Confira o boletim da ONU Brasil #239

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Edição de 11 de maio de 2017.

Visualize o boletim também em www.nacoesunidas.org/boletim239

Boletim quinzenal da ONU

Foto do 14º Acampamento Terra Livre, em abril de 2017, em Brasília. Crédito da foto: Apib Comunicação/Flickr/CC

Brasil recebe centenas de recomendações para combater violações aos direitos humanos

Estados-membros das Nações Unidas fizeram nesta terça-feira (9) mais de 240 recomendações de direitos humanos ao Brasil, em meio à Revisão Periódica Universal (RPU). Grande parte das recomendações refere-se à segurança pública. Os países pediram uma reformulação do sistema penitenciário brasileiro e o combate à violência e ao abuso policial, especialmente contra a população negra e pobre.

Os países também pediram o combate à violência contra os povos indígenas, o impulso à demarcação de terras e a participação dessa população nas decisões. Leia aqui reportagem completa com todas as principais recomendações feitas ao Brasil por mais de cem países.

Desemprego é mais alto entre mulheres do que entre os homens. Foto: Agência Brasil

Desemprego urbano deve continuar subindo no Brasil e na América Latina, prevê relatório

A taxa média de desemprego urbano na América Latina e no Caribe deve continuar subindo este ano, prevê relatório da Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (CEPAL) e da Organização Internacional do Trabalho (OIT). No ano passado, o indicador teve a maior alta em mais de duas décadas, afetado principalmente pela deterioração do mercado de trabalho brasileiro.

O documento consolida o Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) e 170 indicadores socioeconômicos para o Brasil. Foto: EBC

Grupos vulneráveis têm melhora no IDH municipal, mas desigualdades persistem no Brasil

Relatório lançado nesta quarta-feira (10) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) mostrou que houve melhora do Índice de Desenvolvimento Humano Municipal (IDHM) entre os grupos mais vulneráveis — como mulheres, negros e população rural — entre 2000 e 2010.

No entanto, as desigualdades persistem. Apesar de diferença entre o IDHM de negros e brancos ter se reduzido pela metade no intervalo de dez anos, o IDHM da população negra era 14,4% inferior ao dos brancos em 2010.

Maurizio Giuliano, diretor do UNIC Rio de Janeiro - Foto: acervo pessoal

António Guterres nomeia Maurizio Giuliano diretor do Centro de Informação das Nações Unidas no Rio de Janeiro

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, nomeou o italiano Maurizio Giuliano como diretor do Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC) no Rio de Janeiro, Brasil. Ele assumiu o cargo nesta quinta-feira (20 de abril).

Fluente em quatro idiomas e com mais de dez anos de experiência com informação pública, Maurizio trabalhou com assuntos humanitários em diversos países da África, além de ter atuado no Oriente Médio, Timor-Leste e México.

Foto: Agência Brasil / Marcello Casal

Agência da ONU apoia trabalho de parteiras profissionais na América Latina e no Caribe

No Dia Internacional das Parteiras e Parteiros Profissionais, 5 de maio, o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) destacou a importância do trabalho desses profissionais que salvam vidas, garantem nascimentos sem risco e gestações seguras e desejadas.

Na América Latina e Caribe, no entanto, muitas mulheres ainda não têm acesso a tais serviços. Como resultado, a cada ano, mais de 7,3 mil morrem durante a gravidez e o parto na região. Cerca de 1 milhão dão a luz fora de instituições de saúde, e 2 milhões de recém-nascidos não recebem o tratamento necessário para evitar complicações.

Creuza Oliveira, secretária-geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD). Foto: Agência Brasil/José Cruz

Federação de trabalhadoras domésticas alerta para risco de perda de direitos no Brasil

Em entrevista à ONU Mulheres, a secretária-geral da Federação Nacional das Trabalhadoras Domésticas (FENATRAD) e integrante do Grupo Assessor da Sociedade Civil Brasil (GASC) Brasil da ONU Mulheres, Creuza Oliveira, avaliou os desafios para o trabalho doméstico no país e o risco de perda de direitos. “Não podemos negar os avanços que ocorreram, tais como horas extras, adicional noturno. Hoje, a gente corre risco de perder esses direitos”, apontou.

Artistas da Baixada Fluminense apresentarão músicas sobre os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU. Foto: Centro RIO+

Estreia no Rio documentário sobre parceria entre a ONU e coletivo de músicos da Baixada Fluminense

Estreia na próxima quarta-feira (17), no Rio de Janeiro, o filme “#BXD – Baixada Nunca Se Rende”, documentário sobre o projeto-piloto “Música para Avançar o Desenvolvimento Sustentável” — uma parceria entre a ONU e o coletivo aberto de músicos Baixada Nunca Se Rende. A exibição da produção cinematográfica acontece às 18h30 no Cine-Odeon, que também receberá artistas da Baixada Fluminense para apresentações musicais.

Solenidade de Abertura do Mês de Vacinação dos Povos Indígenas. Foto: Sesai/Alejandro Zambrana

OPAS e Ministério da Saúde lançam mês de vacinação dos povos indígenas

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o Ministério da Saúde do Brasil lançaram no sábado (6) o Mês de Vacinação dos Povos Indígenas. O objetivo é aumentar os índices de imunização nessa população, melhorando a proteção contra diversas doenças que podem ser prevenidas por vacinas, como a gripe, o sarampo e a rubéola, entre outras. A meta é beneficiar mais de 100 mil índios aldeados em todo país.

A feira também foi uma oportunidade de promover interação entre refugiados, migrantes e brasileiros. Foto: ACNUR/Diogo Félix.

Refugiados e migrantes promovem feira cultural no Rio de Janeiro

Uma pequena volta ao mundo por meio da visão, da audição, do olfato e, sobretudo, do paladar. Essa é a experiência proporcionada pela feira cultural “Chega Junto”, que desde o ano passado reúne refugiados e migrantes residentes do Rio de Janeiro para apresentar aos brasileiros um pouco da comida, da arte e da moda típicas de diversos países. O relato foi feito pela Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Aplicativo ajudará pais e mães a acompanharem alimentação dos filhos na escola. Foto: PEXELS

Com apoio da UNESCO, São Paulo seleciona equipe para desenvolvimento de aplicativo sobre cardápio escolar

Até 21 de maio, profissionais que queiram melhorar a educação pública por meio da tecnologia podem se inscrever na 1ª Seleção de Inovação Tecnológica do Pátio Digital. O desafio proposto pelo concurso é o desenvolvimento de um aplicativo para tornar a informação sobre o cardápio escolar mais acessível. A competição é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo e conta com o apoio da UNESCO.

Acompanhamento pré-natal nas unidades básicas de saúde de Curitiba. Foto:SMCS/Valdecir Galor.

UNICEF alerta para elevado número de cesarianas no Brasil

O elevado número de cesarianas no país coloca o Brasil em segundo lugar no mundo em percentual deste tipo de parto. Enquanto a Organização Mundial da Saúde (OMS) estabelece em até 15% a proporção recomendada de partos por cesariana, no Brasil esse percentual é de 57%. O alerta foi feito pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Entre os estados com maiores percentuais estão Goiás (67%), Espírito Santo (67%), Rondônia (66%), Paraná (63%) e Rio Grande do Sul (63%). Segundo estudos, grande parte das cesarianas é realizada de forma eletiva, sem fatores de risco que justifiquem a cirurgia, e antes de a mulher entrar em trabalho de parto.

Os símbolos dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Imagem: PNUD Brasil

Sistema ONU no Brasil participa de encontro com prefeitos para discutir a implementação dos ODS

Representantes de agências da ONU participam nesta semana – de 24 a 28 de abril –, em Brasília, do IV Encontro dos Municípios com o Desenvolvimento Sustentável, que discutirá soluções para os principais desafios das cidades brasileiras.

Para Tania Consetino, a diversidade é uma das maneiras de criar um ambiente inovador que permita a perenidade da empresa a longo prazo Imagem: Foto: Fellipe Abreu/Rede Brasil do Pacto Global

Executiva lembra importância da igualdade de gênero para garantir perenidade das empresas

Em entrevista à Rede Brasil do Pacto Global, a presidente latino-americana da Schneider Electric, Tania Cosentino, falou sobre a importância de as empresas impulsionarem a igualdade de gênero, tanto em termos de uma maior presença de mulheres nos postos de liderança como em termos de igualdade salarial entre homens e mulheres que exercem as mesmas funções. Leia a entrevista completa.

O programa Amazonaids mudou a comunicação com os indígenas para se adaptar às diferenças culturais. Foto: Cacalos Garrastazu/UNAIDS-Eder Content

Agência da ONU estreia série sobre programa de resposta à AIDS no Amazonas

O UNAIDS Brasil estreia na plataforma online Medium uma série de reportagens sobre o programa Amazonaids, o Plano Integrado da ONU de apoio à resposta à epidemia de AIDS no Amazonas. A série resgata histórias e experiências acumuladas desde o início do programa, em 2008. As reportagens destacam o legado das ações conjuntas da ONU na região e as lições aprendidas ao curso de quase uma década de trabalho na resposta ao HIV na tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru.

Resgatado aos 17 anos, Rafael deu voz às 21 milhões de vítimas da escravidão no mundo durante o lançamento da campanha 50 For Freedom no Brasil. Foto: Thiago Foresti

Trabalhadores resgatados da escravidão contam suas histórias no lançamento da campanha 50 For Freedom

Em evento realizado no Senado na terça-feira (9), a Organização Internacional do Trabalho (OIT) lançou a campanha 50 For Freedom para pedir que o Brasil reforce o combate ao trabalho forçado com a ratificação do Protocolo sobre o tema.

Aproximadamente 21 milhões de pessoas ainda são vítimas da escravidão moderna. Trata-se da segunda atividade ilícita mais rentável no mundo, gerando anualmente 150 bilhões de dólares em lucros ilegais.

Ciclista em Edimburgo. Foto: Wkimedia Commons/John Wigham (CC)

OMS recomenda limite de 50km/h para reduzir mortes no trânsito

Em novo relatório, a Organização Mundial da Saúde (OMS) aponta que a velocidade segura no trânsito é fundamental para reduzir o número de acidentes e mortes. Óbitos em vias de tráfego chegam a 1,25 milhão por ano. Agência da ONU lembra protagonismo de prefeitos e líderes municipais para tornar cidades mais habitáveis e menos perigosas para seus habitantes.

O ataque aos indígenas ocorreu no Povoado de Bahias, área de etnia Gamela Foto: Cimi/Divulgação (via Agência Brasil)

ONU Brasil pede rigor nas investigações de ataque a indígenas no Maranhão

O Sistema das Nações Unidas no Brasil divulgou nota pública pedindo rigor, imparcialidade e rapidez nas investigações do ataque que feriu indígenas da etnia Gamela no último domingo (30/04) no município de Viana, no Maranhão.

Ao lembrar os dez anos da Declaração sobre os Direitos do Povos Indígenas, a ONU Brasil manifestou apoio para a condução de medidas que eliminem racismo, discriminação, violência e violação de direitos dos povos indígenas.

Haitianos em São Paulo. Foto: EBC

ONU e sociedade civil pedem sanção sem vetos da Lei de Migração

Mais de 100 entidades da sociedade civil e organizações internacionais como as Nações Unidas enviaram na semana passada (26) uma carta ao presidente brasileiro, Michel Temer, pedindo a sanção sem vetos da chamada Lei de Migração, já aprovada pela Câmara dos Deputados e pelo Senado Federal.

A nova lei garante acesso igualitário e livre a trabalho, benefícios sociais e seguridade social a migrantes, eliminando discriminações e garantindo a eles os mesmos direitos assegurados aos brasileiros, como participar de protestos e se filiar a sindicatos.

Gisele Bündchen defende tartarugas marinhas em campanha da ONU. Foto: PNUMA

Campanha da ONU contra caça e tráfico de vida silvestre ganha o ‘Oscar da Internet’

Criada pela ONU Meio Ambiente para conscientizar as pessoas sobre as consequências catastróficas da caça e tráfico ilegais de vida silvestre, a campanha ‘Feroz pela Vida’ foi eleita pelo público para receber um dos Webby Awards – premiação conhecida como o “Oscar da Internet”. Iniciativa das Nações Unidas teve apoio de Gisele Bündchen, Ian Somerhalder, Gael García Bernal, Neymar Jr. e outras celebridades que mobilizaram as redes sociais, alcançando mais de 1 bilhão de pessoas.

 

Manifestantes fecham estrada em protesto contra o assassinato de dirigente do MST. Foto: Polícia Rodoviária Federal/Divulgação

Sistema ONU no Brasil divulga nota sobre morte de líder do MST

O Sistema das Nações Unidas no Brasil divulgou uma nota manifestando preocupação com a notícia do assassinato de Silvino Nunes Gouveia, dirigente do Movimento dos Trabalhadores Ruais Sem Terra (MST), e pedindo que as instituições garantam condições de trabalho para defensores de direitos humanos. Silvino foi executado com mais de 10 tiros no último dia 23 de abril no Assentamento Liberdade, no Vale do Rio Doce, em Minas Gerais.

Foto: Na Pista TV

No Rio, TV socioeducativa ajuda a reinserir jovens privados de liberdade

Funcionando dentro de uma unidade de internação para jovens que agiram contra a lei, a TV Degase realiza programas semanais produzidos por adolescentes entre 12 e 17 anos, no Rio de Janeiro. Confira nesse vídeo especial do Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio).

Refugiadas receberam orientações sobre direitos, inserção no mercado de trabalho e aspectos da cultura brasileira. Foto: Rede Brasil do Pacto Global/Fellipe Abreu

Refugiadas vivendo no Brasil aprendem sobre cultura local e direitos das mulheres

Violência de gênero, participação no mercado de trabalho e particularidades da cultura brasileira foram alguns dos temas abordados por empresas do Pacto Global da ONU no segundo workshop do projeto Empoderando Refugiadas, iniciativa que reúne estrangeira vítimas de deslocamento forçado para ajudá-las a conseguir um emprego no Brasil. Encontro aconteceu na semana passada (10), no Instituto Carrefour, em São Paulo, e reuniu cerca de 30 pessoas, entre palestrantes e refugiadas.

Nova missão da ONU no Haiti sucederá MINUSTAH e terá pouco mais de mil policiais em seu efetivo. Foto: ONU/Marco Dormino

Conselho de Segurança aprova fim da missão da ONU no Haiti

Em resolução adotada unanimemente nesta quinta-feira (12) pelos membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas, o organismo decisório determinou que a Missão de Estabilização da ONU no Haiti (MINUSTAH) deverá se retirar gradualmente do país pelos próximos seis meses, até 15 de outubro, data oficial do fim da operação.

Decisão também determina criação de nova missão, voltada para o fortalecimento do Estado de Direito e para o monitoramento dos direitos humanos.

Três quartos dos mais pobres do mundo vivem em zonas rurais. Para erradicar a miséria e a fome no campo, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) investe em pequenos agricultores, levando tecnologia e infraestrutura. Agência da ONU já investiu 18,5 bilhões de dólares em 123 países, beneficiando mais 464 milhões de pessoas.

Fundo agrícola da ONU luta por um mundo sem fome

Três quartos dos mais pobres do mundo vivem em zonas rurais. Para erradicar a miséria e a fome no campo, o Fundo Internacional de Desenvolvimento Agrícola (FIDA) investe em pequenos agricultores, levando tecnologia e infraestrutura. Agência da ONU já investiu 18,5 bilhões de dólares em 123 países, beneficiando mais 464 milhões de pessoas. Confira nesse vídeo especial.

O governo colombiano e o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) se uniram em um projeto ambicioso para melhorar as casas em El Salado, no norte da Colômbia. A pequena vila foi duramente atingida pelo conflito civil na Colômbia. Agora, aos poucos, a vida volta ao normal. Confira nessa reportagem especial da ONU

Colômbia: reconstruindo uma comunidade destruída pela guerra

O governo colombiano e o Escritório das Nações Unidas de Serviços para Projetos (UNOPS) se uniram em um projeto ambicioso para melhorar as casas em El Salado, no norte da Colômbia. A pequena vila foi duramente atingida pelo conflito civil na Colômbia. Agora, aos poucos, a vida volta ao normal. Confira nessa reportagem especial da ONU.

 

FacebookTwitterGoogle+Cadastro

Acesse aqui todas as oportunidades de estágio e trabalho: www.nacoesunidas.org/vagas/brasil e outras oportunidades e editais em www.nacoesunidas.org/tema/editais

Leia mais em www.onu.org.br e acesse nossas redes em www.nacoesunidas.org/redes

Para não receber mais, peça para remover. Para se inscrever, clique aqui. Para edições anteriores, clique aqui.


Comente

comentários