Atentado no Paquistão mata 80 e deixa 200 feridos

Ban Ki-moon condenou o ato terrorista em Peshawar.

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon. Foto: ONU.Ban Ki-moon condenou o ato terrorista em Peshawar

O Secretário-Geral da ONU, Ban Ki-moon, declarou seu repúdio à bomba jogada nesta terça-feira em uma praça movimentada de Peshawar, no Paquistão, em que morreram 80 civis e ficaram feridos mais de 200. O ato é mais um de uma série de ataques que vem assustando o País.

Segundo a mídia, a bomba estava dentro de um carro e entre as vítimas estima-se que haja muitas mulheres e crianças. O atentado, que se deu na capital da Fronteira Noroeste da Província, soma-se a outros recorrentes na região e, só em outubro, completa mais de 140 mortes na cidade de Peshawar.

“Eu quero expressar o ultraje que a perda de tantas vidas inocentes representa”, disse Ban em conferência com a imprensa na Sede das Nações Unidas em Nova Iorque, em que descreveu o ataque como apavorante.

Os ataques já se espalharam pelas grandes cidades do Paquistão no último mês, incluindo a capital, Islamabad.