Agricultores da Bolívia visitam Brasil para conhecer produção sustentável de algodão

Uma delegação de agricultores da Bolívia concluiu na sexta-feira (31) uma visita ao Brasil, onde conheceram iniciativas bem-sucedidas de produção sustentável do algodão. A missão abordou políticas públicas para o setor, agroecologia, manufatura do algodão colorido e comercialização estatal.

Com a participação de oficiais e técnicos do governo boliviano, a viagem teve o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores.

Projeto visa contribuir para o desenvolvimento sustentável do setor algodoeiro na Bolívia. Foto: EBC

Projeto visa contribuir para o desenvolvimento sustentável do setor algodoeiro na Bolívia. Foto: EBC

Uma delegação de agricultores da Bolívia concluiu na sexta-feira (31) uma visita ao Brasil, onde conheceram iniciativas bem-sucedidas de produção sustentável do algodão. A missão abordou políticas públicas para o setor, agroecologia, manufatura do algodão colorido e comercialização estatal. Com a participação de oficiais e técnicos do governo boliviano, a viagem teve o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e da Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores.

Na segunda-feira (27), o grupo chegou à Paraíba e visitou as instalações da indústria têxtil Norfil. No dia seguinte, a comitiva conheceu dois empreendimentos em Catolé de Boa Vista e pôde entender como são implementadas as políticas da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do estado (EMATER) e da divisão algodoeira da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMRAPA).

A equipe de bolivianos também viu de perto as atividades do laboratório de fibras e participou de uma demonstração de descaroçamento e da mini-colheitadeira. A delegação foi a propriedades de algodão orgânico, como o Assentamento Margarida Alves, e aprendeu sobre processos de comércio justo.

De 2 a 4 de setembro, a comitiva esteve em Brasília para o Fórum de Economia Solidária do Distrito Federal e do Entorno. Na capital federal, os agricultores e representantes do Estado boliviano também visitaram o escritório da EMBRAPA Soluções Tecnológicas.

FAO impulsiona produção regional de algodão

A visita técnica ao Brasil fez parte do Projeto +Algodão, uma iniciativa da FAO em parceria com a Agência Brasileira de Cooperação (ABC), do Ministério das Relações Exteriores. Desde 2013, o Brasil e o organismo da ONU executam o programa em seis países da América Latina e Caribe. O objetivo é alavancar, de forma sustentável, os setores algodoeiros nacionais, incluindo por meio do estímulo à exploração comercial de nichos de mercado.

A experiência brasileira é referência para o programa, já que o país passou da condição de importador a de grande exportador do algodão, devido ao aumento da produtividade. O Brasil fez investimentos significativos em pesquisa, além de promover estratégias voltadas para a agricultura familiar. Além do Estado boliviano, participam da iniciativa a Argentina, Colômbia, Equador, Haiti, Paraguai e Peru.

Na Bolívia, o projeto +Algodão tem como área de atuação o município de Pailón, que responde por 70% da produção de algodão do país. A estratégia da FAO também contempla os municípios com população indígena de Charagua, Gutiérrez e San Antonio de Lomerío.