Premiação uniu-se à ONU para promover os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Imagem: Fundação BB

Fundação Banco do Brasil anuncia finalistas de premiação em parceria com a ONU

O Prêmio Fundação Banco do Brasil de Tecnologia Social divulgou na terça-feira (15) as 18 iniciativas finalistas das categorias nacionais e três internacionais. Nove das selecionadas para a última fase da competição são do estado de São Paulo. Três são da Bahia, duas do Ceará, duas do Distrito Federal, uma da Paraíba e uma do Rio de Janeiro. Já na categoria internacional, duas tecnologias são da Argentina e uma de El Salvador. Premiação desse ano fez parceria com a ONU para promover o desenvolvimento sustentável.

Durante o evento, houve apresentação cultural de Luana Euzébio, Cris de Souza, Cleo Street e Thug Dee. Foto: UNFPA Brasil.

Juventude negra é a mais afetada pelas políticas de drogas no Brasil, dizem especialistas

Redução de danos, violência contra jovens e falta de políticas públicas capazes de atender a usuários de drogas foram alguns dos temas que guiaram a segunda sessão de debates na Casa da ONU em Brasília na segunda-feira (14), no âmbito das comemorações do Dia Internacional da Juventude.

O evento foi organizado pela ONU Brasil em parceria com o programa Câmara Ligada da Câmara dos Deputados.

Programas de alimentação escolar podem fortalecer agricultura local e garantir que crianças frequentam o colégio. Foto: PMA / Vinícius Limongi

Escolas sustentáveis de El Salvador são certificadas em concurso da Fundação Banco do Brasil

A iniciativa de alimentação escolar Escolas Sustentáveis, desenvolvida pela prefeitura de Atiquizaya, no Departamento de Ahuachapán, em El Salvador, foi selecionada entre 12 boas práticas internacionais para ser certificada pelo Prêmio de Tecnologia Social da Fundação Banco do Brasil 2017.

A edição 2017 do concurso conta com a cooperação da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) no Brasil e o apoio da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), do Banco Mundial e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Jovens durante evento da ONU realizado na FIOCRUZ em 2016 para o Dia Internacional da Juventude. Foto: UNIC Rio/Matheus Otanari

UNESCO: desenvolvimento de qualquer sociedade depende do estímulo aos mais jovens

Às vésperas do Dia Internacional da Juventude, lembrado neste sábado (12), a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, afirmou que o desenvolvimento de qualquer sociedade depende da forma como ela estimula seus jovens.

“O mundo nunca foi tão jovem e está se tornando ainda mais jovem a cada dia que passa. O desenvolvimento de qualquer sociedade depende da forma como ela estimula seus jovens – mulheres e homens, da forma como são apoiados”, disse Irina em comunicado.

A educação é transversal e essencial para o cumprimento de todos os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU. Foto: Govba/Carol Garcia

Educação para o desenvolvimento sustentável é tema de evento em São Paulo

A UNESCO no Brasil e a Secretaria Municipal de Educação de São Paulo uniram-se para a realização de evento sobre Educação para Desenvolvimento Sustentável (EDS). Na ocasião, a Secretaria de Educação apresenta o projeto de EDS no novo currículo da rede municipal de ensino da capital paulista e que deve ser implantado no ano que vem.

O evento de lançamento da iniciativa acontece na terça-feira (15), às 15h30, no Teatro João Caetano (Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, São Paulo, SP). A programação começa com a apresentação da publicação Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS): objetivos de aprendizagem e da série de vídeos ODS para Crianças.

Ilhas Rabi, Fiji. A elevação do nível dos oceanos e as mudanças climáticas são ameaças à existência das ilhas do Pacífico. Foto: OCHA/Danielle Parry

Curso online da ONU sobre mudanças climáticas está disponível em português

O curso em português sobre mudanças climáticas é fruto de parceria entre o governo brasileiro, a UNESCO no Brasil e o UN CC: Learn, projeto que envolve mais de 35 agências das Nações Unidas.

A versão em português será lançada em evento da Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, na terça-feria (15), às 15h30, no Teatro João Caetano (Rua Borges Lagoa, 650, Vila Clementino, São Paulo, SP).

Jovens negros são as principais vítimas e estão em situação de maior vulnerabilidade à violência no Brasil. Foto: EBC

Com apoio da UNESCO, governo federal relança plano de combate à violência contra jovens

A Secretaria Nacional de Juventude (SNJ) relançou no escritório da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em Brasília (DF), o Plano Juventude Viva, cujo objetivo é reduzir a vulnerabilidade de jovens expostos à violência no Brasil. Também foi iniciada a atualização do Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência e à Desigualdade Social (IVJ), indicador criado em 2014 que comprovou que jovens negros são as principais vítimas da violência.

Os jovens representam 26% da população brasileira, mas somam 58% das vítimas por arma de fogo no período de 1980 a 2014, segundo o Mapa da Violência. Os jovens negros representam a maior parte das vítimas.

Estudantes assistem a espetáculo na escola Barros Barreto, em Salvador, Bahia. A performance abordava temas sociais como racismo e discriminação por gênero. Foto: UNICEF/Claudio Versiani

UNESCO incentiva municípios brasileiros a cumprir metas de educação da ONU

A UNESCO no Brasil participa do 16º Fórum Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, organizado pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME) em Fortaleza. Agência da ONU apresenta a Agenda Educação 2030 e lança a publicação “Reflexões de apoio para o desenvolvimento curricular no Brasil: guia para gestores educacionais”. Na sexta-feira (11), às 11h, uma especialista do organismo participa de debate sobre marcos internacionais.

Estudo “Perspectivas Econômicas da América Latina 2017” mostrou realidade dos jovens latino-americanos e caribenhos. Foto: EBC

Projeto da UNESCO para inserir jovens no mercado apresenta iniciativas na Campus Party Salvador

O projeto “Educação Livre — Aprendizagem Digital para Inclusão no Mundo do Trabalho” participa a partir desta quinta-feira (10) da Campus Party Salvador, com apresentações temáticas sobre voluntariado, rede colaborativa com organizações da sociedade civil e linguagem para web. Iniciativa é fruto de parceria entre o Serviço Social da Indústria (SESI), o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) e a UNESCO no Brasil. Evento na Bahia vai até 13 de agosto.

Declaração, adotada pela Assembleia Geral da ONU em 13 de setembro de 2007, estabelece diretrizes universais de padrões mínimos de sobrevivência para a dignidade e o bem-estar dos povos indígenas do mundo. Foto: PNUD / Tiago Zenero

ONU: proteger os direitos dos povos indígenas é proteger os direitos de todos

Dez anos depois da adoção da Declaração sobre os Direitos dos Povos Indígenas, diversos países avançaram em reconhecê-los formalmente, mas, frequentemente, eles continuam a enfrentar discriminação, marginalização e grandes desafios na garantia de seus direitos básicos.

“Enquanto os povos indígenas realizaram significativos avanços em defender seus direitos nos fóruns internacionais e regionais, a implementação da Declaração é obstruída pela persistente vulnerabilidade e exclusão, particularmente de mulheres, crianças, jovens e pessoas indígenas com deficiência”, disseram 40 entidades do Sistema ONU e outras organizações internacionais em comunicado conjunto emitido para o Dia Internacional dos Povos Indígenas, lembrado nesta quarta-feira (9).

Jogos Mundiais dos Povos Indígenas reuniram mais de 2 mil atletas em Palmas, no Tocantins. Foto: Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

ONU e governo lançam publicação sobre os Jogos Mundiais dos Povos Indígenas

O Ministério do Esporte do Brasil, o Comitê Intertribal (ITC), o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e a UNESCO lançaram nesta semana uma publicação sobre os primeiros Jogos Mundiais dos Povos Indígenas, realizados em Palmas, no Tocantins, em 2015. Competição reuniu mais de 2 mil atletas, representantes de 30 nacionalidades e 24 etnias. Documento aborda organização e conceitos por trás do campeonato.

Indígenas em manifestação em Brasília. Foto: Mídia Ninja

UNESCO lembra contribuição dos povos indígenas para o desenvolvimento sustentável

Às vésperas do Dia Internacional dos Povos Indígenas (9 de agosto), a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova, lembrou a contribuição singular desses povos para o entendimento mútuo, a paz e o desenvolvimento sustentável.

Irina lembrou que apesar de sua diversidade cultural e de seus territórios que se estendem por mais de 90 países, os povos indígenas têm dificuldades comuns, relacionadas à proteção dos seus direitos como povos únicos. Os 370 milhões de indígenas compõem menos de 5% da população mundial, mas, entre os mais pobres, correspondem a 15%.

Participação de mulheres e meninas em atividades de pesquisa deve ser estimulada e promovida em todos os níveis, segundo a UNESCO. Foto: WikiCommons (CC) / Argonne National Laboratory / George Joch

UNESCO, L’Oréal e Academia Brasileira de Ciências anunciam vencedoras de prêmio para cientistas

Você sabia que a falta de cuidados parentais na primeira infância pode afetar a formação do cérebro de uma criança, com consequências que podem durar a vida toda? Já imaginou que, se uma pessoa com câncer não responde ao tratamento quimioterápico, o problema pode ser a produção de determinada proteína em suas células? Esses são exemplos dos temas pesquisados pelas vencedoras da 12ª edição do “Para Mulheres na Ciência”, programa desenvolvido no Brasil pela L’Oréal Brasil em parceria com a UNESCO no Brasil e a Academia Brasileira de Ciências (ABC).

Cinturão Verde de São Paulo. Foto: UNESCO/Garbobarsch

Brasil passa a ter 7 reservas biológicas registradas em rede da UNESCO

Uma decisão do Conselho de Coordenação Internacional do Programa O Homem e a Biosfera separou as reservas da Mata Atlântica e do Cinturão Verde da cidade de São Paulo. Antes, os domínios constituíam uma única área proteção da Rede Mundial de Reservas da Biosfera. Com a deliberação, o Brasil passa a ter sete zonas de preservação cadastradas na projeto, que é uma iniciativa de cooperação da UNESCO para preservar sítios naturais.

Foto: PEXELS

Brasileiro vence prêmio da UNESCO por pesquisas sobre a memória humana

O médico e pesquisador brasileiro Ivan Antônio Izquierdo, da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC-RS), é um dos vencedores do Prêmio Internacional UNESCO-Guiné-Equatorial de Pesquisa em Ciências da Vida. Ganhadores foram anunciados na segunda-feira (24) pela agência da ONU. Especialista foi reconhecido por esforços para melhorar a qualidade de vida das pessoas idosas e também de pacientes sofrendo com doenças neurodegenerativas.

Fundação Banco do Brasil reconhece projetos sociais. Imagem: Fundação BB

Fundação Banco do Brasil divulga projetos sociais reconhecidos por premiação em parceria com a ONU

A Fundação Banco do Brasil divulgou nesta terça-feira (25) o resultado da primeira fase do seu Prêmio de Tecnologia Social. Das 735 iniciativas inscritas neste ano, 173 foram consideradas aptas para receber a certificação oferecida pela instituição. Em 2017, a premiação conta com a parceria da UNESCO, da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), do Banco Mundial e do Programa da ONU para o Desenvolvimento (PNUD).

Foto: Prefeitura de Olinda / Fernanda Mafra

UNESCO e Ministério da Saúde lançam concurso para escolher nova embalagem de camisinha do SUS

Em parceria com a UNESCO, o Ministério da Saúde lançou nesta semana (17) um concurso para mudar o visual dos preservativos distribuídos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Edital convoca universitários de design gráfico, desenho industrial, arquitetura e publicidade de todo o Brasil a criarem uma nova embalagem para as camisinhas distribuídas pela rede pública. Inscrições deverão ser feitas até 11 de setembro.

Sameh Wahba, diretor de Prática Global de Resiliência Social, Urbana e Rural do Banco Mundial, e Irina Bokova, diretora-geral da UNESCO. Foto: UNESCO

UNESCO e Banco Mundial defendem cultura e turismo como ferramentas para o desenvolvimento sustentável

O Banco Mundial e a UNESCO firmaram neste mês (13) uma nova parceria para promover o crescimento econômico sustentável através de políticas culturais e de desenvolvimento urbano. Acordo de cooperação prevê ações para os próximos seis anos, ao longo dos quais os dois organismos internacionais buscarão formas de usar a indústria criativa e do turismo para promover a prosperidade compartilhada.

Nelson Mandela. Foto: Fundação Nelson Mandela

Ensinamentos de Nelson Mandela são mensagem ‘poderosa’ contra o medo e o cinismo, diz chefe da ONU

‘Nelson Mandela foi conhecido como o prisioneiro 46664 por 18 anos. Mas ele nunca se tornou um prisioneiro do seu passado. Sentenciado a trabalho pesado e ao encarceramento em solitária em Robben Island, ele se ergueu do sofrimento e da falta de dignidade para levar seu país, e o nosso mundo, a dias melhores’, lembrou o secretário-geral da ONU, António Guterres, neste 18 de julho, Dia Internacional Nelson Mandela.

Educadores do ensino fundamental de todo o país terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 ODS. Foto: EBC

UNESCO e governo brasileiro lançam vídeos para auxiliar educadores a falar sobre desenvolvimento sustentável

Como falar dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) para crianças? A partir desta quinta-feira (13), os educadores do ensino fundamental de todo o país terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 ODS.

Em cada um dos vídeos, a explicação é apresentada por crianças. Também estará disponível a publicação “Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável — Objetivos de Aprendizagem”, sobre os todos os ODS. A ideia é aumentar a conscientização da comunidade escolar sobre a importância da Educação para o Desenvolvimento Sustentável.

UNESCO e governo lançam em Manaus materiais para divulgar objetivos da ONU entre estudantes

A partir de amanhã (13), educadores do ensino fundamental de todo o Brasil terão à disposição oito vídeos explicando o que são nove dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas — os ODS. Também será possível ter acesso à publicação da UNESCO “Educação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – Objetivos de Aprendizagem”, em português. Lançamento ocorre em Manaus, das 8h30 às 10h30, no Centro de Convenções do Amazonas Vasco Vasques.

Artistas, especialistas e jovens participaram de debate sobre educação, diversidade e juventude. Foto: UNESCO

UNESCO e Globo promovem debate sobre juventude, diversidade e educação

Para marcar o início de mais uma Campanha Criança Esperança, a UNESCO no Brasil e a Globo promoveram o debate ‘Diálogos da Esperança – Como vai você, jovem brasileiro?’. Discussões reuniram artistas, especialistas e jovens para abordar temas relacionados a educação e diversidade. Encontros foram gravados e divididos em dois programas, que serão exibidos nos dias 23 e 30 de julho, no canal GloboNews.

O professor Rafael Dias acredita que Caravana do Esporte democratiza o acesso às atividades físicas no contexto olímpico. Foto: Celia Santos/Caravana dos Esportes

Ministros se reúnem na Rússia para debater como tornar esporte mais inclusivo

Representantes de cem Estados-membros da UNESCO comparecerão à sexta Conferência Internacional de Ministros e Altos Funcionários Responsáveis pela Educação Física e o Esporte (MINEPS VI), em Kazan, na Rússia. Evento acontece neste mês, dos dias 13 a 15. De acordo com a agência da ONU, encontro será divisor de águas, pois nações deverão definir estratégias com resultados mensuráveis a fim de tornar o acesso ao esporte mais inclusivo.

Sítio Arqueológico do Cais do Valongo não é apenas o principal cais de desembarque de africanos escravizados em todas as Américas, como é o único que se preservou materialmente. Foto: UNIC Rio/Natalia da Luz

Cais do Valongo, no Rio, é inscrito na Lista do Patrimônio Mundial da UNESCO

O Comitê do Patrimônio Mundial da UNESCO decidiu incluir em sua Lista do Patrimônio Mundial o sítio arqueológico Cais do Valongo, no Rio de Janeiro, por seu significado para gerações passadas, presentes e futuras no que se refere à história do tráfico atlântico e a escravização de africanos. A decisão ocorreu no domingo (9) durante a 41ª reunião do Comitê, realizada na Polônia.

Para a representante interina da UNESCO no Brasil, Marlova Jovchelovitch Noleto, “o Cais do Valongo tem valor histórico, arqueológico e cultural, traz memórias de um período da história que não pode se repetir jamais e, por isso mesmo, precisa ser lembrado”.

O presidente da FNP e prefeito de Campinas, Jonas Donizzete, e o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, firmaram acordo de parceria em Brasília. Foto: PNUD/Vivian Doherty

ONU Brasil e Frente Nacional dos Prefeitos reforçam parceria pelo desenvolvimento sustentável

O coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, e o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, firmaram na terça-feira (4) um memorando de entendimento com o objetivo de criar um marco de cooperação, além de facilitar e fortalecer a colaboração para promoção e alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Proteção de direitos autorais no ambiente digital é tema de documento aprovado por Estados-membros da UNESCO. Foto: PEXELS

UNESCO aprova diretrizes para proteger artistas e diversificar conteúdo cultural na internet

Na UNESCO, representantes de 144 países e da União Europeia aprovaram em junho uma série de diretrizes para garantir que artistas e produtores se beneficiem, de forma completa e justa, das tecnologias de informação em seus estágios de criação, produção e distribuição. Abordando a gestão da cultura no mundo digital, recomendações foram adotadas para ajudar Estados-membros a implementar a Convenção sobre a Proteção e Promoção da Diversidade das Expressões Culturais.

Refugiados recém-chegados acenam ao se aproximarem da costa de Lesbos, ilha na região do Egeu, no norte da Grécia. Foto: UNICEF/Ashley Gilbertson VII

Crise migratória deve ser vista como chance de fortalecer humanidade, diz UNESCO

A atual crise migratória e de refugiados no mundo deve ser encarada como uma oportunidade de fortalecer a humanidade e garantir a dignidade de todos os seres humanos, disse a diretora-geral da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), Irina Bokova.

“Ao deixar seus países de origem, muitos migrantes e refugiados tiveram suspensos seus direitos como cidadãos nacionais — mas não deixaram para trás seus direitos como seres humanos, sua dignidade inerente”, declarou.