países africanos. “Percebemos que Angola e Guiné-Bissau utilizaram-se das atividades promovidas pelo projeto para estreitar laços e conhecer melhor a realidade de cada um. Eles detectaram a necessidade de aprofundar essa relação e, através dela, efetuar novas trocas de experiências”, avalia o Gerente de Cooperação Bilateral da Agência Brasileira de Cooperação, Yuri de Souza

Para o Oficial de Programas de Cooperação Sul-Sul do PNUD, Daniel Furst, este tipo de parceria faz com que nações em desenvolvimento tenham a oportunidade de trocar experiências concretas e pensar conjuntamente em alternativas que as ajudem superar as dificuldades, alcançando o desenvolvimento de maneira sustentável e duradoura.