Berta Cáceres, ativista assassinada em Honduras, recebe homenagem póstuma da ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Berta Cáceres, defensora comunitária dos direitos dos povos indígenas e da proteção do meio ambiente em Honduras, foi reconhecida postumamente com o prêmio ambiental mais importante das Nações Unidas.

Berta Cáceres, defensora comunitária dos direitos dos povos indígenas e da proteção do meio ambiente em Honduras, foi reconhecida postumamente com o prêmio ambiental mais importante das Nações Unidas.

Cáceres, que liderou uma longa luta contra a construção de uma hidrelétrica na terra de seu povo natal Lenca, foi assassinada no início de 2016. Sua morte provocou protestos internacionais e colocou em evidência a violência e a intimidação sofrida pelos ambientalistas em Honduras e em outros países latino-americanos. Confira nesse vídeo homenagem a Berta; saiba mais clicando aqui e em www.unep.org/champions.

Saiba mais sobre Berta e sua luta em http://web.unep.org/champions/laureates/2016/berta-cáceres.


Mais notícias de:

Comente

comentários