Confira o boletim da ONU Brasil #269

Edição de 14 de janeiro de 2019.

Visualize o boletim também em www.nacoesunidas.org/boletim269

Boletim quinzenal da ONU

Criança toma vacina contra a poliomielite. Foto: UNICEF/Ayberk Yurtsever

Confira respostas às dúvidas frequentes sobre imunização e segurança das vacinas

As vacinas são seguras? A imunidade proporcionada por elas é melhor do que a oferecida pelas infecções naturais? Uma criança pode receber mais de uma vacina por vez? Confira as respostas da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) para perguntas frequentes da população sobre imunização.

Crianças de Goiás participaram do piloto do projeto, que deve ser ampliado para o Distrito Federal em 2019. Foto: PNUD Brasil

Turma da Mônica ajuda crianças a aprender educação fiscal e financeira

Saúde financeira, gestão das contas públicas, transparência fiscal. Para explicar essas noções para crianças e adolescentes, a Secretaria do Tesouro Nacional se uniu ao Instituto Mauricio de Sousa e ao Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), produzindo um gibi educativo que explora a educação financeira de maneira lúdica e acessível.

O projeto "Além do Algodão" pretende apoiar agricultores familiares de algodão e instituições públicas em Benim, Moçambique, Quênia e Tanzânia. Foto: PMA

Projeto ‘Além do Algodão’ impulsiona geração de renda em países africanos

Equipe do Centro de Excelência contra a Fome — uma parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas — realizou duas missões em Moçambique e Benim em dezembro para discutir com oficiais de governo e outros atores demandas e potenciais da cadeia de produção do algodão.

O projeto “Além do Algodão” pretende apoiar agricultores familiares de algodão e instituições públicas em Benim, Moçambique, Quênia e Tanzânia. A iniciativa vai conectar os subprodutos do algodão, como óleo e torta, e culturas consorciadas como milho, sorgo e feijão, a mercados estáveis, inclusive os programas de alimentação escolar. A iniciativa pretende contribuir para a geração de renda para agricultores familiares e para o aumento da segurança alimentar e nutricional em áreas rurais.

A capacitação é voltada para pessoas que prestam atendimento a migrantes vulneráveis ou que necessitem de uma introdução sistemática ao tema da migração internacional e da governança das migrações no Brasil. Foto: OIM

OIM recebe inscrições para segunda edição de curso sobre migrações internacionais

A Organização Internacional para as Migrações (OIM) e a Defensoria Pública da União (DPU) abriram nesta quinta-feira (10) o período de inscrições para a segunda edição do curso de educação à distância “Uma Introdução às Migrações Internacionais”.

A capacitação é voltada para pessoas que prestam atendimento a migrantes vulneráveis ou que necessitem de uma introdução sistemática ao tema da migração internacional e da governança das migrações no Brasil.

A oferta inicial é de 100 vagas, que serão preenchidas por atores de sociedade civil, poder público e serviços universitários de assistência a migrantes ou de organizações congêneres. As inscrições devem ser feitas pelas organizações até 22 de janeiro.

Imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e bandeiras dos Estados-membros da ONU são projetadas na sede das Nações Unidas, em Nova Iorque. Foto: ONU/Cia Pak

Rede Brasil do Pacto Global busca parcerias para difundir metas da ONU no setor privado

A Rede Brasil do Pacto Global planeja expandir o número de parcerias para difundir no setor privado os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS). As Federações das Indústrias dos Estados de São Paulo e Paraná — a FIESP e a FIEP — e a Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP) já aderiram à iniciativa de atuar em conjunto em 2019, a fim de engajar seus membros com a agenda da ONU.

Foto: Jhon Henriano/Shutterstock.com

Banco Mundial alerta para piora da economia global em 2019

As perspectivas para a economia global em 2019 pioraram, disse o Banco Mundial nesta quarta-feira (9) em novo relatório. Enquanto as tensões comerciais permanecem elevadas, o comércio internacional e o investimento desaceleram.

A previsão do Banco Mundial é de crescimento de 2,9% da economia global em 2019, frente a 3% no ano passado. Para o Brasil, o organismo internacional projeta crescimento econômico de 2,2% em 2019 e de 1,2% em 2018. Já para a China, o PIB deve subir 6,2%, frente a estimados 6,5% no ano passado.

Mais de 17 mil famílias de agricultores foram beneficiadas com as ações do Paulo Freire. Foto: SDA/Governo do Ceará

Com recursos da ONU, Ceará investe em municípios rurais de menor IDH

Por meio do Projeto Paulo Freire, que estimula a geração de renda e trabalho no semiárido, o governo do Ceará investiu no ano passado em torno de 40,3 milhões de reais nas capacidades produtivas de 17,6 mil famílias de agricultores.

Em parceria com o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA), um organismo da ONU, a iniciativa beneficiou 31 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH).

Pesquisa avalia avanços e desafios do oeste do Paraná no cumprimento dos objetivos globais da ONU. Foto: Maira Galvão

Projeto do PNUD lança relatório sobre cumprimento das metas da ONU no oeste do Paraná

Lançado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e pela Itaipu Binacional, o levantamento aponta conquistas em áreas como redução da pobreza e da violência, mas mostra lacunas em questões como igualdade de gênero, especialmente na representação política.

Marlova Jovchelovitch Noleto é diretora e representante da UNESCO no Brasil. Foto: UNESCO/Mila Petrillo

UNESCO discute projetos de cooperação com Ministério dos Direitos Humanos

A diretora e representante da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, visitou na segunda-feira (7) a nova ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves. Na ocasião, elas se apresentaram oficialmente e conversaram sobre os projetos de cooperação já existentes e as perspectivas para 2019.

Foram apresentados à nova ministra os cinco projetos de cooperação técnica já em execução com o governo federal ligados à pasta, mais especificamente com a própria área de Direitos Humanos, a Secretaria de Juventude, a Secretaria da Pessoa com Deficiência, a Secretaria da Pessoa Idosa e a Fundação Nacional do Índio (FUNAI).

Durante um mês, venezuelanas e haitianas participaram de aulas de costura na COOEFCS. Foto: ACNUR/Allana Ferreira

Venezuelanas e haitianas concluem curso técnico de costura em Boa Vista

Dez mulheres venezuelanas e haitianas que estão vivendo em Boa Vista (RR) concluíram no final de dezembro um curso técnico de costura oferecido por uma cooperativa brasileira. A iniciativa teve o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), do Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados (SJMR) e da União Europeia.

Campo de algodão. Foto: Arquivo/Agência Brasil

OIT, Brasil e Peru promovem trabalho decente na cadeia de produção de algodão

Com o objetivo de promover o trabalho decente na produção de algodão no país, os governos de Brasil e Peru, entidades de cooperação internacional dos dois países e a Organização Internacional do Trabalho (OIT) assinaram no início de dezembro (10) acordo para desenvolvimento do projeto “Promoção de trabalho decente na cadeia do algodão no Peru”.

O projeto inclui Ministério do Trabalho e Promoção do Emprego do Peru, Ministério do Trabalho do Brasil, Agência Peruana de Cooperação Internacional (APCI), Agência Brasileira de Cooperação do Ministério das Relações Exteriores (ABC), Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial do Brasil (SENAI) e o escritório da OIT para os países andinos.

Favorecer o acesso e a adaptação de jovens refugiados no ambiente escolar é uma importante diretriz do ACNUR, dialogando com as políticas públicas implementadas pela Secretaria Estadual de Educação de São Paulo. Foto: ACNUR/Gabo Morales

SP lança documentos para orientar acolhimento de alunos refugiados e migrantes

Integrar alunos refugiados e migrantes nas escolas estaduais é uma das responsabilidades da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo. Além de culturas e tradições diferentes, as crianças e adolescentes de fora do país dão maior pluralidade à rede de ensino.

A pasta desenvolveu documentos para nortear o atendimento desses estudantes dentro das unidades escolares. Lançados em 2018, os materiais contribuem para auxiliar as escolas desde o momento da matrícula até o acolhimento em sala de aula.

“O ACNUR, Agência da ONU para Refugiados, reconhece a importância da produção destes materiais para facilitar o ingresso e adaptação de crianças e jovens refugiados ao contexto escolar, sendo a escola um espaço fundamental de aprendizados e sociabilidades para o desenvolvimento humano integral”, afirma Maria Beatriz Nogueira, chefe do escritório do ACNUR em São Paulo.

Espécimes mortos do "barbeiro", inseto e vetor da doença de Chagas nas Américas. Foto: OPAS/OMS/Ary Rogerio Silva

Agência da ONU lança guia para diagnóstico e tratamento da doença de Chagas

Em 21 países das Américas nos quais a doença de Chagas é endêmica, cerca de 65 milhões de pessoas correm risco de contrair a enfermidade. A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) estima que essa infecção parasitária seja responsável pela morte de 12 mil indivíduos por ano na região. Para melhorar a detecção e o manejo clínico da patologia, a instituição publicou um novo guia para o diagnóstico e o tratamento da doença de Chagas.

Onça-pintada, o maior felino das Américas. Foto: Flickr (CC)/Hans De Bisschop

Argentina desenvolve projeto para recuperar populações da onça-pintada

Na Argentina, a criação em dezembro de um novo parque nacional promete ampliar o potencial de um projeto que quer reintroduzir a onça-pintada na natureza. O animal teve sua população reduzida no país devido à caça e à perda do habitat.

Atualmente, existem apenas cerca de 200 espécimes do felino no país sul-americano. O relato é da ONU Meio Ambiente.

Cartilha em Braille aborda padrões de conduta para inclusão de pessoas LGBTI. Foto: Maira Galvão

Cartilha da ONU em Braille amplia acesso a informações sobre igualdade LGBTI

Para democratizar o acesso a informações sobre direitos humanos, a campanha Livres & Iguais da ONU lançou uma cartilha em Braille sobre ações que buscam integrar pessoas LGBTI ao mercado de trabalho e à sociedade.

Destinado a empresas e à sociedade civil, o folder disponibiliza padrões de conduta e explica como a inclusão é positiva. Hoje, 4 de janeiro, é Dia Mundial do Braille.

À extrema direita, Niky Fabiancic, coordenador-residente do Sistema ONU no Brasil, cumprimenta o novo ministro brasileiro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, e a esposa do chanceler, Maria Eduarda de Seixas Corrêa. Foto: Divulgação

Coordenador-residente da ONU no Brasil cumprimenta novo chanceler brasileiro

O coordenador-residente do Sistema ONU no Brasil, Niky Fabiancic, participou na quarta-feira (2) da cerimônia de posse do novo ministro das Relações Exteriores brasileiro, Ernesto Araújo, no Palácio do Itamaraty, em Brasília (DF).

Crianças venezuelanas cantam músicas tradicionais de seu país. Foto: ACNUR/Allana Ferreira

Crianças venezuelanas participam de coral em abrigos de Boa Vista

Na semana que antecedeu o Natal, os Canarinhos da Amazônia, coral formado por 50 crianças e adolescentes venezuelanos, se apresentaram em seis dos dez abrigos de Boa Vista que acolhem refugiados e migrantes em situação de vulnerabilidade.

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) apoia os Canarinhos da Amazônia desde 2017, quando estabeleceu seu escritório em Boa Vista para responder mais adequadamente ao fluxo de venezuelanos na região.

Desde julho de 2018, o ACNUR e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) têm aportado recursos adicionais no projeto em parceria com a União Europeia, por meio do seu Instrumento de Contribuição para a Estabilidade e a Paz (IcSP, da sigla em inglês).

Bebê recém-nascido no Quirguistão. Foto: UNICEF/Voronin

UNICEF: quase 400 mil bebês nasceram em todo mundo no 1º dia de 2019

No Brasil, a previsão da agência da ONU era de aproximadamente 7,8 mil nascimentos para o 1º de janeiro. O UNICEF também divulgou uma lista com os nomes mais populares para os recém-nascidos.

Entre os novos brasileirinhos, está previsto um número considerável de Helenas e Alices, além de Bernardos e Miguéis. Arthur, Sophia, Lorenzo, Heitor, Valentina e Isabella também estão entre os nomes preferidos pelas mães e pais da Virada.

Ararinha-azul. Foto: ICMBio

Extinção de aves no Brasil é preocupante, diz ONU Meio Ambiente

Quatro espécies brasileiras estão entre as oito aves declaradas extintas no mundo ao longo desta década, de acordo com um levantamento da BirdLife International. A instituição aponta ainda que uma quinta espécie, a emblemática ararinha-azul, desapareceu da natureza, sendo encontrada apenas em cativeiro. A eliminação desses animais é considerada preocupante pela ONU Meio Ambiente, que alerta para a importância das aves no equilíbrio dos ecossistemas.

Equipe do UNAIDS e do SESC durante diálogo com estudantes de ensino médio. Foto: UNAIDS

No Rio, ONU discute prevenção da AIDS com estudantes de ensino médio

Para o Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), o crescimento da epidemia entre os jovens no Brasil mostra a importância de discutir a prevenção do HIV nas escolas. No Rio de Janeiro, a agência da ONU promoveu diálogo sobre o tema na Escola SESC de Ensino Médio.

Socorro Gross Galiano é natural da Costa Rica e possui quase 30 anos de experiência junto à OPAS/OMS. Foto: OPAS

Médica costa-riquenha é nomeada nova representante da Organização Pan-Americana da Saúde no Brasil

A médica costa-riquenha Socorro Gross assumiu nesta sexta-feira (21) o cargo de representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil.

Sua entrada ocorre em função da aposentadoria de Joaquín Molina, que esteve à frente do organismo internacional por seis anos. Ao longo da semana, Socorro se reuniu com as áreas técnicas do escritório e com autoridades de saúde do Brasil.

Molina se despediu instando a equipe do escritório, composta por cerca de 200 funcionárias e funcionários, a seguir com os esforços para garantir saúde de qualidade à população do país.

Manifestação em Belo Horizonte (MG) para marcar o 8 de março, Dia Internacional da Mulher. Imagem de 2014. Foto: Flickr (CC)/Mídia Ninja

Edital financia ativismo em prol dos direitos das mulheres

Até 18 de fevereiro, o Fundo das Mulheres do Sul recebe candidaturas de organizações e grupos da sociedade civil para financiar projetos que promovam e defendam os direitos das mulheres e a igualdade de gênero. Instituições brasileiras podem concorrer no edital. O relato é da ONU Mulheres.

Agenda 2030 para o Desenvolvimento SustentávelInstagramTwitterYouTubeVimeoFacebookCadastro

Vidas Negras; Década Internacional de Afrodescendentes

Acesse aqui todas as oportunidades de estágio e trabalho: www.nacoesunidas.org/vagas/brasil e outras oportunidades e editais em www.nacoesunidas.org/tema/editais

Leia mais em www.onu.org.br e acesse nossas redes em www.nacoesunidas.org/redes

Para não receber mais, peça para remover. Para se inscrever, clique aqui. Para edições anteriores, clique aqui.


Comente

comentários