ONU em português: Lista com todas as notícias

Crianças rohingya aguardam distribuição de assistência humanitária em Cox's Bazar, em Bangladesh. Foto: UNICEF/Patrick Brown

OMS alerta para temporada de chuvas e pede apoio para 1,3 milhão de pessoas em Bangladesh

Bangladesh é o lar de cerca de 900 mil refugiados rohingya que deixaram o país vizinho Mianmar devido a perseguições. População vive em condições precárias e assentamentos. A temporada de monções, que começa em abril, trazendo altos volumes de chuva, poderá agravar riscos associados a cólera, diarreia, hepatites e infecções transmitidas por vetores, como malária, dengue e chikungunya.

Garrafa de plástico descartada inadequadamente no entorno do Taj Mahal. Foto: Flickr (CC)/Tamas Bodi

Índia sediará celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente em 2018

A ONU Meio Ambiente e o governo da Índia anunciaram, nesta segunda-feira (19), que em 2018 o país asiático sediará as celebrações globais do Dia Mundial do Meio Ambiente, lembrado em 5 de junho. Com o tema “#AcabeComAPoluiçãoPlástica”, a data chama governos, setor privado, comunidades e indivíduos a reduzir a produção e o consumo excessivo de produtos plásticos descartáveis, que contaminam nossos oceanos, prejudicam a vida marinha e afetam a saúde humana.

Fábrica da Natex, produtora de preservativos à base de látex natural, receberá visita de equipe do UNFPA. Foto: SECOM

Fundo de População da ONU debate oferta de produtos de saúde sexual e reprodutiva na América Latina

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) participa nesta semana de um encontro em Lima para discutir os desafios da América Latina em adquirir métodos contraceptivos e outros produtos de saúde sexual e reprodutiva. Até amanhã (22), a agência da ONU acompanha debates com delegações do Brasil, Argentina, Bolívia, Chile, Colômbia, Equador, Paraguai e Peru. Evento visa capacitar servidores públicos para melhorar processos de compra de materiais médicos.

Soldados indianos servindo à Missão de Paz da ONU na República Democrática do Congo fazem patrulha em floresta. Foto: MONUSCO

ONU oferece curso online sobre meio ambiente e conflito armado

De que forma os recursos naturais estão associados aos conflitos armados e à violência? Como o meio ambiente é impactado pela guerra? E como pode auxiliar na construção da paz? Responder a estas e outras questões é o objetivo do novo curso online gratuito sobre Segurança Ambiental e Paz Sustentável, que começa no dia 1º de março e terá a participação de um quadro internacional de profissionais.

Formação é promovida pela Academia dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU, pela ONU Meio Ambiente, pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Secretário-geral da ONU, António Guterres, durante reunião do Conselho de Segurança sobre a situação no Oriente Médio. Foto: ONU/Loey Felipe

Chefe da ONU diz não haver alternativa à solução de dois Estados entre Israel e Palestina

Depois de mais de um século de hostilidades incluindo 50 anos de contínua ocupação militar, israelenses e palestinos ainda não estão perto da paz, disse um enviado especial das Nações Unidas nesta terça-feira (20), alertando que, enquanto muitos na região estão perdendo a esperança em uma mudança positiva, os inimigos da paz estão cada vez mais confiantes.

Também presente em reunião do Conselho de Segurança, o secretário-geral da ONU, António Guterres, enfatizou o apoio da Organização para uma solução de dois Estados, declarando que “não há plano B”.

Crianças refugiadas sírias brincando em um assentamento em Al Faida, no Vale de Bekaa, no Líbano. Foto: UNICEF/Vanda Kljajo

ONU elogia solidariedade ‘excepcional’ do Líbano para acolher refugiados da Síria

Em visita a Bourj Hammoud, município do Líbano que abriga cerca de 20 mil sírios, o chefe do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), Achim Steiner, elogiou o compromisso e a solidariedade “excepcionais” do país para receber refugiados da guerra na nação vizinha. Dirigente afirmou neste mês (16) que o Estado libanês faz “um bem público global” com suas ações para acolher deslocados forçados.

Relator especial da ONU criticou decisão da Suprema Corte israelense que isentou oficiais de segurança de investigação criminal sobre tortura contra um preso palestino. Foto: IRIN

Relator da ONU critica decisão israelense de isentar agentes acusados de tortura

O relator especial da ONU para a tortura, Nils Melzer, expressou nesta terça-feira (20) sua máxima preocupação com uma decisão de dezembro da Suprema Corte de Israel de isentar agentes de segurança de uma investigação criminal apesar de evidências do uso de “técnicas de pressão” coercitivas contra um preso palestino.

“Esta decisão estabelece um perigoso precedente, minando gravemente a proibição da tortura”, disse o especialista. “Ao isentar supostos perpetuadores de investigação criminal e processo, a Corte Suprema essencialmente deu a eles uma ‘licença para torturar’ sancionada judicialmente”.

Bebês em maternidade de Ulaanbaatar, Mongólia. Foto: UNICEF

UNICEF diz que taxas de mortalidade infantil em países pobres são alarmantes

Recém-nascidos estão morrendo a taxas “alarmantemente altas” em países pobres, afetados por conflitos ou com instituições fracas, disse relatório do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) publicado nesta terça-feira (20). Segundo o documento, bebês nascidos nessa situação têm 50 vezes mais chances de morrer no primeiro mês de vida do que aqueles nascidos em países ricos.

No Japão, um em cada 1,1 mil recém-nascidos morre no primeiro mês de vida, enquanto no Paquistão, a taxa é de que um a cada 22 bebês.

Refugiado malinês, treinado pelo Projeto Design for Peace Artisan, trabalha em sua criação. Foto: ACNUR/6M Productions

Artesanato feito por refugiados é destaque em feira da Alemanha

Móveis customizados, joias, sacolas bordadas. Esses são alguns dos produtos vendidos na feira comercial mais importante da Alemanha. Não são produtos artesanais comuns. Para os refugiados que os criaram, podem ser a chave para uma nova vida em segurança.

Com o apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), artesãos deslocados de 11 países apresentaram seus produtos na feira anual Ambiente, que aconteceu no início de fevereiro em Frankfurt.

De barco, mulheres e crianças chegam a Sebagoro. Foto: ACNUR/Michele Sibiloni

Para escapar do conflito armado, refugiados congoleses buscam segurança em Uganda

Com a ajuda de seu filho, Jack Bandinga está arrumando seus pertences na costa ugandense do Lago Alberto: “vimos corpos no chão”, relembra. “As pessoas foram cortadas a machadadas. Estas são as coisas que testemunhamos”.

Jack teve sorte de ter escapado da violência em Toregesi, na província de Ituri, nordeste da República Democrática do Congo (RDC). Após se esconder no mato por dois dias, ele, sua esposa e seus quatro filhos chegaram a Uganda, após atravessarem o lago a bordo de um barco de pesca em uma viagem perigosa de cinco horas. O relato é da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR).

Realizado pela ONG Repórter Brasil em parceria com a SEDUC e com apoio da OIT e do MPT, o projeto tem como objetivo promover a discussão sobre o tema do trabalho escravo na rede estadual de ensino do Maranhão. Foto: OIT

Escolas do Maranhão desenvolvem atividades de prevenção ao trabalho escravo

Realizado pela ONG Repórter Brasil, em parceria com a Secretaria de Estado da Educação (SEDUC) do Maranhão e com apoio da Organização Internacional do Trabalho (OIT) e do Ministério Público do Trabalho (MPT), o projeto “Escravo, nem pensar!” é focado na prevenção ao trabalho escravo e já está em sua segunda edição.

Por meio da iniciativa, escolas da rede estadual desenvolverão este ano atividades de prevenção ao trabalho escravo com alunos e pessoas da comunidade. O Maranhão é o principal estado de origem de trabalhadores resgatados do trabalho escravo no Brasil.

No Moçambique, a agricultura familiar é uma fonte de renda importante para as mulheres. Foto: PMA / Molly Slotznick

ONU defende acesso a meios de produção e incentivos públicos para agricultores familiares

Em reunião na Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), em Lisboa, o diretor-geral da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), José Graziano da Silva, pediu mais apoio para os agricultores familiares, responsáveis pela produção de mais de 80% da comida consumida no planeta. Governos devem garantir acesso a recursos e incluir pequenos produtores em programas de compras públicas.

As remessas, dinheiro que os trabalhadores migrantes enviam para suas famílias em seus países de origem, são cruciais para apoiar milhões de pessoas nos países desenvolvidos. Foto: FIDA (arquivo)

No Dia Mundial da Justiça Social, agência da ONU pede proteção a trabalhadores migrantes

Muitos trabalhadores migrantes acabam presos em empregos inseguros, insalubres e de baixa remuneração, disse o chefe da Organização Internacional do Trabalho (OIT) na segunda-feira (19), pedindo a adoção de diretrizes para uma governança nacional, regional e global dos migrantes.

“A maior parte da migração hoje está ligada, direta ou indiretamente, à busca por oportunidades de trabalho decente”, disse o diretor-geral da OIT, Guy Ryder, em mensagem para o Dia Mundial da Justiça Social, anualmente observado em 20 de fevereiro.

Tendo como tema neste ano “Trabalhadores em deslocamento: a busca por justiça social”, a data foca nos 150 milhões de trabalhadores migrantes do mundo, muitos dos quais enfrentam exploração, discriminação, violência e falta de proteções básicas.

Parceira entre UNICEF e Facebook divulga riscos de violência online entre adolescentes. Foto: PEXELS

UNICEF e Facebook lançam ferramenta que fala com adolescentes sobre segurança online

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Facebook, em parceria com a empresa de comportamento Sherpas, lançaram nesta semana (19) uma experiência virtual que combina ficção e realidade para ajudar adolescentes a compreender os riscos do compartilhamento de imagens íntimas na internet.

Por meio de uma plataforma de inteligência artificial, batizada de Caretas, jovens a partir de 13 anos interagem no Messenger do Facebook com a personagem fictícia Fabi, uma adolescente muito ativa nas redes sociais. Ela está se recuperando do fim de um relacionamento quando descobre que seu ex-namorado vazou um vídeo íntimo dos dois.

ONU pede combate à evasão fiscal para financiamento dos objetivos globais. Foto: Agência Brasil

ONU chama países em desenvolvimento a combater a evasão fiscal em prol dos objetivos globais

Os países precisam fortalecer a efetividade de seus regimes tributários para liberar recursos domésticos necessários para garantir a realização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e promover o crescimento econômico inclusivo, disseram na sexta-feira (16) as Nações Unidas e as principais organizações econômicas e financeiras internacionais.

“Peço à comunidade internacional que estabeleça mecanismos eficazes para combater a evasão fiscal, a lavagem de dinheiro e os fluxos financeiros ilícitos, para que os países em desenvolvimento possam mobilizar melhor seus próprios recursos”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres.

Em 2016, mais de 50 mil crianças e adolescentes deixaram El Salvador. Quase um terço delas fugia da violência no país centro-americano e mais de 9 mil foram enviados de volta. Muitas enfrentaram violências novamente no trânsito de volta para casa. A Agência da ONU para Refugiados, ACNUR, e organizações parceiras estão prestando apoio a esses jovens que retornaram ao seu país de origem; confira nesse vídeo

Mais de 50 mil crianças e adolescentes deixaram El Salvador em apenas um ano; vídeo

Em 2016, mais de 50 mil crianças e adolescentes deixaram El Salvador. Quase um terço delas fugia da violência no país centro-americano e mais de 9 mil foram enviados de volta. Muitas enfrentaram violências novamente no trânsito de volta para casa. A Agência da ONU para Refugiados, ACNUR, e organizações parceiras estão prestando apoio a esses jovens que retornaram ao seu país de origem; confira nesse vídeo.

Uma escola na Inglaterra tem mostrado como um centro de ensino pode ser exemplo de diversidade. Nela, 12 crianças refugiadas estão matriculadas. Também são oferecidas aulas de inglês semanais para os pais, além de suporte para lidar com o estresse pós-traumático e apoiar outras crianças refugiadas recém-chegadas. Confira nesse vídeo da Agência das Nações Unidas para Refugiados, ACNUR

Escola na Inglaterra dá exemplo de diversidade e integração com crianças refugiadas; vídeo

Uma escola na Inglaterra tem mostrado como um centro de ensino pode ser exemplo de diversidade. Nela, 12 crianças refugiadas estão matriculadas. Também são oferecidas aulas de inglês semanais para os pais, além de suporte para lidar com o estresse pós-traumático e apoiar outras crianças refugiadas recém-chegadas. Confira nesse vídeo da Agência das Nações Unidas para Refugiados, ACNUR.

Na América Latina e Caribe, existem 16,5 milhões de fazendas de agricultura familiar. Foto: FAO

Na Jamaica, FAO realiza conferência regional para definir prioridades no combate à má nutrição

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) anunciou nesta segunda-feira (19) que realizará sua 35ª Conferência Regional para a América Latina e o Caribe em Montego Bay, Jamaica, de 5 a 8 de março de 2018.

Encontro, que é a mais alta instância decisória da FAO a nível regional, reunirá representantes dos 33 países-membros da agência da ONU na região e definirá prioridades para o trabalho do organismo ao longo dos próximos dois anos.

Foto: Mikepaws on VisualHunt.com/CC BY-NC-SA

Veja como o Reino Unido está liderando a luta contra a poluição por plástico

Ainda estamos no segundo mês do ano, mas 2018 já teve passos concretos no combate à poluição por plásticos, pelo menos no Reino Unido.

O Palácio de Buckingham implementou um plano para eliminar o uso de plásticos descartáveis em todas as propriedades reais, enquanto um número crescente de restaurantes e bares está se unindo ao movimento global para acabar com os canudinhos. Leia a lista de medidas adotadas pelo país.

Publicação analisa formas de as políticas de proteção social contribuírem para a ampliação da segurança alimentar e nutricional nos países africanos. Foto: PMA

Centro de Excelência contra a Fome lança publicação sobre proteção social em países africanos

O Centro de Excelência contra a Fome — fruto de uma parceria entre o governo brasileiro e o Programa Mundial de Alimentos (PMA) das Nações Unidas — lançou na semana passada (16) uma nova publicação que reúne cinco artigos sobre proteção social em países africanos.

A partir de uma abordagem holística e sistêmica, os estudos de caso encontraram evidências de que programas de transferência de renda, de alimentação escolar vinculada à agricultura local, entre outros, melhoraram o acesso, a disponibilidade, a estabilidade e o consumo de alimentos nesses países.

Grandi parabenizou os países da região por manterem uma política de "fronteiras abertas". Foto: ACNUR

No Brasil, alto-comissário da ONU elogia política de refúgio da América Latina e do Caribe

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, elogiou nesta segunda-feira (19) em visita a Brasília (DF) a política de refúgio dos países de América Latina e Caribe. As declarações foram feitas na abertura da reunião de consultas regionais sobre o novo Pacto Global para Refugiados, que está sendo discutido pelos Estados-membros das Nações Unidas.

Grandi cumprimentou os países latino-americanos e caribenhos por manterem uma política de “fronteiras abertas e por oferecerem proteção àqueles de dentro e de fora da região, especialmente agora, quando os números de refugiados estão aumentando”.

Profissionais de saúde participam de campanha do UNICEF no Iêmen para combater surto de cólera em meio à guerra civil. Foto: UNICEF/Mutaz Alzekri

Pessoas inocentes estão sob ataque de todos os lados da guerra no Iêmen, denuncia ONU

De 1º de fevereiro até o último dia 8, o Escritório do Alto Comissariado das Nações Unidas para Direitos Humanos (ACNUDH) registrou 27 mortes de civis, incluindo o falecimento de quatro crianças, e 76 episódios em que inocentes ficaram feridos em meio aos confrontos armados no Iêmen. Número de óbitos e agressões é maior que o dobro do verificado no início do mesmo mês em 2017. Chefe do organismo internacional condenou ataques à população.

Filippo Grandi visita refugiados do Sudão do Sul em Al Nami, ao leste de Darfur, no Sudão. Foto: ACNUR/Petterik Wiggers

Chefe de Agência da ONU para Refugiados chega ao Brasil; crise na Venezuela está na pauta

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, chegou ao Brasil nesta segunda-feira (19) para uma viagem oficial de dois dias. Ele participará da reunião de consulta da América Latina e do Caribe sobre o Pacto Global para Refugiados, que está sendo discutido pelos Estados-membros das Nações Unidas com o objetivo de enfrentar as crises humanitárias globais.

A situação dos refugiados venezuelanos, que têm entrado no Brasil para escapar da crise política e econômica no país, deve integrar as discussões de Grandi com autoridades em Brasília, incluindo o presidente brasileiro, Michel Temer.

Crianças refugiadas na fronteira entre a Antiga República Iugoslava da Macedônia com a Sérvia. Foto: UNICEF/Tomislav Georgiev

ONU alerta para falhas nos dados disponíveis sobre crianças deslocadas no mundo

Há “falhas alarmantes” na disponibilidade, confiabilidade, tempestividade e acessibilidade de dados e evidências essenciais para entender como as crianças e suas famílias são afetadas pela migração e o deslocamento forçado, disseram as agências das Nações Unidas e seus parceiros na quinta-feira (15).

Aproximadamente um quarto dos países e territórios não têm dados de idade desagregados sobre migrantes, incluindo 43% dos países e territórios na África e apenas 56% da população de refugiados sob o mandato do ACNUR têm informação sobre idade registrada.