António Guterres condena ataque em mesquita no Afeganistão

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou com veemência o ataque a bomba dentro de uma mesquita durante o horário de oração nesta sexta-feira (18) na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão.

A explosão matou pelo menos 62 pessoas e deixou dezenas de feridos, incluindo crianças, segundo agências de notícias internacionais.

Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, falando à imprensa na sede da ONU. Foto: ONU/Mark Garten

Secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, falando à imprensa na sede da ONU. Foto: ONU/Mark Garten

O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, condenou com veemência o ataque a bomba dentro de uma mesquita durante o horário de oração nesta sexta-feira (18) na província de Nangarhar, no leste do Afeganistão. A explosão matou pelo menos 62 pessoas e deixou dezenas de feridos, incluindo crianças, segundo agências de notícias internacionais.

António Guterres pediu que os autores do atentado sejam responsabilizados e expressou solidariedade às vítimas e suas famílias e ao povo afegão.

A explosão aconteceu um dia após a Missão da ONU no Afeganistão, Unama, ter anunciado que o país teve um número recorde de mortes no último trimestre. Entre julho o setembro, 1.174 civis perderam suas vidas, o maior número de mortes em um trimestre em 10 anos de registros.