Assembleia Geral da ONU inaugura sua 72ª sessão com foco nas pessoas

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

A Assembleia Geral das Nações Unidas inaugurou nesta terça-feira (12) sua 72ª sessão, com uma ênfase na busca pela paz e vida decente para todos em um planeta sustentável.

“A ONU foi criada para as pessoas”, disse Miroslav Lajčák em seu primeiro discurso como presidente da Assembleia Geral. “As pessoas que precisam mais da ONU não estão sentadas nesta sala hoje. Elas não estão envolvidas nas negociações de resoluções. (…) É uma das tarefas da Assembleia Geral garantir que suas vozes ainda possam ser ouvidas”.

Miroslav Lajčák (centro) assumiu a presidência da 72ª sessão da Assembleia Geral. Foto: ONU/Kim Haughton

Miroslav Lajčák (centro) assumiu a presidência da 72ª sessão da Assembleia Geral. Foto: ONU/Kim Haughton

A Assembleia Geral das Nações Unidas inaugurou nesta terça-feira (12) sua 72ª sessão, com uma ênfase na busca pela paz e vida decente para todos em um planeta sustentável.

“A ONU foi criada para as pessoas”, disse Miroslav Lajčák em seu primeiro discurso como presidente da Assembleia Geral. “As pessoas que precisam mais da ONU não estão sentadas nesta sala hoje. Elas não estão envolvidas nas negociações de resoluções. (…) É uma das tarefas da Assembleia Geral garantir que suas vozes ainda possam ser ouvidas”.

Às vésperas da abertura da Assembleia nesta terça-feira, o diplomata da Eslováquia falou ao UN News sobre suas expectativas para o mandato de um ano, e disse que a prevenção de conflitos e o tema da migração estarão no topo de sua agenda.

Em seu discurso desta terça-feira, ele afirmou que apesar de ser impossível selecionar apenas uma prioridade para a ONU este ano, seu objetivo é buscar o equilíbrio, para que todos os pontos de vista sejam representados. Ele também enfatizou a qualidade e a transparência no futuro de seu trabalho.

Lajčák assume a Assembleia Geral uma semana antes do início dos debates de alto nível com todos os líderes mundiais, e afirma esperar que os 193 Estados-membros se relacionem com diplomacia e respeito mútuo.

Falando a jornalistas mais tarde nesta terça-feira, Lajčák reiterou a importância de usar a Organização para apoiar as pessoas no mundo todo.

Na abertura da Assembleia Geral, o secretário-geral da ONU, António Guterres, também enfatizou a importância de o trabalho da ONU focar nas pessoas, e enfatizou sua proposta de reforma da Organização para torná-la mais eficiente.

“Pessoas no mundo todo estão corretamente demandando mudanças e exigindo que governos e instituições realizem”, disse. “Todos concordamos que as Nações Unidas precisam fazer mais para se adaptar e entregar (resultados). Esse é o objetivo da reforma proposta que esta Assembleia irá considerar”.

Ele acrescentou que uma mudança-chave dentro da ONU e para além dela precisa ser o empoderamento de meninas e mulheres no mundo, e enfatizou seu próprio plano para atingir a paridade de gênero.


Comente

comentários