Ban Ki-moon saúda presidente eleito de Serra Leoa e pede unidade no país

Secretário-Geral da ONU elogia instituições por realizarem eleições presidenciais, parlamentares e municipais pacíficas, demonstrando forte compromisso do povo com a consolidação da democracia e do desenvolvimento.

Mulheres esperam para votar em Fouah Bay, Freetown, em eleições legislativas e presidenciais de Serra Leoa no dia 17 de novembro de 2012. Foto: IRIN / Tommy TrenchardO Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, felicitou nesta segunda-feira (26) Ernest Bai Koroma por sua vitória na eleição presidencial de Serra Leoa e pediu a ele e a todos os líderes políticos do país para manter a calma e trabalhar por unidade e reconciliação.

De acordo com um comunicado divulgado por seu porta-voz, Ban também elogiou as instituições do país por realizarem as primeiras eleições presidenciais, parlamentares, câmaras municipais e prefeitos executadas de forma totalmente pacífica, o que demonstra o forte compromisso do povo com a consolidação da democracia e do desenvolvimento.

Por 11 anos, Serra Leoa foi dilacerada por uma guerra civil após uma tentativa de derrubar o então presidente Joseph Momoh. O conflito, que durou de 1991 a 2002, foi muitas vezes marcado por atos de extrema brutalidade, bandos armados de jovens saqueadores que aterrorizaram a zona rural, recrutamento crianças-soldado e uso da amputação de membros como um método de intimidação contra civis.

A eleição de 17 de novembro foi a terceira do país desde o fim da guerra civil e a segunda desde a retirada da Missão das Nações Unidas na Serra Leoa (UNAMSIL), em dezembro de 2005. Essa missão foi substituída por diversos escritórios da ONU e, mais recentemente, pelo Escritório Integrado de Consolidação da Paz das Nações Unidas (UNIPSIL), que se concentra em atividades políticas e de desenvolvimento.