Ban chega a Ruanda para discutir próximo relatório sobre violações de direitos no Congo

Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon chegou nesta terça-feira (7) a Kigali, onde planeja se encontrar com líderes de Ruanda para discutir relatório da ONU prestes a ser lançado sobre as graves violações dos direitos humanos cometidas na República Democrática do Congo (RDC), entre 1993 e 2003.

Presidente Paul Kagame (à direita) e o Secretário-Geral Ban Ki-moon, em sua visita a Ruanda em março de 2009. Foto: ONU.O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, chegou nesta terça-feira (7) a Kigali, onde planeja se encontrar com líderes de Ruanda para discutir relatório da ONU prestes a ser lançado sobre as graves violações dos direitos humanos cometidas na República Democrática do Congo (RDC), entre 1993 e 2003.

O relatório, elaborado pelo Escritório do Alto Comissariado da ONU para os Direitos Humanos (ACNUDH) e previsto para ser divulgado em 01 de outubro, descreve um total mais de 600 incidentes na RDC no período de 10 anos em que dezenas de milhares de pessoas foram mortas.

Ban Ki-moon, que chegou na capital de Ruanda após viagens oficiais à Europa, se reuniu com o ministro das Relações Exteriores Louise Mushikiwabo ontem (7). Hoje ele estará com o presidente Paul Kagame.

O Secretário-Geral decidiu visitar Kigali “para falar diretamente com o Presidente do Ruanda e outros funcionários do Governo sobre as suas preocupações” a respeito do relatório resultante do exercício de mapeamento conduzido pelo ACNUDH, de acordo com informações do porta-voz de Ban.

O relatório, que abrange não só a guerra no leste do país, mas todo o território da RDC, tem como objetivo principal ajudar o governo congolês a reforçar os sistemas judiciais e lutar contra a impunidade.

Durante a visita de dois dias, Ban Ki-moon está sendo acompanhado por Roger Meece, seu Representante Especial para a RDC; Alain Le Roy, Subsecretário-Geral para Operações de Paz; e Ivan Simonovic, Secretário-Geral Adjunto para os Direitos Humanos.