Ban Ki-moon condena ataque contra Consulado dos Estados Unidos na Líbia

Leia declaração do Porta-Voz do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre o ataque contra o Consulado dos Estados Unidos em Benghazi, na Líbia. (também em inglês)

Leia abaixo declaração do Porta-Voz do Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, sobre o ataque contra o Consulado dos Estados Unidos em Benghazi, na Líbia. (a seguir em inglês)

“O Secretário-Geral está profundamente triste com o ataque de ontem [11] contra o Consulado dos Estados Unidos em Benghazi, Líbia, resultando na morte de quatro diplomatas norte-americanos, incluindo o Embaixador John Christopher Stevens, bem como funcionários do Consulado da Líbia. O Secretário-Geral condena este ataque nos termos mais fortes. O Secretário-Geral estende suas condolências ao Governo dos Estados Unidos e às famílias líbias e americanas em luto.

As Nações Unidas rejeitam a difamação da religião em todas as formas. Ao mesmo tempo, nada justifica a violência brutal que ocorreu em Benghazi ontem. O Secretário-Geral lembra às autoridades líbias de suas obrigações de proteger as instalações diplomáticas e seu pessoal. Ele saudou declarações de autoridades líbias de que trarão os responsáveis à Justiça.

O Secretário-Geral reitera o compromisso das Nações Unidas de continuar a trabalhar com o Governo e o povo da Líbia enquanto se esforçam em trazer estabilidade ao país.

Nova York, 12 de setembro de 2012.”

Statement Attributable to the Spokesperson for the Secretary-General
Attack against United States Consulate in Benghazi, Libya

“The Secretary-General is deeply saddened by yesterday’s attack against the United States Consulate in Benghazi, Libya, resulting in the deaths of four US diplomats, including Ambassador John Christopher Stevens, as well as Libyan employees of the Consulate.  The Secretary-General condemns this attack in the strongest terms.  The Secretary-General extends his condolences to the United States Government and to the bereaved Libyan and American families. 

The United Nations rejects defamation of religion in all forms.  At the same time, nothing justifies the brutal violence which occurred in Benghazi yesterday. The Secretary-General reminds the Libyan authorities of their obligations to protect diplomatic facilities and personnel.  He welcomes statements by Libyan authorities that they will bring the perpetrators to justice.   

The Secretary-General reiterates the commitment of the United Nations to continue working with the Government and the people of Libya as they strive to bring stability to their country. 

New York, 12 September 2012”