Assembleia Geral cria o Dia Mundial da Vida Selvagem

Resolução escolhe 3 de março para celebração oficial. Órgão destaca o valor das espécies silvestres de plantas e de animais, em especial das que estão ameaçadas. Leia na matéria da Rádio ONU.

Leda Letra, da Rádio ONU em Nova York.

Vida Selvagem no Sítio Trinacional de Sangha, onde fica localizado o Parque Nacional de Dzanga-Sangha, na República Centro-Africana (RCA). Foto: Andréa Turkalo

Vida Selvagem no Sítio Trinacional de Sangha, onde fica localizado o Parque Nacional de Dzanga-Sangha, na República Centro-Africana (RCA). Foto: Andréa Turkalo

As Nações Unidas criaram o Dia Mundial da Vida Selvagem, que passa a ser celebrado todos os anos em 3 de março. Na resolução adotada pela Assembleia Geral, os 193 países que integram a ONU reafirmam o valor essencial das plantas e dos animais selvagens.

O documento destaca ainda as contribuições das espécies ao desenvolvimento sustentável e ao bem-estar da humanidade, citando os aspectos ecológico, genético, social, econômico, científico, educacional e cultural.

A Assembleia Geral reconhece também a importância da Cites, a Convenção sobre Comércio Internacional das Espécies Ameaçadas da Fauna e da Flora Silvestres.

O Dia Mundial da Vida Selvagem será em 3 de março para coincidir com a adoção da Cites, um acordo internacional firmado por 176 nações.

Ouça e saiba mais na Rádio ONU em português, clicando aqui.