Bióloga norte-americana é nomeada diretora adjunta da OPAS/OMS

A bióloga norte-americana Mary Lou Valdez foi nomeada a nova diretora adjunta da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS). Foto: OPAS

A bióloga norte-americana Mary Lou Valdez foi nomeada a nova diretora adjunta da Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), escritório regional para as Américas da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Esse é o segundo cargo mais alto da OPAS/OMS, com um portfólio composto pela Secretaria dos Órgãos Diretivos da Organização, incluindo a Conferência Sanitária Pan-Americana, o Conselho Diretor e o Comitê Executivo; e a supervisão das relações oficiais com os governos de Canadá, Porto Rico e Estados Unidos.

Ela também será membro da diretoria-executiva da Organização. Além disso, supervisionará diretamente os Departamentos de Planejamento e Orçamento; Relações Externas, Associações e Mobilização de Recursos; e Comunicação, bem como os escritórios dos Órgãos Diretores e da Equidade, Gênero e Diversidade Cultural.

Os escritórios de Ética, Ombudsman e Investigação também vão estar sob sua jurisdição administrativa. As equipes de Publicações e Traduções também farão parte do portfólio de Valdez.

“Estou ansiosa para trabalhar com a senhora Valdez no sentido de alcançar nosso objetivo comum de garantir saúde para todas as Américas”, disse Carissa F. Etienne, diretora da OPAS/OMS. “Estou certa de que a vasta experiência dela no campo da saúde pública será uma grande contribuição para a OPAS”, acrescentou.

“Estou entusiasmada para ingressar na OPAS, uma organização com uma longa história de liderança em saúde nas Américas e no mundo”, afirmou Valdez. “Espero aumentar a colaboração da organização com todos os seus parceiros para promover a saúde pública em nossa região”.

Antes de se unir à OPAS/OMS, Valdez atuou como vice-comissária de Diplomacia e Associações da Administração de Medicamentos e Alimentos dos Estados Unidos (FDA, na sigla em inglês), no Escritório de Políticas e Estratégias Globais. Ingressou na FDA em 2009 como vice-comissária de Programas Internacionais.

Antes de seu mandato na FDA, ela foi diretora adjunta do Escritório de Assuntos Mundiais de Saúde do Departamento de Saúde e Serviços Humanos dos Estados Unidos.

Líder experiente, Valdez fez parte das delegações do governo norte-americano perante os órgãos de administração de várias organizações multilaterais, como a OPAS, o Conselho Executivo e a Assembleia Mundial da Saúde da OMS, e o Conselho Executivo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Valdez é formada em Biologia pela Universidade do Texas em El Paso e possui mestrado em Administração pela Universidade de Maryland.

A OPAS trabalha com os países das Américas para melhorar a saúde e a qualidade de vida da população. Fundada em 1902, é a organização internacional de saúde pública mais antiga do mundo. Funciona como escritório regional para as Américas da OMS e é a agência especializada em saúde do sistema interamericano.