Brasil doa vacinas e medicamentos para ajudar Síria a enfrentar crise de saúde

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O governo brasileiro está doando vacinas e medicamentos para a Síria, em ação coordenada com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Esta é a primeira vez que o Brasil envia carregamentos do tipo para ajudar a crise de saúde no país.

Crianças sírias em acampamento na província de Alepo, na Síria. Foto: UNICEF / Giovanni Diffidenti

Crianças sírias em acampamento na província de Alepo, na Síria. Foto: UNICEF / Giovanni Diffidenti

O governo brasileiro está doando vacinas e medicamentos para a Síria, em ação coordenada com a Organização Mundial da Saúde (OMS). Esta é a primeira vez que o Brasil envia carregamentos do tipo para ajudar a crise de saúde no país.

Segundo a OMS, a doação será suficiente para 21 mil tratamentos. O Brasil enviou vacinas para rotavírus e doenças pneumocócicas, antibióticos, analagésicos e outros remédios.

Devido às sanções, a Síria enfrenta dificuldades para importar medicamentos que não são produzidos no país. A representante da OMS na Síria, Elizabeth Hoff, declarou que “a doação brasileira é muito bem-vinda e vai de encontro às necessidades de muitos feridos e de pacientes sofrendo de doenças crônicas”, segundo a ONU News.

Desde o início do conflito sírio, há seis anos, a OMS tem coordenado ações com países e organizações internacionais. A agência calcula que 13,5 milhões de pessoas precisem, com urgência, de assistência médica na Síria.


Mais notícias de:

Comente

comentários