António Guterres pede retomada do diálogo e renovação da cooperação internacional

O ano novo começou com o mundo em turbulência. Precisamos retomar o diálogo e renovar a cooperação internacional. Não se pode esquecer o terrível sofrimento humano causado pela guerra. Estas declarações foram feitas nesta segunda-feira (6) pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, em conversa com jornalistas, em Nova Iorque.

Ele disse que sua mensagem é clara: “Parem a escalada. Exercitem o máximo da moderação. Recomecem o diálogo. Renovem a cooperação internacional. Não esqueçamos do terrível sofrimento humano causado pela guerra. Como sempre, pessoas comuns pagam o preço mais alto. É nossa obrigação mútua evitar isso”.

Secretário-geral da ONU, António Guterres, fala com a imprensa na sede da ONU em Nova Iorque /UN Photo

O ano novo começou com o mundo em turbulência. Precisamos retomar o diálogo e renovar a cooperação internacional. Não se pode esquecer o terrível sofrimento humano causado pela guerra. Estas declarações foram feitas nesta segunda-feira (6) pelo secretário-geral da ONU, António Guterres, em conversa com jornalistas, em Nova Iorque.

Para o secretário-geral, estamos vivendo tempos perigosos e as tensões geopolíticas atingiram seu nível mais elevado neste século, com a escalada da turbulência. Segundo ele, nem mesmo a não-proliferação de armas nucleares pode ser dada como certa.

“Este caldeirão de tensões está levando mais países a tomar decisões imprevisíveis, com consequências imprevisíveis e um profundo risco de erro de cálculo”, afirmou Guterres.

A liderança da ONU lembrou que, ao mesmo tempo, vemos conflitos tecnológicos e comerciais que fraturam mercados mundiais, prejudicando o crescimento e ampliando as desigualdades. Enquanto isto, afirmou, o planeta está em chamas e a crise climática se amplia.

“Em muitas partes do mundo, vemos mais pessoas frustradas e com raiva. Vemos crescente inquietação social e aumento do extremismo, do nacionalismo e da radicalização, com perigoso aumento do terrorismo, especialmente na África”, alertou Guterres ao pedir que esta situação não continue.

Ele afirmou que tem acompanhado o aumento recente das tensões globais com grande preocupação e está em contato constante com lideranças oficiais de todo o mundo.

E disse que sua mensagem é clara: “Parem a escalada. Exercitem o máximo da moderação. Recomecem o diálogo. Renovem a cooperação internacional. Não esqueçamos do terrível sofrimento humano causado pela guerra. Como sempre, pessoas comuns pagam o preço mais alto. É nossa obrigação mútua evitar isso”.