Jama Perry, aluna e professora de wapichana. Foto: Natalia da Luz/UNIC Rio

ESPECIAL: Em Roraima, cursos ajudam a preservar línguas indígenas

Desde 2009, cerca de 2 mil alunos foram certificados nos estudos das línguas macuxi e wapichana. “Esse foi um espaço para o meu reconhecimento, para valorizar a minha própria identidade”, diz Jama Perry, professora de wapichana.

Em 2019, a ONU comemora o Ano Internacional das Línguas Indígenas. Confira mais nesta reportagem especial em vídeo do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio).

Débora Caldas com o seu desenho, que retrata um campo de concentração nazista. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Estudantes do Rio apresentam desenhos e redações sobre Holocausto em exposição da ONU

Em 27 de janeiro, a ONU marca o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto. Para refletir sobre a tragédia que atingiu judeus e outras minorias durante a Segunda Guerra Mundial, o Centro de Informação da ONU no Brasil (UNIC Rio) inaugurou nesta semana (29) uma exposição de desenhos e redações sobre o tema, produzidas por alunos da rede municipal do Rio de Janeiro.

A abertura da mostra “Holocausto: Esquecer Jamais” reuniu os jovens autores das obras em cartaz e representantes das comunidades judaica e cigana que vivem na capital fluminense, incluindo o sobrevivente Freddy Glatt, nascido na Alemanha e perseguido pelos nazistas.

Sede da ONU, em Nova Iorque. Foto: ONU/Rick Bajornas

ONU convida estudantes a participar de simulação das Nações Unidas em Nova Iorque

O Departamento de Comunicação Global da ONU convida estudantes de 15 a 24 anos a participar da Cúpula da Juventude de Modelo das Nações Unidas, em 12 de abril. Durante o evento, especialistas da Organização e alunos selecionados pela ONU vão apresentar iniciativas que contribuem para o cumprimento dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Prazo para se inscrever se encerra em 15 de fevereiro.

Ararinha-azul. Foto: ICMBio

Extinção de aves no Brasil é preocupante, diz ONU Meio Ambiente

Quatro espécies brasileiras estão entre as oito aves declaradas extintas no mundo ao longo desta década, de acordo com um levantamento da BirdLife International. A instituição aponta ainda que uma quinta espécie, a emblemática ararinha-azul, desapareceu da natureza, sendo encontrada apenas em cativeiro. A eliminação desses animais é considerada preocupante pela ONU Meio Ambiente, que alerta para a importância das aves no equilíbrio dos ecossistemas.

ONU convida universidades brasileiras a participar de iniciativas de impacto acadêmico

O Departamento de Informação Pública das Nações Unidas convida universidades e demais instituições envolvidas no ensino superior e na produção de conhecimento do Brasil a ingressar na iniciativa Impacto Acadêmico (UN Academic Impact, UNAI).

Trata-se de uma associação com as Nações Unidas e da participação em uma rede de compartilhamento de conhecimento, pesquisa e soluções pautada em questões inter e multidisciplinares que dialoguem com os valores da ONU, como representados nos princípios da UNAI.

Ao centro da imagem, com a camisa com inscrições 'Te Amo Filho', Bruna da Silva, a mãe do jovem Marcos Vinícius da Silva, assassinado em junho no Complexo da Maré. Imagem feita durante o enterro do estudante de 14 anos. Foto: Agência Brasil/Fernando Frazão

MP-RJ adota resolução para priorizar investigações de homicídios de jovens

No Brasil, 31 adolescentes são assassinados por dia. Em cada dez dessas mortes, uma acontece no estado do Rio de Janeiro. A fim de combater a violência e esclarecer episódios de homicídio, o Ministério Público do RJ assinou neste mês (21) uma resolução que prioriza a investigação e responsabilização de crimes contra jovens.

Medida foi adotada em meio às atividades do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) para lembrar o Dia Mundial da Criança, 20 de novembro. No Brasil, a data coincide com o Dia da Consciência Negra.

Estudos mostram que a cor da pele é componente central na estruturação das desigualdades no Brasil, afetando o acesso ao emprego e a maiores níveis de desenvolvimento. No país, negros vivem, estudam e ganham menos do que brancos. Foto: Agência Brasil/Valter Campanato

Pacto Global discute racismo na sociedade e no mercado de trabalho brasileiros

Seminário “Abolição: 130 anos depois”, promovido pela Rede Brasil do Pacto Global da ONU e pelo governo do estado de São Paulo, discutiu os efeitos do racismo ainda presente na sociedade brasileira.

O evento debateu ainda o papel do setor privado nesse contexto. Segundo estudo de ONU Mulheres, Instituto Ethos e Organização Internacional do Trabalho (OIT), menos de 5% dos executivos de empresas brasileiras são afrodescendentes e, destes, apenas 0,4% são mulheres negras.

Ibrahim Al Hussein (à esquerda) é um dos refugiados que participam do documentário 'THF: Aeroporto Central', do brasileiro Karim Aïnouz. Imagem: THF

Cinema pode ajudar a criar empatia por refugiados, diz diretor brasileiro

Em cartaz no Festival do Rio, o documentário THF: Aeroporto Central transporta o espectador para os terminais do Tempelhof, um aeroporto construído na Berlim dos anos 1920 e transformado em 2015 num abrigo para refugiados.

Em entrevista à ONU Brasil, o diretor do filme, o brasileiro Karim Aïnouz, discute o papel do cinema em meio à ascensão da extrema direita na Europa e fala sobre o drama de refugiados vivendo na Alemanha.

Durante o encontro, jovens de comunidades pobres do Rio de Janeiro fizeram uma apresentação de música clássica. Foto: UNIC Rio/Paulo Portilho

Evento no UNIC Rio homenageia personalidades que atuam na defesa dos direitos humanos

O Instituto Interamericano de Fomento à Educação, Cultura e Ciência (IFEC) realizou na quarta-feira (31) evento na sede do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), localizado na capital fluminense, para prestar homenagem a personalidades com forte atuação em temas de direitos humanos no país.

Parceiro há 14 anos do UNIC Rio, o IFEC é uma entidade filantrópica fundada em 2002 com projetos e ações de responsabilidade social nas áreas de educação, cultura, meio ambiente, direitos humanos, assistência social, esportes, entre outras.

Paulo Artaxo é membro do IPCC e professor do Instituto de Física da USP. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Especialista defende desmatamento zero na Amazônia para combater mudanças climáticas

O brasileiro e integrante do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), Paulo Artaxo, apresentou neste mês, no Rio de Janeiro, um relatório que aborda as consequências de uma elevação mundial da temperatura acima dos 1,5º C até 2100. O teto é a aspiração mais ambiciosa do Acordo de Paris.

Em evento realizado no Museu do Amanhã pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS), Artaxo alertou que a alteração dos padrões climáticos já é uma realidade em território nacional, com aumentos da temperatura do Nordeste acima das médias globais.

Da esquerda para a direita: Dalvana Lopes, Marcone Ribeiro, Susana Takamoto, Luiz Sampaio e Tarso Oliveira na Assembleia da Juventude da ONU, em Nova Iorque. Foto: Acesso/Ailton Vireira

Jovens brasileiros ganham bolsa para participar da Assembleia da Juventude na ONU

Quatro jovens brasileiros ganharam uma bolsa para participar da 22ª sessão da Assembleia da Juventude nas Nações Unidas, em Nova Iorque, ocorrida em agosto.

Eles foram selecionados pelo programa “Jovens na ONU”, cujo objetivo é levar à conferência jovens de baixa renda que estejam envolvidos em trabalhos comunitários, fornecendo todos os subsídios financeiros necessários.

Apoiado pelo o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), o programa visa garantir maior diversidade e representatividade da delegação brasileira na conferência mundial.

Um centro de recepção e documentação inaugurado pelo governo federal com apoio do Sistema ONU Brasil na cidade de Pacaraima está há um mês identificando e emitindo documentos para pessoas vindas da Venezuela. Foto: ACNUR/Reynesson Damasceno

ESPECIAL: ONU Brasil apoia governo federal na recepção de refugiados e migrantes venezuelanos

A crise na Venezuela tem gerado um forte aumento no fluxo de entrada de venezuelanos no Brasil. Eles deixam o país por razões como insegurança e perda de renda devido à crise econômica. Desde 2015, mais de 85 mil venezuelanas e venezuelanos procuraram a Polícia Federal para solicitar refúgio ou residência.

As agências da ONU no Brasil têm apoiado os governos municipal, estadual e federal no recebimento dos venezuelanos tanto por meio do ordenamento de fronteira, abrigamento, atendimento de saúde e processo de interiorização.

Confira neste documentário especial produzido pela ONU Brasil.

Extremismos e xenofobia crescentes ampliam relevância da Declaração dos Direitos Humanos

Setenta anos depois de sua aprovação, a Declaração Universal dos Direitos Humanos permanece essencial para os países e a comunidade internacional, diante das crescentes ondas de xenofobia, discursos de ódio e perseguições de minorias no mundo todo.

A avaliação é de especialistas em direito internacional e direitos humanos entrevistados pelo Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), que lembraram a necessidade de defender a Declaração inclusive perante os ataques de líderes políticos globalmente.

Evento reuniu representantes do corpo diplomático, sociedade civil, governo brasileiro, forças armadas, academia e agências da ONU. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Centro de Informação da ONU no Brasil completa 70 anos

Em cerimônia no Palácio Itamaraty do Rio de Janeiro, o Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) comemorou nesta quarta-feira (24) 70 anos de existência. Celebração reafirmou o papel da ONU na defesa dos direitos humanos e na redução das desigualdades sociais. Evento reuniu cerca de cem representantes do corpo diplomático, sociedade civil, governo brasileiro, forças armadas, academia e agências da Organização localizadas na capital fluminense.

Jovens brasileiros participaram de debate sobre direitos de crianças e adolescentes na sede da ONU em Genebra. Foto: Visão Mundial

Jovem brasileira participa de debate da ONU em Genebra sobre direitos de crianças e adolescentes

Uma brasileira de 17 anos, estudante de Humanidades da Universidade Federal da Bahia, participou no fim de setembro (28) de encontro do Comitê dos Direitos da Criança na sede da ONU, em Genebra, na Suíça. O objetivo foi debater com representantes das Nações Unidas formas de utilizar as mídias digitais para conscientizar os jovens do Brasil sobre seus direitos e democratizar o acesso à informação.

Melissa é integrante do Monitoramento Jovem de Políticas Públicas (MJPOP) da Visão Mundial, organização cristã de desenvolvimento e resposta a situações de emergência. As principais pautas dos jovens que integram o MJPOP são os índices alarmantes de homicídios de jovens negros no Brasil, além de temas relacionados à educação e à proteção de crianças e adolescentes.

Natalia Kanem, diretora-executiva do UNFPA, durante a sessão presidencial do Congresso Mundial da FIGO. Foto: UNFPA Brasil/Erick Dau

Subsecretária-geral da ONU defende educação sobre sexualidade para empoderar os jovens

Garantir os direitos e a saúde sexual e reprodutiva de meninas e mulheres deve estar entre as prioridades dos países e ser um foco de ação conjunta entre governos, sociedade civil e iniciativa privada.

Esta foi uma das principais demandas apresentadas pela diretora-executiva do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e subsecretária-geral da ONU, Natalia Kanem, durante o Congresso Mundial da Federação Internacional de Ginecologia e Obstetrícia (FIGO), realizado nesta semana, no Rio de Janeiro.

Troféu Especial do 40º Prêmio Vladimir Herzog. Foto: Fernanda Freixosa

Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog anuncia vencedores de sua 40ª edição

Comissão julgadora do Prêmio Jornalístico Vladimir Herzog de Anistia e Direitos Humanos anunciou vencedores de sua 40ª edição, reconhecendo trabalhos que valorizam a democracia e os direitos humanos.

A premiação, que conta com o apoio do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) e de outros parceiros, é considerada uma das mais importantes do jornalismo brasileiro.

Todos os vencedores e homenageados serão premiados em cerimônia no Tucarena, em São Paulo, no dia 25 de outubro. O evento é aberto e gratuito.

Crianças lendo a Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH), pouco após sua adoção. Foto: Arquivo da ONU

Direitos humanos não têm cor política, diz diretor do UNIC Rio em palestra

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, participou no fim de setembro (27) de evento organizado pela Academia Brasileira de Filosofia (ABF), no Rio de Janeiro, para lembrar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos (DUDH).

Na ocasião, o diretor do UNIC Rio falou sobre defensores dos direitos humanos brasileiros que perderam a vida ao realizar seu trabalho, como a vereadora Marielle Franco, e lembrou também os inúmeros casos de policiais mortos por defender o direito de todos a viver num país sem crime.

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, participou no fim de setembro (19) de um evento em Fortaleza (CE) com o objetivo de simular reuniões da ONU com estudantes de Relações Internacionais e profissionais interessados no tema. Foto: SONU

Diretor do UNIC Rio dá palestra para estudantes em Fortaleza sobre atuação do Brasil na ONU

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, participou no fim de setembro (19) de um evento em Fortaleza (CE) com o objetivo de simular reuniões da ONU com estudantes de Relações Internacionais e profissionais interessados no tema.

Giuliano realizou a palestra de abertura da 14ª Simulação da Organização das Nações Unidas (SONU). O evento reuniu mais de 100 estudantes no Teatro Celina Queiroz, na Universidade de Fortaleza (UNIFOR), para discutir as relações entre o Brasil e a organização internacional.

Foto: MDS/Rafael Zart

Mais 122 venezuelanos são transferidos nesta quinta-feira para SP e RS

A estratégia de interiorização alcança hoje um total de 2.328 venezuelanos migrados para outros estados da federação. Cento e vinte e duas pessoas foram transferidas nesta quinta-feira (27) em voos para o Rio Grande do Sul (40 venezuelanos para a cidade de Cachoeirinha e 52 para a cidade de Chapada) e para São Paulo (30 venezuelanos).

A interiorização busca ajudar os solicitantes de refúgio e de residência a encontrar melhores condições de vida em outros estados brasileiros. Todos aceitam, voluntariamente, participar do programa e são vacinados, submetidos a exame de saúde e regularizados no Brasil — inclusive com CPF e carteira de trabalho.

A iniciativa conta com apoio da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), da Organização Internacional para as Migrações (OIM), do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, participou na segunda-feira (24) de evento na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Foto: UERJ/Nadia Mathias

Diretor do UNIC Rio participa de evento na UERJ sobre direitos humanos

O diretor do Centro de Informação das Nações Unidas (UNIC Rio), Maurizio Giuliano, participou na segunda-feira (24) de evento na Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ) sobre o aniversário de 70 anos da Declaração Universal dos Direitos Humanos e o centenário de nascimento de Nelson Mandela.

O evento denominado “UERJ sem muros” está em sua 28ª edição, e tem objetivo divulgar ações de pesquisa, ensino e extensão. Em 2018, a pauta dos direitos humanos está sendo divulgada à comunidade interna e externa à universidade.

Linha de montagem do Grupo Chrysler, reequipada com mais 1,1 mil robôs na cidade de Sterling Heights, no estado norte-americano do Michigan. Foto: Flickr (CC)/Fiat Chrysler Automobiles (FCA)

Brasil ‘vai ser atropelado’ por revolução digital e automação, avalia especialista

Sem investimentos em educação e infraestrutura, o Brasil “vai ser atropelado” pela revolução digital, avalia o especialista em robótica Edson Prestes. O brasileiro integra o Painel de Alto Nível da ONU sobre Cooperação Digital, que se reúne pela primeira vez nesta segunda-feira (24), em Nova Iorque.

Em entrevista ao Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio), o pesquisador defende que países em desenvolvimento precisam ter mão de obra qualificada para lidar com a crescente automação do setor produtivo.