Aumento no número de mortes de civis na Líbia preocupa Secretário-Geral da ONU

Ban Ki-moon lembra que todas as partes no conflito têm obrigações sob o direito internacional e apela por imediato processo de resolução pacífica do impasse.

Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon. UN Photo/Iason FoountenO Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, está preocupado com os conflitos em torno da cidade  de Bani Walid, na Líbia, principalmente pelos relatórios que indicam o crescimento de baixas de civis por causa do bombardeio indiscriminado.

“O Secretário-Geral lembra a todas as partes de suas obrigações sob o direito humanitário internacional e apela a todas as autoridades líbias e àqueles em Bani Walid para que iniciem imediatamente um processo para resolver  pacificamente o impasse na região”, disse o porta-voz de Ban, em comunicado divulgado domingo à noite (21).

De acordo com relatos da mídia, forças do Exército líbio lançaram ataque em grande escala contra a cidade, onde acreditam que ainda se escondem partidários rebeldes do ex-ditador Muammar Kadafi, derrubado em 2011 após décadas de regime autoritário. A pequena cidade foi uma das últimas a serem controladas pelos  favoráveis a Kadafi, que teriam sido expulsos em outubro do ano passado. No entanto, o local ainda hoje é considerado um abrigo para os rebeldes e gangues criminosas.

Ban acredita que as autoridade Líbias possam exercer sua soberania e, como exemplo, citou as eleições de julho, quando os cidadãos mostraram sua confiança no Estado. Os conflitos em várias partes do país estão entre os desafios de segurança nessa nação, que necessita promulgar uma nova constituição, proteger os direitos humanos e combater a proliferação de armas.