Assembleia Geral da ONU pede fim do embargo dos EUA contra Cuba

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou na última quarta (1) mais uma resolução que ressalta a necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba. Dos 193 membros da ONU, apenas os dois países se opuseram à resolução – os próprios EUA e Israel.

Reunião da Assembleia Geral para considerar a necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba. Foto: ONU / Cia Pak

Reunião da Assembleia Geral para considerar a necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba. Foto: ONU / Cia Pak

A Assembleia Geral das Nações Unidas aprovou na última quarta (1) mais uma resolução que ressalta a necessidade de acabar com o embargo econômico, comercial e financeiro imposto pelos Estados Unidos contra Cuba.

Na resolução, a Assembleia reiterou o seu apelo a todos os Estados-membros da ONU para que se abstenham de promulgar e aplicar leis ou medidas que não estejam em conformidade com as obrigações estabelecidas pela Carta da ONU e pelo direito internacional, que por sua vez reafirmam a liberdade de comércio e navegação.

A Assembleia “pede novamente aos Estados que continuem aplicando leis e tomem as medidas necessárias para revogá-las ou invalidá-las o mais rápido possível”, acrescentou a resolução.

A resolução recebeu votos favoráveis de 191 dos 193 Estados-membros da ONU. Os Estados Unidos e Israel se opuseram ao texto.

No ano passado, esses dois países, pela primeira vez nos 25 anos de história da revisão anual da questão, se abstiveram na votação em vez de rejeitar o texto.


Comente

comentários