Apresentadora brasileira Maísa apoia UNICEF em campanha sobre a eficácia das vacinas

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou na quarta-feira (24) uma campanha global para conscientizar pais, mães e usuários das redes sociais sobre a segurança e a proteção das vacinas. A iniciativa #VacinasFuncionam tem o apoio, no Brasil, da atriz e apresentadora de TV Maísa Silva, que vai usar as suas páginas para compartilhar materiais da campanha.

UNICEF quer conscientizar pais, mães e usuários de redes sociais sobre eficácia e proteção de vacinas. Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

UNICEF quer conscientizar pais, mães e usuários de redes sociais sobre eficácia e proteção de vacinas. Foto: Agência Brasil/Marcelo Camargo

O Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) lançou na quarta-feira (24) uma campanha global para conscientizar pais, mães e usuários das redes sociais sobre a segurança e a proteção das vacinas. A iniciativa #VacinasFuncionam tem o apoio, no Brasil, da atriz e apresentadora de TV Maísa Silva, que vai usar as suas páginas para compartilhar materiais da campanha.

Durante o mês de abril, a Fundação Bill & Melinda Gates doará 1 dólar para o UNICEF a cada curtida ou compartilhamento de postagens nas redes sociais com a hashtag #VaccinesWork (nome em inglês da campanha). A contribuição financeira cedida pela instituição terá um teto de 1 milhão de dólares. A verba ajudará o UNICEF a garantir que todas as crianças recebam as vacinas necessárias para crescer de forma saudável.

A Vacinas Funcionam teve início junto com a Semana Mundial de Imunização, que vai de 24 a 30 de abril.

Maísa Silva, que é a adolescente com o maior número de seguidores no Instagram em todo o mundo, explica o que a levou a participar da mobilização do UNICEF.

“Eu aceitei o convite para participar desta campanha porque sei a importância das vacinas para a saúde das crianças. É uma forma de proteger as crianças contra vários perigos que já conhecemos. Saúde é um assunto muito sério e não podemos nos esquecer de que as vacinas funcionam e são necessárias”, disse a atriz.

A peça central da campanha do UNICEF é o desenho animado de 60 segundos Perigos. A produção audiovisual baseia-se na percepção de que crianças, por sua natureza, são pouco temerárias e estão constantemente se colocando em perigo. Disponível em diversas línguas, incluindo português, o vídeo explica que, embora não possam evitar todos os perigos que os próprios filhos procuram, os pais podem usar a vacinação para ajudar a evitar que os perigos encontrem suas crianças.

O poder das vacinas

As vacinas salvam até 3 milhões de vidas por ano, protegendo as crianças de doenças potencialmente letais e altamente infecciosas, como o sarampo, a pneumonia, a cólera e a difteria. Devido às vacinas, menos pessoas morreram de sarampo entre 2000 e 2017 e a pólio está prestes a ser erradicada do mundo. A vacinação é uma das melhores ferramentas de saúde já inventadas em termos de custo-benefício – cada dólar gasto com imunização infantil dá um retorno de até 44 dólares.

De acordo com o UNICEF, 1,5 milhão de crianças morreram de doenças que poderiam ter sido prevenidas pela imunização em 2017.

Embora isso seja causado, em alguns países, pela falta de acesso a vacinas, em outros casos as famílias estão adiando a imunização ou se recusando a vacinar seus filhos por complacência ou ceticismo em relação às vacinas. Isso levou a vários surtos, incluindo uma disseminação alarmante do sarampo, especialmente em países de renda mais alta. A incerteza sobre as vacinas em plataformas de mídias digitais e sociais é um dos fatores que impulsionam essa tendência.

O vídeo em português da campanha do UNICEF também pode ser acessado em https://youtu.be/93Py9OFdIEQ.