Brasil e agência da ONU assinam acordo para aprimorar gestão de hospitais universitários

Acordo de três anos entre o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) prevê redução de gastos e melhoria no atendimento a pacientes em 33 hospitais universitários.

Fachada do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes da Universidade de Alagoas. Foto: Ministério da Educação

Fachada do Hospital Universitário Prof. Alberto Antunes da Universidade de Alagoas. Foto: Ministério da Educação

O Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) assinou nesta segunda-feira (30) um acordo com a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) com o objetivo de garantir melhor eficiência nos gastos e na aquisição de bens e serviços de 33 hospitais universitários brasileiros.

A compra e o abastecimento de material médico-hospitalar, a aquisição e manutenção dos equipamentos usados em procedimentos médicos de média e alta complexidade, a manutenção dos prédios dos hospitais e o fornecimento de serviços de nutrição, limpeza e gestão do lixo estão entre os itens previstos nesse acordo, com duração total prevista de três anos.

O objetivo é melhorar a qualidade da gestão do recurso público, economizar com compras em larga escala, evitar fraudes no sistema de saúde e, em última instância, aprimorar o atendimento aos pacientes em cerca de 7 mil leitos disponíveis na rede da EBSERH. A Empresa administra 33 dos 50 hospitais universitários do país e abrange todas as 5 regiões brasileiras.

“A rede dos hospitais administrados pela EBSERH se destaca pela sua importância na formação de novos profissionais nas universidades e na sua contribuição para a pesquisa científica em saúde“, afirmou a gerente de Programas do UNOPS no Brasil, Suelma Rosa. Nesta terça-feira (01), o diretor regional do UNOPS para a América Latina e o Caribe, Fabrizio Feliciani, apresenta o projeto durante o encontro de superintendentes da Rede EBSERH.

“O que buscamos são parcerias efetivas que vêm ao encontro dos nossos objetivos para integrar nossas três áreas de atuação: a assistência em saúde, o ensino e a pesquisa”, informou o presidente da EBSERH, Newton Lima Neto, durante a abertura do encontro em Brasília.

Planejamento em etapas

O projeto está dividido em quatro fases principais: primeiro, especialistas em gestão hospitalar traçarão um diagnóstico e uma análise de mercado, estabelecendo os indicadores de eficiência dos hospitais e da rede. Um panorama da rede de hospitais e maternidades universitários e uma análise individual de cada estabelecimento levarão em conta os gastos, os modelos de contratação de profissionais e licitações. O processo levará cerca de 9 meses.

Desde a sua existência, a EBSERH aumentou em 64,2% o quadro de pessoal dos hospitais e em 81,2% o número de médicos. 20 mil contratos foram feitos via concurso público. Além disso, foram adquiridos e instalados 17.547 equipamentos nos 33 hospitais. Os gastos da EBSERH com pessoal, benefícios, custeio e investimentos em 2015 chegou a 9 bilhões de reais.

Na segunda fase, os especialistas do UNOPS e da EBSERH irão estabelecer, em conjunto, os melhores processos de contratação de bens e serviços. Serão definidos padrões de compras, processos de aprimoramento logístico como grandes aquisições por regiões para baixar preços e otimizar recursos e fortalecer o controle de qualidade. A metodologia prevê que, no primeiro ano, hospitais piloto sejam escolhidos para a execução da iniciativa. Ao final do projeto, o objetivo é estender os processos e benefícios para toda a rede de 33 hospitais.

Na terceira fase de implementação, estão previstas avaliações e ampliação das lições aprendidas. A quarta dimensão do projeto inclui um acompanhamento de comunicação para a disseminação das boas práticas.

A EBSERH existe há pouco mais de três anos. Por sua estreita ligação com as universidades públicas, a empresa está associada ao Ministério da Educação brasileiro e gerenciou, em 2015, um orçamento de 1,9 bilhão de reais. Mais de 43 mil profissionais de saúde estão ligados à Empresa. Desde a sua criação, houve um aumento de 19% no número de consultas e 23% no número de internações nos hospitais universitários afiliados à empresa.

Sobre o UNOPS
O UNOPS é uma agência da ONU cujo foco é apoiar as populações mais necessitadas, aprimorando a capacidade do próprio Sistema das Nações Unidas, de governos e entidades associadas com a gestão eficiente de projetos, infraestrutura, e aquisições de forma sustentável. A agência foi criada em 1974 e desenvolve projetos em mais de 80 países.

Está presente no Brasil desde 2012 e atua na gestão de projetos em saúde pública, infraestrutura, elaboração de modelos de parcerias público-privadas com o BNDES, gestão de risco ambiental e presta assessoria técnica para gestão de obras públicas.

Para mais informações:
nacoesunidas.org/agencia/unops
61 3038-9043
brpc@unops.org