Anuário Estatístico da FAO afirma que dois terços da fome se concentra em sete países

Anuário Estatístico da FAO constitui uma série de estatísticas sobre quatro temas: recursos agrícolas de base, fome, alimentação mundial e sustentabilidade.

Dois terços dos famintos vivem em apenas sete países e um terço dos alimentos produzidos para consumo humano é perdido ou desperdiçado em todo o mundo. Além disso, cerca de 90% das terras agrícolas potencialmente acessíveis situam-se na América Latina e África Subsaariana, e metade está concentrada em apenas sete países.

Esses e outros dados estão presentes na revisão do Anuário Estatístico da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO). O anuário constitui uma série de estatísticas recolhidas por todo o mundo em quatro grandes categorias temáticas: o estado dos recursos agrícolas de base; dimensão da fome, alimentação mundial e sustentabilidade.

“O anuário é uma janela única para quaisquer indicadores estatísticos que sejam necessários. Este novo produto auxilia pesquisadores, políticos, ONGs, jornalistas – todos aqueles que precisam de informação estatística – com o foco em determinado assunto e usar isso como um ponto de partida para analisar questões mais profundas.” afirmou o Diretor da Divisão de Estatísticas da FAO, Pietro Gennari. “A grande abrangência deste novo anuário nos lembra que a erradicação da fome não pode ser separada das respostas a outros desafios globais.”

Exemplos de questões analisadas na publicação incluem a pressão exercida pela agricultura sobre os recursos hídricos e dos solos, como o uso excessivo e a poluição, o potencial impacto da falta de acesso das mulheres a meios de produção agrícola e a terra no desenvolvimento econômico e social nacional; dados sobre o investimento na agricultura; o espectro da subnutrição; o desperdício e as perdas alimentares; a agricultura e a sustentabilidade ambiental; e a volatilidade dos preços dos alimentos.