Arte e Refúgio no Brasil: Uma celebração do 150º aniversário de Fridtjof Nansen

Ganhador do Prêmio Nobel da Paz de 1922 é homenageado em exposição promovida de 11 a 30 de outubro, em Brasília, pelo ACNUR e pela Embaixada da Noruega com apoio da Caixa Cultural.

Arte e Refúgio no Brasil: Uma celebração do 150o aniversário de Fridtjof NansenComeça dia 11 de outubro, em Brasília, a exposição “Arte e Refúgio no Brasil: Uma celebração do 150º aniversário de Fridtjof Nansen”, uma produção do Alto Comissariado da ONU para Refugiados (ACNUR) e da Embaixada da Noruega, com o apoio da Caixa Cultural.

A mostra será exibida no Átrio dos Vitrais do edifício sede da Caixa Econômica Federal, reunindo pela primeira vez no país a criatividade da pintura e da escultura produzida por um seleto grupo de artistas plásticos refugiados e brasileiros em torno de um denominador comum: o refúgio.

O norueguês Fridtjof Nansen foi nomeado em 1921 o primeiro Alto Comissário para Refugiados, trabalhando com centenas de milhares de refugiados e apátridas – esses últimos beneficiados pelo chamado “Passaporte Nansen”, reconhecido em 52 países. Por todos os seus esforços humanitários, Nansen ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1922.

Nesta exposição, cinco artistas refugiados – três angolanos, um congolês e um colombiano – unem ideias, cores, traços e culturas com doze reconhecidos artistas brasileiros residentes em Brasília, vindos de diversas regiões do país e com ampla trajetória internacional. Esta iniciativa funde arte com causa humanitária, criando um símbolo de fraternidade entre a população local de um país de notável tradição de asilo, como o Brasil, e refugiados de diversas nacionalidades. No total, 17 artistas exibirão ao público 22 obras entre esculturas e pinturas – a maioria delas inédita.

Serviço

O que é: Exposição “Arte e Refúgio no Brasil: Uma celebração do 150º aniversário de Fridtjof Nansen”
Onde: Átrio dos Vitrais da Caixa Econômica Federal – SBS 04, Lotes 3/4 – Edifício Sede da CEF – Brasília
Quando: de 11 a 30 de outubro de 2011
Quanto: Entrada franca

Outras informações
Unidade de Informação Pública do ACNUR
(61) 3044.5744 | brabrpi@unhcr.org
Caixa Cultural
(61) 3206.9448 | 3206.9449