António Guterres tem o primeiro dia de trabalho como novo líder da ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Secretário-geral participa de eventos na manhã desta terça-feira (3) na sede da organização em Nova York. Em mensagem de vídeo logo após assumir o cargo, Guterres lançou apelo a cidadãos do mundo pela paz global.

No dia 2 de janeiro, António Guterres se reuniu com seu predecessor, Ban Ki-moon, e integrantes do novo gabinete. Foto: ONU

No dia 2 de janeiro, António Guterres se reuniu com seu predecessor, Ban Ki-moon, e integrantes do novo gabinete. Foto: ONU

O novo secretário-geral da ONU, António Guterres, inicia esta terça-feira (3) seu primeiro dia de trabalho na sede das Nações Unidas, em Nova York, onde participa de alguns eventos pela manhã.

Em mensagem divulgada logo após assumir o cargo, neste 1º de janeiro, Guterres fez um apelo global à paz. Ele pediu a todas as pessoas que promovam a paz e ressaltou a importância de a comunidade internacional ajudar milhões vítimas de conflitos.

“Nestas guerras não há vencedores; todos perdem. Gastam-se bilhões de dólares na destruição de sociedades e economias, alimentando ciclos de desconfiança e medo que podem se perpetuar por gerações. Várias regiões do planeta estão inteiramente desestabilizadas e um novo fenômeno de terrorismo global ameaça-nos a todos.”

António Manuel de Oliveira Guterres nasceu em Lisboa em 30 de abril de 1949. Ele foi deputado da Assembleia da República, presidente da Assembleia Municipal do Fundão, atuou na política europeia e, em 1995, tornou-se primeiro-ministro de Portugal.

Em 2005, Guterres foi nomeado alto-comissário da ONU para Refugiados, cargo que ocupou até 2015.

Em outubro, o Conselho de Segurança das Nações Unidas realizou uma votação formal e, por aclamação, recomendou Guterres ao cargo de novo secretário-geral da ONU. Seu nome foi confirmado pela Assembleia Geral uma semana depois. Guterres prestou juramento no posto em 12 de dezembro.

Dentre suas primeiras decisões no cargo está a escolha de três mulheres para fazer parte do alto escalão de seu gabinete.

São elas a diplomata brasileira Maria Luiza Ribeiro Viotti, para o cargo de chefe de gabinete; como vice-secretária-geral da ONU, o segundo posto mais importante da organização, Guterres nomeou Amina Mohammed, que era, até agora, ministra do Meio Ambiente da Nigéria; e como conselheira especial sobre política, o novo chefe da ONU terá a sul-coreana Kyung-wha Kang, atual chefe da equipe de transição de António Guterres.

(Informações da ONU em Nova York)


Comente

comentários