Ban apoia uso de navios gregos para levar ajuda humanitária a Gaza

Para o Secretário-Geral, a iniciativa grega pode ajudar a reduzir tensões e garantir entrega de suprimentos. Flotilha ancorada no Mediterrâneo pretende romper bloqueio israelense.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, apoia a iniciativa grega de usar os navios daquele país para entregar ajuda humanitária à Faixa de Gaza por meio dos canais existentes, em consulta com as Nações Unidas. Para ele, isso “poderia ajudar a reduzir tensões na região e garantir que a tão necessária ajuda chegue aos que precisam”.

A ONU trabalhará junto à Grécia, Israel e autoridades palestinas na questão e o Secretário-Geral espera que os organizadores da flotilha – ancorada na Grécia com o intuito de romper o bloqueio israelense – concordem com a iniciativa grega.

No sábado (02/07), o quarteto de negociadores da paz no Oriente Médio – formado por Estados Unidos, Rússia, União Europeia e Nações Unidas – lamentou as mortes e lesões na flotilha de 2010 e desencorajou a aproximação das embarcações “sob risco de segurança dos participantes”. Pediu, ainda, “aos que desejam entregar bens ao povo de Gaza que o façam pelos canais estabelecidos, de forma que a carga possa ser inspecionada.”

O quarteto declarou estar preocupado com as condições “insustentáveis” da população. Os diplomatas observaram os esforços no último ano para melhorar a situação dos civis, mas afirmam que é preciso fazer “consideravelmente mais”.

Israel impôs um bloqueio a Gaza pelo que considera “razões de segurança” depois que o Hamas, que não reconhece o direito israelense de existir, assumiu o controle da região em 2007.