Arte, esporte e integração marcam Dia Mundial do Refugiado em Roraima e Amazonas

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e seus parceiros realizam nesta semana diversos eventos voltados para a população refugiada e sua integração no Brasil, no marco do Dia Mundial do Refugiado (celebrado em 20 de junho).

Nos estados de Roraima e Amazonas, as iniciativas incluem rodas de conversas, sessões de cinema e atividades esportivas.

As atividades ocorrerão em Boa Vista, Pacaraima e Manaus, cidades da região Norte que recebem grande parte do fluxo de refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao Brasil.

Ao promover a integração desta população com a comunidade local, estas cidades demonstram sua capacidade de agregar quem foi forçado a deixar tudo para trás.

Maria e seu bebê no abrigo em Boa Vista, Roraima. Foto: ACNUR/ Victor Moriyama

Mariese e seu bebê no abrigo em Boa Vista, Roraima. Foto: ACNUR/ Victor Moriyama

A Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e seus parceiros realizam nesta semana diversos eventos voltados para a população refugiada e sua integração no Brasil, no marco do Dia Mundial do Refugiado (celebrado em 20 de junho). Nos estados de Roraima e Amazonas, as iniciativas incluem rodas de conversas, sessões de cinema e atividades esportivas.

As atividades ocorrerão em Boa Vista, Pacaraima e Manaus, cidades da região Norte que recebem grande parte do fluxo de refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao Brasil. Ao promover a integração desta população com a comunidade local, estas cidades demonstram sua capacidade de agregar quem foi forçado a deixar tudo para trás.

Entre os eventos, estão atividades artísticas (como exposição fotográfica, dança, música, feira de artesanato, show de calouros) e esportivas (caminhadas e jogos de vôlei, futebol e kickball) – muitas delas abertas à população local. A agenda completa da programação encontra-se abaixo.

De acordo com a Polícia Federal, os estados de Roraima e Amazonas acolhem a maioria dos refugiados e migrantes venezuelanos que chegam ao Brasil.

Em todo o país, até abril deste ano, já são cerca de 99 mil pedidos de refúgio (aproximadamente 83 mil deles apresentados em Roraima, e outros 16 mil no Amazonas), além de 68,5 mil pedidos de residência temporária. Desde 2015, mais de 4 milhões de venezuelanos já deixaram seu país – a maioria deles encontrando proteção e assistência em países latino-americanos.

Em Boa Vista, haverá apresentação teatral e exposição de fotos no abrigo Jardim Floresta na tarde da quarta-feira (19). Torneios esportivos acontecerão no abrigos Pintolândia (quinta-feira, 20) e Rondon 3 (sábado, 22). Em Pacaraima, na fronteira com a Venezuela, acontecerão feiras de artesanato, mostras culturais e atividades esportivas nos abrigos, nos centros de controle migratório e na quadra esportiva da cidade.

Ainda na capital de Roraima, acontecerá na quarta-feira (19), às 15hs, a formatura da primeira turma de estudantes venezuelanos do projeto “Oficinas de Acesso e Integração ao Mundo do Trabalho”, uma parceria entre o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), o Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados (SJMR) e o ACNUR.

Neste mesmo dia, em Boa Vista, será lançado o relatório do ACNUR “Tendências Globais”, com os dados mais recentes sobre deslocamento forçado. O lançamento acontecerá às 9h, no auditório da Secretaria de Estado do Trabalho e Bem Estar Social (SETRABES).

Já na capital amazonense, o destaque são os eventos do final de semana. A partir das 8h do sábado (22), começa a Caminhada #ComOsRefugiados, com a participação venezuelanos e da população local. Com concentração na praça do Teatro Amazonas, a caminhada termina no Colégio Brasileiro, onde participantes se confraternizarão com música e atividades para as crianças.

No domingo (23), o Centro de Apoio e Referência para Refugiados e Migrantes em Manaus (CARE) terá uma programação de serviços e oficinas gratuitas de artesanato e confecção de sabonetes voltados para a população refugiada.

Sobre o Dia Mundial do Refugiado

Desde 2001, o Dia Mundial do Refugiado é celebrado em 20 de junho, de acordo com resolução aprovada pela Assembleia Geral das Nações Unidas.

Para o ACNUR, a data é uma oportunidade para homenagear a coragem, a resiliência e a força de todas as mulheres, homens e crianças forçadas a deixar suas casas por causa de guerras, conflitos armados e perseguições. Estas pessoas deixam tudo para trás – exceto a esperança e o sonho de um futuro mais seguro.

São parceiros do ACNUR no Dia Mundial do Refugiado 2019: Abraço Cultural, Agência Adventista de Desenvolvimento e Recursos Assistenciais, Associação Voluntários para o Serviço Internacional – Brasil, Caritas Arquidiocesanas de Manaus, Rio de Janeiro e São Paulo, Caritas Brasileira Regional Paraná, Centro de Informação das Nações Unidas para
o Brasil (UNIC Rio).

Outros parceiros incluem Chega Junto, Comitê Nacional para os Refugiados do Ministério da Justiça, Conselho Norueguês para Refugiados, Centro Cultural dos Correios, Centro de Cultura Casarão de Ideias, Centro de Integração Empresa-Escola, Centro Universitário Curitiba, Editora Globo, Fraternidade – Federação Humanitária Internacional, Livraria Cultura do Shopping Bourbon, Instituto Migrações e Direitos Humanos, Operação Acolhida, Prefeitura e Estado de São Paulo, Secretaria de Estado do Trabalho e Bem-Estar Social de Roraima, Sesc SP, Sesc Rio, Serviço Jesuíta para Migrantes e Refugiados, Télécoms Sans Frontières e Universidade Federal do Amazonas.

AGENDA

Boa Vista

18/06, às 15h: Roda de conversas com mães e crianças, ministrado pelo IMDH na igreja da Consolata.
19/06, às 9h: Atividades culturais no abrigo Santa Tereza.
19/06, às 9h : Lançamente do relatório Tendências Globais 2018, no Auditório da SETRABES.
19/06, às 14h: Peça Teatral, exposição de fotos, Dança Cultural, Vídeo de Partilha de experiências exitosas de famílias interiorizadas, no abrigo Jardim Floresta.
19/06, às 15h: Formatura da primeira turma de venezuelanos em Boa Vista do projeto “Oficinas de Acesso e Integração ao Mundo do Trabalho”, no CIEE Boa Vista.
19/06, às 18h: Gupos culturais venezuelanos como música, dança, poesia. Além de oferecer comidas típicas venezuelanos, no Caritas Boa Vista, 18h.
20/06, às 9h: Torneio esportivo, apresentações culturais e classes para crianças no abrigo Pintolândia.
20/06, às 9h: Exposição de Mandalas e Standu up – Show de Variedades, no abrigo Tancredo Neves.
20/06, às 9h: Exposição de Fotografias e pinturas, apresentações musicais e danças, no abrigo Nova Canaã.
21/06, às 15h: Show de Talentos no Abrigo Latife Salomão.
22/06, às 9h: Torneio esportivo para os abrigos Rondon 1, 2 e 3 no espaço recreativo do Rondon 3.
22/06, às 14h: Apresentações culturais, teatro, danças e atividades para as crianças no abrigo Rondon 3.

Pacaraima

20/06, às 9h: Exposição de fotos e artesanato Warao no Posto de Recepção e Identificação) e mostra cultural e apresentação de Jiu Jitsu no Posto de Triagem.
20/06, às 18h30: Festival de Cinema na quadra esportiva coberta da cidade.

Manaus

18/06, às 8h: Roda de conversa sobre refúgio na Universidade Federal do Amazonas.
18/06 às 19h: Sessão de cinema para refugiados abrigados na cidade no Casarão de Ideias.
19/06, às 19h: Sessão aberta do filme ‘Los Silencios’ no Casarão de Ideias.
22/06, às 8h: Caminhada #ComOsRefugiados, na Praça do Teatro Amazonas.
23/06, às 10h: Confraternização e oficinas para refugiados no Centro de Apoio e Referência para Refugiados e Migrantes em Manaus (CARE).