Assembleia do ONU-HABITAT discute inovação para melhorar qualidade de vida nas cidades

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) iniciou oficialmente nesta segunda-feira (27) em Nairóbi sua primeira assembleia, cujo tema é “Inovação para a melhoria da qualidade de vida nas cidades e comunidades”. O encontro do principal órgão deliberativo da organização terá a participação de 3 mil delegados, quatro chefes de Estado, mais de 40 ministros e representantes de 116 países.

Criada por meio de uma resolução aprovada em dezembro de 2018 pela Assembleia Geral da ONU, a Assembleia do ONU-HABITAT se reunirá a cada quatro anos com o objetivo de fortalecer seu mandato. É formada por representantes dos 193 Estados-membros das Nações Unidas que se encontrarão em Nairóbi para elaborar uma agenda global de urbanização, aprovar resoluções e fornecer orientação estratégica para o trabalho do ONU-HABITAT.

Vista aérea de Nairóbi, capital do Quênia. Foto: Wikimedia Commons

Vista aérea de Nairóbi, capital do Quênia. Foto: Wikimedia Commons

O Programa das Nações Unidas para Assentamentos Humanos (ONU-HABITAT) iniciou oficialmente nesta segunda-feira (27) em Nairóbi sua primeira assembleia, cujo tema é “Inovação para a melhoria da qualidade de vida nas cidades e comunidades”. O encontro do principal órgão deliberativo da organização terá a participação de 3 mil delegados, quatro chefes de Estado, mais de 40 ministros e representantes de 116 países.

O evento terá duração de cinco dias e será concluído com a publicação de uma declaração ministerial, na sexta-feira (31). Além de representantes de governos nacionais e locais, o encontro terá a participação de representantes da sociedade civil, organizações não governamentais, empresas, academia e outras agências do Sistema ONU.

Criada por meio de uma resolução aprovada em dezembro de 2018 pela Assembleia Geral da ONU, a Assembleia do ONU-HABITAT se reunirá a cada quatro anos com o objetivo de fortalecer seu mandato. É formada por representantes dos 193 Estados-membros das Nações Unidas que se encontrarão em Nairóbi para elaborar uma agenda global de urbanização, aprovar resoluções e fornecer orientação estratégica para o trabalho do ONU-HABITAT.

O presidente do Quênia, Uhuru Kenyatta, fará a abertura oficial do evento. Ele retornará na quarta-feira (29) para participar do Diálogo Estratégico de Alto Nível com outros chefes de Estado e de governo, incluindo o presidente do Sudão do Sul, Salva Kiir Mayardit, e os primeiros-ministros de Fiji, Frank Bainimarama, e do Iêmen, Ahmed ben Dagher.

Haverá também uma mesa-redonda ministerial sobre mobilização de compromissos para a Cúpula sobre Ação Climática do secretário-geral das Nações Unidas de 2019, uma Conferência de Doadores e Parcerias em apoio aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e a Nova Agenda Urbana, um Fórum dos Governos Locais e Regionais e um café da manhã sobre gênero.

Outros 50 eventos ocorrerão paralelamente, abordando temas como habitação social, economia azul, cidades somalis habitáveis, cidades seguras para meninas e mulheres, ação climática e tecnologia de ponta, bem como eventos de imprensa sobre deslocamento urbano.

Serão realizados diálogos com jovens, treinamento de mídia sobre realidade virtual, um “hackathon”, recepções e shows. A Assembleia ONU-HABITAT também contará com uma exposição especial sobre o 10º Fórum Urbano Mundial do ano que vem em Abu Dhabi.

“A Assembleia ONU-HABITAT oferece uma oportunidade fantástica para que todos nós possamos inspirar uns aos outros com novas ideias e exemplos de como temos usado a inovação para maximizar as oportunidades oferecidas pela urbanização e superar os desafios”, disse a diretora-executiva do ONU-HABITAT, Maimunah Mohd Sharif.

O ONU-HABITAT é a agência das Nações Unidas para urbanização sustentável e assentamentos humanos, tendo sua sede em Nairóbi e programas em cerca de 90 países.

A transmissão da cerimônia de abertura está sendo feita pelo YouTube (clique aqui).