Ban defende ação climática e pede união por objetivos globais em cúpula do G20

O secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, fez um apelo para que todos os países alinhem suas políticas nacionais e socioeconômicas, programas e investimentos em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Foto de líderes dos países do G20 durante cúpula na China. Foto: ONU

Foto de líderes dos países do G20 durante cúpula na China. Foto: ONU

Durante abertura do encontro dos países do G20 em Hangzhou, na China, o secretário-geral da ONU, Ban Ki-moon, elogiou o foco da conferência sobre os temas de desenvolvimento sustentável e mudanças climáticas, e pediu que todos os países ajam rapidamente nessas questões.

Na ocasião, Ban apelou aos Estados para que alinhem suas políticas nacionais e socioeconômicas, seus programas e investimentos em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

“Pela primeira vez na história do G20, o projeto está voltado para esta Agenda de Ação de Desenvolvimento Sustentável”, disse o chefe da ONU a jornalistas, antes da abertura da conferência.

“A mudança climática e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável devem andar de mãos dadas. Essa não é a minha mensagem — é a mensagem de todos os cientistas, economistas e especialistas”, acrescentou, ressaltando que “a ação precoce irá trazer mais e mais benefícios, e cada vez melhores resultados”.

Ele também observou que, para a realização dos ODSs, é preciso resolver desafios urgentes, como as guerras prolongadas na Síria, no Iêmen, no Sudão do Sul, na Líbia, Mali e em outros locais, bem como os problemas da pobreza extrema, da crescente desigualdade e do maior número de pessoas deslocadas por conflito desde o fim da Segunda Guerra Mundial.

Elogiando os líderes da China e dos Estados Unidos por oficialmente aderirem ao Acordo de Paris para o clima, o dirigente máximo da ONU destacou que a conferência “já testemunhou um grande avanço sobre a mudança climática”.

Ban também afirmou que está “feliz em saber que o rascunho do documento da reunião do G20 também esteja encorajando a rápida entrada em vigor do Acordo de Paris”.

Além disso, declarou que processos devem ser concluídos em paralelo a um novo compromisso dos países de cumprir suas promessas, especialmente os integrantes da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

O chefe da ONU citou a necessidade de apoio técnico e financeiro a muitos Estados vulneráveis e em desenvolvimento, incluindo por meio do Fundo Verde do Clima, para que esses países possam se adaptar à mudança climática.