António Guterres: Europa forte e unida é fundamental para a ONU

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Em sessão plenária no Parlamento Europeu, o secretário-geral da ONU, António Guterres, afirmou que ter uma Europa forte e unida é fundamental para que a ONU seja forte e efetiva. Antes de chegar a Estrasburgo, ele se reuniu com o novo presidente da França, Emmanuel Macron.

Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, discursa no Parlamento Europeu em Estrasburgo. Atrás dele, Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu. Foto: União Europeia 2017 / EP

Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, discursa no Parlamento Europeu em Estrasburgo. Atrás dele, Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu. Foto: União Europeia 2017 / EP

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, reforçou nesta quarta-feira (17) que a contribuição da União Europeia é absolutamente essencial para a ONU, desde apoio para missões de paz até a proteção de direitos humanos, resolução de conflitos, avanços na agenda do desenvolvimento sustentável e luta contra mudanças climáticas.

“Uma Europa forte e unida é um pilar fundamental para uma ONU forte e efetiva”, afirmou durante sessão plenária do Parlamento Europeu em Estrasburgo.

“A União Europeia é claramente o projeto mais bem-sucedido de sustentabilidade da paz no mundo”, acrescentou, expressando gratidão e reconhecimento pelo compromisso do bloco europeu com o multilateralismo e as contribuições para a cooperação no desenvolvimento ajuda humanitária.

Ao mencionar diversos assuntos — incluindo Síria, migração, globalização e a necessidade de preservar a diversidade cultural –, o secretário-geral expôs suas prioridades nas reformas para garantir que a ONU esteja mais próxima dos desejos das pessoas que ela serve.

Guterres também reforçou a necessidade de governos, autoridades locais, sociedade civil e autoridades religiosas promoverem a coesão social, inclusão e tolerância.

De acordo com seu porta-voz, o secretário-geral também deu uma coletiva de imprensa ao lado do presidente do Parlamento Europeu, Antonio Tajani, na qual reforçou a necessidade de uma Europa unida apoiar a busca por soluções globais, já que nenhum assunto hoje pode ser resolvido sem esforços globais.

No caminho para Estrasburgo, o secretário-geral encontrou com o novo presidente da França, Emmanuel Macron. Eles discutiram assuntos de paz e segurança, assim como temas relacionados ao desenvolvimento sustentável e mudança climática.

O chefe da ONU disse que espera trabalhar com o presidente francês em temas prioritários, lembrando que a França tem papel importante como pilar do multilateralismo.


Comente

comentários