Passageiros usam máscaras na estação Pinheiros, em São Paulo (SP). Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

Empresas brasileiras reconhecem que não atuar durante crise pode prejudicar reputação

As empresas brasileiras reconhecem que devem se responsabilizar para encontrar soluções aos desafios que chegam com a pandemia de COVID-19, e dizem estar satisfeitas com o que estão fazendo.

Por outro lado, menos da metade disse estar conduzindo ações educativas e sociais, como doações financeiras e/ou de equipamentos e materiais, e apenas uma em cada dez disse estar atuando em parceria com os órgãos governamentais.

É o que mostra o relatório “COVID-19 – Como as Empresas Estão Enfrentando a Pandemia”, produzido pela Rede Brasil do Pacto Global e pela agência global de comunicação Edelman.

Rastreio de passageiros no aeroporto internacional Maya Maya, Brazzaville, no Congo. Foto: OMS/D. Elombat

Academia do Pacto Global tem sessões gratuitas sobre COVID-19

A UN Global Compact Academy, maior plataforma de cursos de ensino a distância para empresas sustentáveis, está promovendo sessões gratuitas sobre a COVID-19.

Os webinars convidam especialistas internacionais e representantes da ONU para falar sobre a pandemia no contexto dos Dez Princípios do Pacto Global e dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

A transmissão é ao vivo, em inglês, e os vídeos são publicados posteriormente no canal do Youtube do Pacto Global.

‘Um novo normal’: ONU estabelece roteiro para estimular economias e salvar empregos após COVID-19

A Organização das Nações Unidas lançou um documento com novas diretrizes para apoiar os países na recuperação social e econômica, criando uma nova economia e mais empregos depois da pandemia da COVID-19.

Alertando que não haverá retorno ao “antigo normal”, a ONU pede apoio internacional e compromisso político para que todas as pessoas tenham acesso a serviços essenciais e proteção social.

São Paulo já soma mais de 1,7 mil mortos por COVID-19. Foto: Agência Brasil/Rovena Rosa

ARTIGO: A necessidade de compensar grupos vulneráveis por ficarem em casa

Em artigo, o diretor regional do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) para a América Latina e o Caribe, Luis Felipe López-Calva, lembra que políticas de distanciamento social, confinamento e quarentena se tornaram fundamentais na luta para “achatar a curva” da COVID-19.

Entretanto, ficar em casa durante a pandemia pode ser um luxo que muitos não têm como bancar. “Assim, para o sucesso das estratégias de redução das infecções pela COVID-19, grupos vulneráveis devem ser compensados economicamente por ficarem em casa.” Leia o artigo completo.

UNESCO promove curso de jornalismo online gratuito para cobertura da COVID-19 - Foto: Pixabay

COVID-19: UNESCO, OMS e Centro Knight lançam curso para jornalistas

A Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO) e a Organização Mundial da Saúde (OMS) lançaram um novo Curso Online Aberto e Massivo (MOOC) “Jornalismo em uma pandemia: cobrindo o COVID-19 agora e no futuro”, organizado pelo Centro Knight para Jornalismo nas Américas da Universidade do Texas em Austin.

O curso, que recebeu o apoio da Fundação Knight e do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), é um programa de treinamento on-line de quatro semanas com o objetivo de fornecer aos jornalistas os conhecimentos e ferramentas necessários para cobrir a crise de saúde COVID-19 e suas conseqüências sociais, financeiras e políticas. Ele será oferecido simultaneamente em inglês, espanhol, português e francês.

Enfermeira mede a temperature de menina num Centro de Atenção à Saúde Primária em Beirute, no Líbano, durante a crise da COVID-19. Foto: Fouad Choufany/UNICEF

ONU Mulheres faz chamado ao setor privado por igualdade de gênero na resposta à COVID-19

A pandemia de COVID-19 está afetando as mulheres de várias maneiras, incluindo preocupações com saúde, segurança e renda, responsabilidades adicionais de assistência e maior exposição à violência doméstica.

O setor privado tem um papel importante a desempenhar, não apenas na mitigação do impacto da COVID-19, mas na redução da propagação do vírus, afirmou a ONU Mulheres.

A ação precoce e direcionada do setor privado reduzirá os riscos imediatos à saúde de funcionárias e funcionários, além de reduzir o impacto econômico geral.

Novo SARS-CoV-2 de Coronavírus Micrografia eletrônica de varredura colorida de uma célula mostrando sinais morfológicos de apoptose, infectados com partículas do vírus SARS-COV-2 (laranja), isoladas de uma amostra de paciente. Imagem capturada no NIAID Integrated Research Facility (IRF) em Fort Detrick, Maryland. Crédito: NIAID

Pandemia criará um novo paradigma de sanidade alimentar, diz especialista ouvido pelo Pacto Global

A pandemia de COVID-19 coloca em discussão duas questões importantes para o agronegócio: a segurança alimentar, ou seja, garantir o acesso de todos aos alimentos; e a sanidade alimentar, que visa evitar a transmissão de doenças através da alimentação.

O projeto “Quarentena com o Pacto” recebeu Marcos Jank,  professor do Insper e titular da cátedra Luiz Queiroz da Esalq-USP,  para quem o Brasil tem um papel fundamental tanto na garantia do abastecimento global, quanto na liderança de um novo paradigma de controle de doenças que atingem animais e humanos no mundo.

Programa do PNUD e da Embrapa dá suporte para o beneficiamento de frutas da caatinga e do cerrado – Foto: PNUD

Projeto do PNUD contribui para conservação do cerrado e da caatinga em Minas Gerais

Localizado na região Nordeste do Estado do Minas Gerais, o Território do Alto do Rio Pardo abriga a transição de dois importantes biomas nacionais, a caatinga e o cerrado. A região enfrenta desafios que envolvem diretamente as famílias e o setor privado: mineração, monocultura de eucalipto e agricultura irrigada impedem a preservação da biodiversidade local e da cultura tradicional local.

O projeto Bem Diverso, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Embrapa e com recursos do Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF), está atuando na região para contribuir para a conservação da biodiversidade local.

Conheça um pouco mais sobre o projeto.

Aumento extremo na temperatura na terra pode transformar a floresta amazônica em savana e até inviabilizar a vida humana dentro de dois séculos. Imagem do Vale da Morte, nos Estados Unidos. Foto: Pixabay

Mudanças climáticas podem fazer confinamento virar regra, diz cientista

O aumento da temperatura global pode colocar o mundo em estado constante de confinamento.

O alerta foi feito pelo cientista brasileiro Carlos Nobre, em webinar realizado pela Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas para discutir a relação da atual pandemia com o clima.

De acordo com o especialista, uma vez que o corpo humano não consegue suportar determinadas condições de temperatura e umidade, ondas de calor levariam as pessoas a evitar ambientes externos, o que tornaria o confinamento uma regra se não conseguirmos deter as mudanças do clima.

O cientista falou ainda sobre a resposta do novo coronavírus a diferentes tipos de clima. Segundo ele, ainda não há comprovação científica de que o coronavírus gere um impacto menor em climas quentes, hipótese que é contestada pelas altas taxas de infecções em Manaus (AM).

Mototaxistas descansam em Monróvia, na Libéria. Foto: PNUD/Morgana Wingard

COVID-19: Crise iminente em países em desenvolvimento ameaça devastar a economia e aumentar a desigualdade

A crescente crise da COVID-19 ameaça atingir países em desenvolvimento de forma desproporcional, não apenas como uma crise de saúde no curto prazo, mas também como devastadora crise social e econômica ao longo dos próximos meses e anos.

Nesse cenário, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está trabalhando no apoio aos sistemas de saúde de países como Bósnia e Herzegovina, China, Djibuti, El Salvador, Eritreia, Irã, Quirguistão, Madagascar, Nigéria, Paraguai, Panamá, Sérvia, Ucrânia e Vietnã.

Além dos artigos científicos já publicados e outros ainda inéditos, o Diretório apresenta dados de pesquisa, ensaios clínicos, teses, dissertações e outros materiais. Foto: Spark

Escola de administração pública busca projetos inovadores para enfrentar COVID-19 no Brasil

Com apoio do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Escola Nacional de Administração Pública (ENAP) lançou na segunda-feira (30) um edital para buscar soluções inovadoras para enfrentar a pandemia de COVID-19 no Brasil.

O objetivo é incentivar e apoiar a sociedade na criação de alternativas para minimizar o impacto do novo coronavírus nas áreas social, econômica, de saúde e tecnologia.

Os recursos serão direcionados à Estratégia de Resposta da OPAS, alinhada à da Organização Mundial de Saúde (OMS), que tem o objetivo de salvar vidas e desacelerar a transmissão do novo coronavírus. Foto: pixabay/pasja1000

Comunidade online reúne informações sobre proteção social em tempos de novo coronavírus

Como os programas de proteção social podem ajudar a atenuar a perda de renda, especialmente entre as pessoas que já ocupavam empregos precários? Como a proteção social pode ajudar quem tem mais chances de ficar seriamente doente devido à COVID-19, como os idosos?

Interessadas e interessados nessas questões estão convidados a acessar a Comunidade Online na plataforma socialprotection.org e compartilhar suas reflexões e materiais relevantes sobre esses temas. Saiba como participar.

Michelle Bachelet discursa como presidente do Chile em sessão especial do Conselho de Direitos Humanos da ONU em março de 2017. Foto: ONU/Jean-Marc Ferre

ONU pede ações urgentes para prevenir avanço da COVID-19 em locais de detenção

A alta-comissária da ONU para os Direitos Humanos, Michelle Bachelet, pediu nesta quarta-feira (25) aos governos que tomem medidas urgentes para proteger a saúde e a segurança das pessoas em detenção e outras instalações fechadas, como parte dos esforços gerais para conter a pandemia da COVID-19, a doença provocada pelo novo coronavírus.

“A COVID-19 começou a entrar em prisões e centros de detenção de imigração, bem como casas de repouso e hospitais psiquiátricos, e corre o risco de se espalhar pelas populações extremamente vulneráveis dessas instituições”, disse Bachelet.

Foto: ONU/Martine Perret

ONU divulga recomendação do CNJ sobre prevenção do coronavírus em prisões

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) está divulgando internacionalmente as recomendações do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) para prevenir a propagação do novo coronavírus no sistema de justiça penal e socioeducativo brasileiro.

A recomendação traz orientações ao Judiciário em cinco pontos principais: redução do fluxo de ingresso no sistema prisional e socioeducativo; medidas de prevenção na realização de audiências judiciais nos fóruns; suspensão excepcional da audiência de custódia, mantida a análise de todas as prisões em flagrante realizadas; entre outros pontos.

Centro de Informação do WhatsApp sobre Coronavírus traz informações em português sobre a doença - Foto: PNUD

COVID-19: OMS, UNICEF e PNUD fecham parceria com WhatsApp para levar informações em tempo real

O WhatsApp acaba de anunciar duas iniciativas em apoio à luta global contra a pandemia do novo coronavírus: o lançamento mundial do Centro de Informação do WhatsApp sobre Coronavírus, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Organização Mundial da Saúde (OMS) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF),  e a doação de um milhão de dólares para a Rede Internacional de Checagem de Fatos do Instituto Poynter (IFCN, na sigla em inglês). O Centro de Informação online tem dados  em português sobre o Brasil.

Missão Europeia visita o território do Alto Rio Pardo. Foto: Guilherme Larsen/PNUD Brasil

Beneficiamento das espécies do Cerrado transforma vida de centenas de famílias em MG

O beneficiamento das espécies do Cerrado tem transformado a vida de centenas de famílias no norte de Minas Gerais. Acompanhar e conferir este e outros resultados do projeto Bem Diverso foi o objetivo de missão realizada este mês, que percorreu municípios que abrigam as atividades da iniciativa.

O Bem Diverso é fruto da parceria entre Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com recursos do Fundo Mundial para o Meio Ambiente (GEF). A execução é feita em parceria com organizações do governo e da sociedade civil.

Na sede da ONU em Nova Iorque, muitos funcionários deixaram o prédio para trabalhar em casa. Foto: ONU/Loey Felipe

Coronavírus: OMS pede que países intensifiquem esforços para combater pandemia

Diante da pandemia da doença provocada pelo novo coronavírus, a COVID-19, os países devem intensificar esforços para combater sua disseminação, disse o chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Genebra na quinta-feira (12).

“Esta é uma pandemia controlável. Os países que decidem desistir de medidas fundamentais de saúde pública podem acabar com um problema maior e um fardo mais pesado para o sistema de saúde, exigindo medidas mais severas de controle.”

Vídeos protagonizados pela Turma da Mônica discutem as relações entre homens e mulheres desde a infância. Foto: Reprodução

Vídeos da Turma da Mônica ajudam a prevenir violência contra mulheres e meninas

Mesmo para os temas mais delicados, há formas variadas (e criativas) de chamar a atenção e promover o debate. Cientes disso, a Secretaria de Segurança Pública do Distrito Federal (SSP-DF) e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) elegeram como um dos focos de sua parceria a prevenção da violência contra mulheres e meninas.

Entre as atividades promovidas, estão ações como um curso a distância voltado para as forças de segurança sobre o enfrentamento a todas as formas de violência contra as mulheres; assim como vídeos protagonizados pela Turma da Mônica, que discutem as relações entre homens e mulheres desde a infância. Assista aos vídeos.

Carlo Pereira, diretor-executivo da Rede Brasil do Pacto Global. Foto: Rede Brasil do Pacto Global

Plano de ação ajuda empresas a cumprir objetivos globais até 2030

A Rede Brasil do Pacto Global das Nações Unidas e a consultoria Falconi apresentaram na terça-feira (10) as diretrizes para que o setor empresarial consiga cumprir, nos próximos dez anos, todos os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

O projeto estabelece planos de ação prioritários e métricas para que as empresas brasileiras aumentem seus impactos sociais, ambientais e de governança positivos, inserindo plenamente a sustentabilidade em suas operações.

Marcha das Mulheres Negras contra o Racismo e a Violência e pelo Bem Viver, realizada no ano de 2015, em Brasília. Foto: PNUD/Tiago Zenero

ARTIGO: Mulheres, desenvolvimento sustentável e discriminação

Em artigo publicado no jornal Folha de S.Paulo, a representante-residente do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) no Brasil, Katyna Argueta, destaca que a crescente concentração de riqueza e as desigualdades estão minando a luta contra a pobreza, deteriorando as economias e fragmentando as sociedades.

“Essas limitações e exclusões afetam mais intensamente as mulheres do que os homens. As desigualdades de gênero são um componente estruturante da pobreza e um freio ao desenvolvimento.” Leia o artigo completo.

CADE e PNUD colaboram para avançar política nacional de defesa da concorrência

O Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), trabalha para revisão do quadro regulatório brasileiro de contratações públicas sob a perspectiva concorrencial, a fim de adequá-lo às recomendações da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

“Trata-se de uma oportunidade de colaborar com o avanço da política nacional de defesa da concorrência”, explica a gerente de projetos do PNUD Pollyana Miguel. “Realizar atividades qualificadas nesse setor pode gerar conexões com atores da área, além de dar aporte em um setor importante para o país”, diz.

Foto: Luciano Milhomem

Secretários de administração e planejamento discutem objetivos globais em Brasília

A Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) foram destaque de seminário realizado na semana passada em Brasília (DF) que reuniu secretários de Estado de administração e de planejamento de todo o Brasil.

“Uma das mais relevantes contribuições da Agenda 2030 está na quebra do paradigma de desenvolvimento até agora predominante”, disse a representante-residente do PNUD no Brasil, Katyna Argueta. Isso se dá, segundo ela, com o reconhecimento da necessidade da sustentabilidade, a natureza multidimensional do desenvolvimento e a integralidade na implementação da própria Agenda 2030.

Mulheres comerciantes da Tanzânia contribuíram para aumentar a taxa de crescimento do país, mas ainda enfrentam desigualdades. Foto: UNCTAD

Relatório mostra que 90% das pessoas têm alguma forma de preconceito contra mulheres

Apesar de décadas de progresso da redução das desigualdades de gênero, cerca de nove em cada dez homens e mulheres em todo o mundo têm algum tipo de preconceito contra as mulheres, de acordo com novas descobertas publicadas na quinta-feira (5) pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD).

Segundo a pesquisa, quase metade dos entrevistados afirma acreditar que os homens são líderes políticos superiores, enquanto mais de 40% afirmam que eles são melhores executivos de negócios e devem ter acesso a mais empregos quando a economia está em declínio. Além disso, 28% disseram ser justificável um homem bater em sua esposa.

“O trabalho que foi tão eficaz para garantir o fim das lacunas na saúde ou na educação deve agora evoluir para abordar algo muito mais desafiador: um preconceito profundamente arraigado — entre homens e mulheres — contra a igualdade genuína”, disse o administrador do PNUD, Achim Steiner.

Crianças quilombolas. Foto: Flickr/ Dasha Gaian (CC)

Projeto de combate à violência contra crianças recebe propostas de organizações

Ministério da Mulher, Família e Direitos Humanos, em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), desenvolve projeto de fortalecimento do direito à vida e do fim da violência contra crianças e adolescentes.

Como parte da iniciativa, a Ilha de Marajó, no Pará, foi selecionada para atividades-piloto de fortalecimento da rede de proteção.

A Secretaria Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente selecionará pessoa jurídica para desenvolver pesquisa e aplicar metodologias no âmbito do projeto. As instituições interessadas deverão apresentar suas propostas até 15 de março.

O Brasil mantém sob custódia, em termos absolutos, o 3º maior contingente prisional do planeta, com cerca de 710 mil pessoas em situação de privação de liberdade. Foto: Agência Brasil/Wilson Dias

CNJ e PNUD buscam soluções para desafios do sistema prisional brasileiro

O Brasil mantém sob custódia, em termos absolutos, o terceiro maior contingente prisional do planeta, com cerca de 710 mil pessoas em situação de privação de liberdade, segundo dados do Ministério da Justiça. Isso implica desafios estruturais para o fortalecimento do sistema carcerário, tais como déficit de vagas e de recursos humanos para acolher todo esse contingente.

Diante desse quadro, o Conselho Federal de Justiça (CNJ) tem investido na busca de soluções para entraves do sistema prisional. Um exemplo é o programa Justiça Presente, parceria entre o CNJ e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), com o apoio do Ministério da Justiça e Segurança Pública, para superação de desafios históricos no sistema prisional e socioeducativo do país.

O Bem Diverso é uma parceria entre a Embrapa e o PNUD. Foto: Bem Diverso

Seminário aborda experiência europeia e brasileira em conservação da biodiversidade

Promover uma dinâmica de cooperação e discussão de temas relacionados ao uso sustentável e à conservação da biodiversidade, tendo como base as experiências europeias e brasileiras. É com essa proposta que ocorreu na segunda-feira (2), em Brasília (DF), o seminário internacional “A experiência europeia e brasileira na promoção do uso e conservação da biodiversidade”.

Promovido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), o evento foi realizado no âmbito do projeto Bem Diverso e marcou o início da segunda etapa do projeto Diálogos Setoriais, parceria gerenciada pelo Ministério de Economia, pela Delegação da União Europeia no Brasil (DELBRA) e pelo Ministério das Relações Exteriores (MRE).

Vista do bairro de São Conrado, no Rio de Janeiro, com a Rocinha em primeiro plano. Foto: Wikimedia/Alicia Nijdam

Conferência no Rio discute investimentos financeiros no desenvolvimento sustentável

A proposta de explorar, aprender e discutir como os investimentos privados podem estar orientados à construção de um sociedade mais justa para as próximas gerações orientou a Converge Capital Conference 2020, realizada no Rio de Janeiro (RJ) na semana passada (13 e 14).

A conferência, que teve o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) entre os principais convidados, reuniu membros de famílias investidoras, executivos e atores-chave do mercado financeiro.

2019 Playmob Ltd.

Jogo online aborda políticas para o clima e permite comunicação com governos

Cientistas afirmam que a humanidade tem pouco mais de uma década para reverter os desastres da mudança global do clima. A Missão 1.5, campanha lançada mundialmente em 13 de fevereiro, dará a cidadãs e cidadãos uma forma direta de comunicação com os governos.

A campanha se baseia em um jogo desenvolvido para plataformas online por Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) e parceiros que informa as pessoas sobre políticas para o clima e oferece opções de voto para soluções. Os votos serão compilados e analisados por pesquisadores da Universidade de Oxford antes de serem enviados a líderes governamentais.

Vista de Aracaju (SE). Foto: Rui Rezende

Capacitação em Sergipe transforma gestores públicos em multiplicadores da Agenda 2030

A capacitação de gestores públicos para se tornarem multiplicadores da Agenda 2030 é peça-chave no processo de territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Com esse objetivo, ocorre até sexta-feira (14) em Aracaju (SE) o Programa Presencial de Capacitação em Territorialização dos ODS, com a presença de representantes de governos municipais e estadual, do setor privado e da sociedade civil de Sergipe.

O curso é oferecido na segunda etapa de implementação do projeto de cooperação técnica Territorialização e Aceleração dos ODS, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Petrobras.

A iniciativa prevê a concessão privada do serviço nos 68 municípios atendidos pela Empresa de Saneamento do Mato Grosso do Sul (SANESUL). Foto: SANESUL

MS abre consulta pública para PPP de universalização do esgotamento sanitário

Universalizar a cobertura do serviço de esgotamento sanitário no Mato Grosso do Sul em dez anos é o objetivo do projeto de Parceria Público-Privada apresentado em audiência pública em Campo Grande (MS) no fim de janeiro (31).

A iniciativa prevê a concessão privada do serviço nos 68 municípios atendidos pela Empresa de Saneamento do Mato Grosso do Sul (SANESUL), que representa 98% da cobertura em todo o estado.

Tendo em vista a crescente demanda da sociedade por infraestrutura e serviços públicos de qualidade e, nesse contexto, o potencial das alianças público-privadas, o governo de Mato Grosso do Sul e o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) firmaram acordo de cooperação técnica em 2016.

Publicação de OMS e ONU-Habitat coloca a saúde no centro das decisões de planejamento urbano. Foto: UNsplash

Fórum em Abu Dhabi debate desafios para garantir desenvolvimento urbano sustentável

A Década de Ação para os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) é também a década da rápida urbanização. Estima-se que, em 2030, 60% da humanidade viverá em cidades, e esse percentual deverá saltar para 70% em 2050.

O 10º Fórum Urbano Mundial (WUF, na sigla em inglês), conferência global que ocorre em Abu Dhabi (Emirados Árabes Unidos) até quinta-feira (13), abordará os principais desafios para garantir o desenvolvimento urbano sustentável, incluindo a necessidade de alinhar a implementação da Agenda 2030 com a Nova Agenda Urbana.

Vista aérea de Teresina (PI). Foto: cidadeverde

Piauí e PNUD apresentam propostas para fortalecimento econômico das mulheres no estado

Após dois anos de trabalho, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) entregou ao estado do Piauí o relatório do projeto “Mulheres resilientes = Cidades resilientes”, implementado na Região Metropolitana de Teresina (PI) mediante parceria com o governo estadual e prefeituras.

Os resultados indicaram que, para as mulheres participarem ativamente da vida econômica no Piauí, é necessário garantir direito à saúde integral e a uma vida livre de violência. É preciso ainda que o trabalho de cuidado realizado hoje principalmente por elas de forma não remunerada seja compartilhado com o Estado e outros integrantes das famílias. Leia a reportagem.

Vista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de TeresópolisVista aérea da cidade de Teresópolis (RJ). Foto: Prefeitura de Teresópolis

Municípios do RJ investem em formação sobre desenvolvimento sustentável

Representantes das administrações municipais, da sociedade civil organizada e do setor privado das cidades fluminenses de Cachoeiras de Macacu, Itaboraí e Maricá reúnem-se em Teresópolis (RJ) até sexta-feira (31) para o Programa Presencial de Capacitação em Territorialização dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável – ODS.

O curso faz parte da segunda etapa do projeto de cooperação técnica Territorialização e Aceleração dos ODS, implementado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) em parceria com a Petrobras. O encontro reunirá 36 pessoas, 12 de cada cidade, ao longo de cinco dias.