Confira o boletim da ONU Brasil #248

Edição de 20 de dezembro de 2017.

Visualize o boletim também em http://www.nacoesunidas.org/boletim248

Boletim quinzenal da ONU

Mobilização do movimento ElesPorElas convida a homens a assumir publicamente compromisso pelo fim do assédio sexual. Imagem: ONU Mulheres

Movimento HeForShe convida homens a gravar vídeo com compromisso contra o assédio sexual

Para celebrar o Dia Internacional da Solidariedade Humana, lembrado anualmente em 20 de dezembro, o movimento ElesPorElas (HeForShe, no original em inglês) da ONU Mulheres chama homens a participar de uma mobilização online pelo fim do assédio sexual. Participantes devem gravar e compartilhar um vídeo em que afirmam seu compromisso contra a violência de gênero. Cada homem deve convidar outros três a participar da iniciativa.

Mãe Nilce apoia mulheres na Baixada Fluminense a romper o ciclo da violência de gênero. Foto: ONU Mulheres.

Mulheres buscam coletivos, terreiros e Defensoria para se proteger da violência de gênero no Rio

Coletivos, terreiros e Defensoria Pública. Estas são as redes destacadas nos depoimentos de três mulheres que ocupam espaços estratégicos no Rio de Janeiro para acolhimento e apoio às vítimas da violência de gênero.

Os relatos foram registrados pela campanha do secretário-geral da ONU “UNA-SE pelo Fim da Violência contra as Mulheres”, com produção da ONU Mulheres e do Centro de Informação das Nações Unidas no Brasil (UNIC Rio) e apoio do Comitê Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030 e da ONG Criola. Assista aos vídeos.

Nova ciclovia, museu a céu aberto, centros comerciais e representações diplomáticas ocuparão a área localizada no Setor de Embaixadas Norte.

Parque Urbano Internacional da Paz terá parceria do Sistema ONU no Brasil

Brasília ganhará a Praça e o Parque Urbano Internacional da Paz. A decisão foi anunciada em evento na Casa da ONU nesta segunda-feira (18), com a assinatura de um decreto pelo governador Rodrigo Rollemberg. A iniciativa é uma parceria do Sistema ONU no Brasil e do governo do Distrito Federal.

Com o Mais Médicos, foi possível preencher 18.240 vagas em 4.058 municípios brasileiros e 34 Distritos Sanitários Especiais Indígenas. Dessas, 11.429 foram ocupadas pelos profissionais cubanos. Foto: OPAS

Agência da ONU lança aplicativo para divulgar dados sobre o Mais Médicos

Já está disponível para computador, tablet ou celular o aplicativo gratuito “Sistema Integrado de Informações Mais Médicos (SIMM)”. A ferramenta foi criada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), para facilitar o acesso da sociedade brasileira aos principais bancos de dados do programa Mais Médicos. Software indica a quantidade de profissionais da iniciativa e onde eles atuam, além de apresentar linha do tempo do projeto.

Com influência do Brasil, a taxa média de desemprego na América Latina e no Caribe aumentou de 7,9% em 2016 para 8,4% no final de 2017, um aumento de 0,5 pontos percentuais. O número total de pessoas que procuram um emprego sem sucesso aumentou em dois milhões, para 26,4 milhões de pessoas. Foto: Roberto Vinicius/Flickr/CC

Desemprego aumenta em 2017 pelo 3º ano consecutivo na América Latina e no Caribe, mas deve diminuir em 2018

A previsão é do relatório Panorama Laboral da América Latina e Caribe 2017, lançado nesta segunda-feira (18) pela Organização Internacional do Trabalho (OIT), que indica que a região apresentou desempenhos mistos.

A atriz Taís Araújo participa da campanha #VidasNegras, que busca sensibilizar a sociedade pelo fim da violência contra a juventude negra no Brasil. Foto: Reprodução

Campanha Vidas Negras da ONU Brasil tem ampla repercussão nas redes sociais

Desde o lançamento no início de novembro, mês da Consciência Negra, a campanha Vidas Negras passou a ser um dos motes do debate sobre desigualdades raciais nas redes sociais. Os quatro vídeos produzidos pela iniciativa da ONU Brasil provocaram uma série de conversas sobre o tema.

As peças abordam diferentes impactos do racismo na experiência da juventude negra no Brasil, com a participação de Taís Araújo, Érico Brás, Kênia Maria, Elisa Lucinda e o grupo Dream Team do Passinho. Todo o material audiovisual da campanha fala da necessidade de superar o racismo para garantir igualdade, inclusive no direito à vida.

Adesivos nos trens divulgam informações sobre Protocolo de Montreal em Porto Alegre (RS). Foto: Trensurb/Artur Colombo

Assessor da ONU visita Trensurb para conferir trem adesivado em alusão ao Protocolo de Montreal

Na manhã desta terça-feira (19), Everaldo Fiorentino Meirelles, assessor de projeto da Organização das Nações Unidas para o Desenvolvimento Industrial (UNIDO), visitou a Trensurb em Porto Alegre (RS) e vistoriou o trem disponibilizado pela empresa para adesivagem alusiva ao Protocolo de Montreal.

A iniciativa é parte da campanha comemorativa dos 30 anos do Protocolo de Montreal sobre substâncias que destroem a Camada de Ozônio, iniciada em novembro, coordenada pelo Ministério do Meio Ambiente.

De acordo com o secretário nacional de Justiça, Rogério Galloro, o Brasil recebe solicitações de refúgio de diversos países, alguns com dialetos pouco conhecidos. Foto: ONU

Solicitantes de refúgio terão intérpretes nas entrevistas em Brasília

As entrevistas de solicitação de refúgio no Brasil terão uma ajuda extra em 2018. Quaisquer cidadãos com disponibilidade de horário e conhecimento avançado em outros idiomas poderão se cadastrar em um banco de intérpretes.

O trabalho voluntário é resultado de acordo de cooperação técnica entre a Secretaria Nacional de Justiça do Ministério da Justiça e a Universidade de Brasília. O relato é da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Mãe e filha em centro de saúde apoiado pelo UNFPA. Agência presta serviços de saúde reprodutiva, sexual, materna e neo-natal. Foto: UNFPA Namíbia/Emma Mbekele

Fundo de População da ONU firma parceria com governo para impulso à saúde sexual e reprodutiva

O Fundo de População das Nações Unidas (UNPFA) e o Ministério da Saúde anunciaram uma parceria para fortalecer o complexo industrial de saúde nacional e para a segurança dos insumos em saúde, em especial aqueles relacionados à saúde sexual e reprodutiva.

O acordo terá inicialmente dois anos de vigência. A expectativa é de que, neste período, sejam exploradas oportunidades conjuntas para o desenvolvimento de políticas e programas de saúde da mulher, do homem, de jovens e adolescentes, em especial de saúde sexual e reprodutiva.

Governo do Maranhão assumiu compromisso de priorizar políticas sociais. Foto: Gilson Teixeira/Secap

Maranhão assina acordo com PNUD para implementação da Agenda 2030 no estado

O governo do Maranhão assinou na semana passada (7) em São Luís acordo com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) com o objetivo de fortalecer a implementação da Agenda 2030 no estado por meio da adesão aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A adesão foi formalizada durante o encerramento do Seminário Mais IDH, que avaliou estratégias de promoção do desenvolvimento socioeconômico nos 30 municípios com menor Índice de Desenvolvimento Humano Municipal do estado.

Manifestantes em São Paulo, na Segunda Marcha Internacional pelo Fim do Extermínio do Povo Negro. Foto: Fotos Públicas/Oswaldo Corneti

Jovem negra tem 2 vezes mais chance de ser assassinada no Brasil, revela UNESCO

Em todos os estados do país e no Distrito Federal, com exceção do Paraná, as jovens negras têm 2,19 vezes mais chances de serem vítimas de homicídio do que as jovens brancas. No Rio Grande do Norte, diferença chega a oito vezes. Crime é a principal causa de morte entre brasileiros e brasileiras dos 15 aos 29 anos.

Dados foram divulgados no Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência 2017, lançado nesta segunda-feira (11) pela UNESCO e pela Secretaria Nacional de Juventude. Pela primeira vez, relatório abordou diferenças de gênero nas taxas de assassinato de jovens.

O resultado regional em 2018 pode ser em parte explicado pelo maior dinamismo da economia brasileira, que deve crescer 2% em 2018, segundo a CEPAL. Foto: EBC

Economias da América Latina e do Caribe terão recuperação moderada em 2018, diz CEPAL

As economias da América Latina e do Caribe terão uma recuperação moderada em 2018, com crescimento de 2,2%, após expansão de 1,3% em 2017, indicou nesta quinta-feira (14) a Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL).

O resultado regional do ano que vem será em parte explicado pelo maior dinamismo do crescimento brasileiro (2%, comparado a 0,9% em 2017).

“Deve-se priorizar um gasto com maior impacto sobre o crescimento e a desigualdade, e evitar fortes ajustes no investimento público para proteger o crescimento no médio prazo”, disse a secretária-executiva da CEPAL, Alicia Bárcena.

Famílias geram renda com a criação de ovinos. Foto: Secretaria do Desenvolvimento Agrário (CE)

Fundo da ONU verifica avanços de projeto de desenvolvimento agrícola no CE

O Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) realiza até sexta-feira (15) uma missão de análise dos avanços do Projeto Paulo Freire, iniciativa apoiada pela ONU que visa reduzir a pobreza e melhorar as condições de vida de agricultores familiares no Ceará.

Jaqueline Lobo, pesquisadora do CEDPIR, da Fundação Casa de Rui Barbosa. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Com festival de cinema, agência da ONU alerta para violações dos direitos de migrantes

Em cine-debate no Rio de Janeiro, a Organização Internacional para as Migrações (OIM) alertou na quarta-feira (13) para as múltiplas violações de direitos contra estrangeiros vivendo no Brasil. Agência da ONU levou para a Fundação Casa de Rui Barbosa o filme “Era o Hotel Cambridge”, de Eliane Caffé, exibido como parte da programação do Festival Global de Cinema sobre Migração da OIM.

Organismo das Nações Unidas comentou decreto que regulamenta a implementação da nova Lei de Migração do Brasil. De 2010 a 2015, país registrou aumento de 20% no número de migrantes.

Imigrantes haitianos em Iñapari, no Peru. A rota é usada por muitos para alcançar o Brasil pela fronteira com o Acre, para depois seguirem para centros urbanos. Segundo as mais recentes estimativas, mais de 50 mil haitianos já migraram para o Brasil desde o terremoto que atingiu o país caribenho, em janeiro de 2010. Foto: Marcello Casal Jr./ABr

População de migrantes no Brasil aumentou 20% no período 2010-2015, revela agência da ONU

De 2010 a 2015, a população de migrantes vivendo no Brasil cresceu 20%, chegando a 713 mil. Desse contingente, 207 mil vêm de outros países da América do Sul. Volume de sul-americanos que chegaram ao território brasileiro também aumentou 20% no mesmo período. É o que revela o relatório da Organização Internacional para as Migrações (OIM), World Migration Report 2018, divulgado trienalmente e publicado no início do mês (1º).

Governo federal solicitou em 2015 ao Banco Mundial relatório sobre gastos públicos. Foto: Sesc SP/Julia Parpulov

Banco Mundial: adiar reforma da previdência só aumentaria ajuste a ser feito no futuro

O aumento do gasto previdenciário no Brasil é motor de um forte desequilíbrio fiscal. Diante disso, mesmo o país enfrentando uma dura crise econômica, é necessário resolver esse problema estrutural uma vez que adiá-lo só aumentaria o tamanho do ajuste a ser feito no futuro, na opinião do diretor do Banco Mundial para o Brasil, Martin Raiser.

Para ele, a reforma tributária também deve ser prioridade, uma vez que a alta carga recai principalmente sobre os mais pobres, com baixa tributação sobre a renda, particularmente grandes fortunas.

Guia do Preguiçoso para Salvar o Mundo

UNIC Rio lança ‘Guia do Preguiçoso para Salvar o Mundo’ com dicas de pequenas atitudes para o dia a dia

Você quer ajudar a mudar e salvar o mundo mas tem preguiça até de levantar do sofá para pegar o controle remoto? Então confira o Guia do Preguiçoso para Salvar o Mundo, campanha digital que o Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio) lança neste 10 de dezembro – Dia Internacional dos Direitos Humanos.

Agricultoras em Rwamagana, Ruanda. Foto: Banco Mundial/A'Melody Lee

ARTIGO: A importância das mulheres rurais no desenvolvimento sustentável do futuro

Em artigo de opinião, o representante da FAO no Brasil, Alan Bojanic, defendeu mais igualdade no acesso de agricultoras a terras e recursos produtivos. Embora sejam responsáveis por produzir mais da metade de todos os alimentos do mundo, mulheres são marginalizadas no meio rural. Apenas 30% são donas formais de suas terras, 10% conseguem ter crédito e 5% recebem assistência técnica.

Em Fortaleza, meninos e meninas ganham assento permanente no Conselho Municipal dos Direitos das Crianças e dos Adolescentes. Foto: UNICEF

Crianças assumem controle de instituições em Rio, Fortaleza, Salvador e Recife

“Saí de casa às 5h40 da manhã para chegar aqui no centro do Rio. Peguei trem, metrô, ônibus e depois andei mais um pouquinho. Hoje me sinto representando os adolescentes dos subúrbios e periferias do Rio, muitos nem sabem que podem e têm direito de participar.”

A fala do adolescente Patrick Pereira, de 16 anos, reflete o objetivo do Dia Mundial da Criança — colocar crianças no controle de instituições públicas e garantir o direito delas de participar de todas as decisões que afetam sua vida. A ação foi promovida pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Estudo da Rede Brasil do Pacto Global revela engajamento do setor elétrico nacional com as metas da ONU. Foto: Rede Brasil do Pacto Global

Setor elétrico brasileiro já incorpora metas da ONU em estratégias de negócio, revela relatório

A Rede Brasil do Pacto Global da ONU divulgou neste mês (4) os resultados preliminares de estudo que avalia a adoção dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas (ODS) por empresas do setor elétrico. Das 20 organizações participantes, 65% informaram já considerar a Agenda 2030 em suas estratégias de negócios para a promoção de boas práticas.

Foto: ONU

AIDS não acabou e desafios continuam significativos, diz agência da ONU

Os avanços na resposta ao HIV não têm precedentes. Na África do Sul, em 2000, somente 90 pessoas tinham acesso à terapia antirretroviral. Hoje, o país tem 4,2 milhões de pessoas em tratamento.

“Ultrapassamos as metas globais e hoje, no mundo, aproximadamente 20,9 milhões de pessoas têm acesso a esses medicamentos capazes de salvar vidas”, disse o diretor-executivo do Programa Conjunto das Nações Unidas sobre HIV/AIDS (UNAIDS), Michel Sidibé, em mensagem para o Dia dos Direitos Humanos, lembrado em 10 de dezembro.

Contudo, ele lembrou que não podemos ser complacentes — a AIDS não acabou em nenhuma parte do globo e os desafios à frente continuam significativos.

Todos os anos, US$ 1 trilhão é pago em subornos e cerca de US$ 2.6 trilhões são roubados anualmente devido a atos de corrupção, segundo o UNODC. Foto: USP Imagens/Marcos Santos

Agências da ONU alertam para impactos da corrupção no desenvolvimento dos países

No Dia Internacional contra a Corrupção, lembrado no sábado (9), o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) fizeram um apelo para que as pessoas em todo o mundo se unissem a uma campanha global de conscientização e combate a esse crime.

FacebookTwitterGoogle+Cadastro

Acesse aqui todas as oportunidades de estágio e trabalho: www.nacoesunidas.org/vagas/brasil e outras oportunidades e editais em www.nacoesunidas.org/tema/editais

Leia mais em www.onu.org.br e acesse nossas redes em www.nacoesunidas.org/redes

Para não receber mais, peça para remover. Para se inscrever, clique aqui. Para edições anteriores, clique aqui.