Alto-comissário da ONU para refugiados visita Colômbia, Argentina, Peru e Equador

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, estará na América Latina entre os dias 6 e 14 de outubro para visitar Colômbia, Peru e Equador, alguns dos países mais afetados pelo fluxo de refugiados e migrantes venezuelanos. Ele conhecerá a resposta implementada na região e os principais desafios e preocupações nestes países.

O Alto Comissário do ACNUR, Filippo Grandi, reúne-se com os refugiados rohingya no acampamento de Kutupalong em Cox’s Bazar, Bangladesh. © ACNUR/Roger Arnold.

O alto-comissário do ACNUR, Filippo Grandi, durante visita a refugiados rohingya no acampamento de Kutupalong em Cox’s Bazar, Bangladesh. Foto: ACNUR/Roger Arnold.

O alto-comissário da ONU para refugiados, Filippo Grandi, estará na América Latina entre os dias 6 e 14 de outubro para visitar Colômbia, Peru e Equador, alguns dos países mais afetados pelo fluxo de refugiados e migrantes venezuelanos. Ele conhecerá a resposta implementada na região e os principais desafios e preocupações nestes países.

Ele também visitará a Argentina, onde se reunirá com funcionários dos principais ministérios do governo que lidam com a resposta humanitária aos venezuelanos. Neste país, ele participará ainda da reunião de conselho da Fundação Olímpica de Refugiados, da qual é vice-presidente, durante os Jogos Olímpicos de Verão da Juventude de 2018, em Buenos Aires.

Na Colômbia, o alto-comissário tem reuniões agendadas com representantes do governo e das organizações parceiras que integram a resposta humanitária entre as agências. Em seguida, viajará a Cúcuta, na fronteira com a Venezuela, para conhecer os programas que fornecem proteção e assistência aos solicitantes de refúgio, refugiados e às famílias que os acolhem.

No Equador, Grandi se reunirá com funcionários do governo e venezuelanos assentados em algumas regiões da cidade de Quito. Ele também visitará o ponto na fronteira usado por milhares de venezuelanos para entrar no Peru. Tanto no Equador como no Peru, o alto-comissário será acompanhado pelo recém-nomeado representante especial conjunto para refugiados e migrantes venezuelanos na região, Eduardo Stein.

Filippo Grandi finalizará sua missão no Peru, onde encontrará com refugiados e migrantes venezuelanos recém-chegados ao país, assim como autoridades e a sociedade civil.


Mais notícias de:

Comente

comentários