Evento foi concebido para reunir profissionais de serviços de vigilância epidemiológica e das universidades para discutir avanços no conhecimento científico. Foto: EBC

Centro da ONU apoia simpósio no Rio sobre doenças transmitidas por carrapatos

A Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e a Fundação Oswaldo Cruz (FIOCRUZ) promovem nos dias 16 e 17 de outubro o 2º Simpósio Nacional de Doenças Transmitidas por Carrapatos. O evento ocorre no Rio de Janeiro, as inscrições são gratuitas e podem ser feitas no site do evento. O prazo para envio de trabalhos científicos é 20 de setembro.

O simpósio tem o apoio do Centro Pan-americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA).

Crianças haitianas brincam em frente a iniciativas realizadas pela Missão de Paz da ONU no país. Foto: UNIC Rio / Mariana Nis

Haiti avança rumo à eliminação da raiva com fortalecimento de vacinações

Nos últimos quatro anos, o Haiti avançou de forma importante no combate à raiva em humanos, deixando para trás uma série de atitudes e práticas comunitárias e de profissionais da saúde que contribuíam para manter esse país como um dos poucos do Ocidente a ainda registrar mortes de pessoas pela mordida de cães infectados.

Atualmente, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA-OPS/OMS) discute com a OPAS e os ministérios da Saúde e Agricultura haitianos e dominicanos uma proposta para eliminar a raiva de toda a ilha de La Española, que abriga Haiti e República Dominicana, em três anos por meio de vacinações caninas massivas.

Foto: Roosewelt Pinheiro/Abr

Paraguai, Bolívia e Brasil discutem projeto transfronteiriço para erradicação da febre aftosa

No Rio de Janeiro, representantes da indústria pecuária da Bolívia, Paraguai e Brasil se reuniram no início do mês (3) com o diretor e especialistas do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA). Encontro discutiu projeto transfronteiriço entre os três países para eliminar a doença. Iniciativa será financiada pelo Grupo Interamericano para a Erradicação da Febre Aftosa (GIEFA), que também participou dos diálogos na capital fluminense.

Escola em Les Cayes, no Haiti. Foto: UNICEF / Roger LeMoyne

Brasil doa vacinas contra raiva humana ao Haiti com apoio do PANAFTOSA e OPAS

O governo brasileiro doou 15 mil doses de vacinas contra raiva humana ao Haiti para proteger pessoas que foram expostas à doença. A iniciativa contou com o apoio do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa da Organização Pan-Americana da Saúde (PANAFTOSA/OPAS).

O ministro da Saúde do Brasil, Ricardo Barros, entregou a doação pessoalmente à sua contraparte, Marie Greta Roy Clément, ministra de Saúde Pública e População do Haiti, durante cerimônia com a participação do representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no país, Luis Codina, e do diretor da PANAFTOSA, Ottorino Cosivi. As vacinas chegaram na última semana à capital haitiana, Porto Príncipe.

PANAFTOSA firma parceria com município fluminense de Miguel Pereira. Foto: PANAFTOSA

Centro da ONU e município de Miguel Pereira firmam parceria para combater doenças de origem animal

O município de Miguel Pereira, no estado do Rio de Janeiro, firmou nesta semana um convênio na área de saúde veterinária com o Centro Pan-americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA). Com a parceria, o governo e a instituição de pesquisa capacitarão profissionais de serviços veterinários, produtores de alimentos e comerciantes para estimular o manejo adequado da comida e fortalecer a vigilância sanitária contra doenças transmitidas por animais.

A brucelose bovina é uma doença transmissível que ataca bovinos, outras espécies animais e o homem. Foto: EBC

Reunião em Pirenópolis (GO) discute erradicação da febre aftosa na América do Sul

Reunião realizada na semana passada (6 e 7 de abril) em Pirenópolis, Goiás, discutiu o progresso da América do Sul rumo à erradicação da febre aftosa, quatro anos depois de o último foco da doença ter sido reportado na região.

O encontro foi convocado pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) com o apoio do governo brasileiro e do governo de Goiás.

Países do Cone Sul reuniram-se no Rio de Janeiro para discutir resistência antimicrobiana. Foto: Prefeitura de Valinhos (CC)

Países do Cone Sul reúnem-se no Rio para discutir resistência antimicrobiana

Representantes de seis países do Cone Sul — Argentina, Bolívia, Brasil, Chile, Paraguai e Uruguai — reuniram-se entre 6 e 8 de março no Rio de Janeiro para discutir planos de ação nacionais de combate à resistência antimicrobiana. A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), por meio do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA-OPAS/OMS), coordenou a reunião com parceiros do Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

Para a ONU, a resistência a medicamentos é uma ameaça de longo prazo à saúde humana, à produção sustentável de alimentos e ao desenvolvimento.

Evento foi concebido para reunir profissionais de serviços de vigilância epidemiológica e das universidades para discutir avanços no conhecimento científico. Foto: EBC

Erradicação da febre aftosa avança nas Américas, dizem especialistas

A região das Américas avança a passos firmes rumo à erradicação total da febre aftosa. A avaliação foi feita por especialistas e representantes de 30 países que participaram da 13ª Reunião do Comitê Hemisférico para a Erradicação da Febre Aftosa (COHEFA 13) em Assunção, onde puderam avaliar os indicadores do progresso alcançado.

Desde sua criação em 1951, o Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) desempenhou importante papel no controle e na erradicação da febre aftosa, incluindo a organização de reuniões do comitê.

Foto: Carlos Edj/Creative Commons

Ministros da Saúde e da Agricultura das Américas discutem saúde pública veterinária

Reunião Interamericana Ministerial de Saúde e Agricultura define temas importantes da cooperação técnica em questões de saúde pública veterinária, no âmbito da inocuidade dos alimentos, erradicação da febre aftosa e a prevenção e controle das zoonoses, bem como no fortalecimento e articulação de aspectos relacionados com a interface saúde animal/saúde humana.

Encontro é organizado pelo Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA) da OPAS/OMS.