A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

ONU e Harvard firmam parceria para realizar pesquisa sobre os 30 anos do SUS no Brasil

A Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) no Brasil firmou uma parceria com a Universidade de Harvard, dos Estados Unidos, para desenvolver estudos sobre os 30 anos do Sistema Único de Saúde (SUS). Pesquisas serão concluídas em 2018. Em seminário realizado na terça-feira (25), em Brasília, especialistas do organismo internacional, do centro de ensino norte-americano e também de instituições brasileiras discutiram os desafios do atendimento público no Brasil.

Agentes de saúde vacinam uma criança em um centro médico na aldeia de Al-Radwanieh, área rural de Alepo, Síria. Foto: UNICEF / Al-Issa

Uma em cada dez crianças não recebeu nenhuma vacina no ano passado, alerta ONU

Agências da ONU pedem maior cobertura de vacinação para crianças em situação de vulnerabilidade. Globalmente, cerca de 13 milhões de crianças – quase uma em cada dez – não receberam nenhuma vacina no último ano, ficando em sério risco de contraírem doenças potencialmente fatais.

As informações são do Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e da Organização Mundial da Saúde (OMS), que pediram mais esforços para estender o alcance dos serviços de saúde.

Guilherme Costa é novo presidente do Codex Alimentarius. Foto: Codex/Bin Han

Brasileiro Guilherme Costa é eleito presidente de comissão da ONU sobre regulação de alimentos

O veterinário brasileiro Guilherme Costa foi eleito neste mês (18) o novo presidente da Comissão Codex Alimentarius, organismo criado por agências da ONU para proteger a saúde do consumidor e garantir práticas justas no comércio de alimentos. Votação foi realizada durante a 40ª sessão da entidade. Essa é a primeira vez em que o Brasil ocupa o cargo. Há mais de 30 anos, nenhum país das Américas chefiava a comissão.

O arroz (foto) pode ser contaminado pelo arsênio – um semimetal inodoro e insípido encontrado nas rochas e no solo. Ele entra na cadeia alimentar principalmente através de culturas que absorvem água de irrigação contaminada. Foto: FAO / J.Belgrave

Novas normas alimentares da ONU regulam medicamentos para gado e higienização de frutas e verduras

O organismo das Nações Unidas que estabelece os padrões dos alimentos adotou uma série de medidas para garantir maior segurança alimentar. Elas incluem os limites máximos de resíduos para uma variedade de medicamentos utilizados em gados e outros animais, além de revisões que orientam as práticas agrícolas e higiênicas para minimizar os perigos microbianos, químicos e físicos em frutas e vegetais.

Médico cubano do programa 'Mais Médicos' realiza atendimento na Ilha de Marajó, no Pará. Foto: OPAS/OMS

Revista recebe trabalhos científicos sobre formação profissional no programa Mais Médicos

A partir de 1º de agosto, a revista Interface recebe artigos e relatos de experiência de pesquisadores, gestores, professores, trabalhadores e usuários do Sistema Único de Saúde (SUS) que abordem a formação profissional no programa Mais Médicos. Trabalhos serão publicados em suplemento especial, cujo tema foi definido pelo Ministério da Saúde em parceria com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS).

Jovem vivendo com HIV recebe tratamento antirretroviral na Costa do Marfim. Foto: UNICEF / Olivier Asselin

Cresce resistência do HIV a tratamentos disponíveis e amplamente difundidos, alerta OMS

Em relatório divulgado nesta semana (20), a Organização Mundial da Saúde (OMS) alerta para a crescente resistência do HIV a medicamentos usados para mitigar as consequências da infeção. Em seis dos 11 países avaliados na África, Ásia e América Latina pela agência da ONU, mais de 10% das pessoas que iniciaram a terapia antirretroviral apresentaram uma cepa do vírus resistente a alguns dos remédios mais amplamente utilizados no tratamento.

Tabagismo é a causa de 7 milhões de mortes ao ano. Foto: PEXELS

Indústria do tabaco prejudica esforços dos governos para combater fumo, denuncia OMS

Cerca de 4,7 bilhões de pessoas — 63% da população mundial — estão protegidas por pelo menos uma medida de controle do tabaco, número que quadruplicou desde 2007, quando apenas 1 bilhão de indivíduos estavam resguardados do cigarro por políticas integrais. Conquista é atribuída aos esforços de governos que lutam para implementar estratégias contra o tabagismo, aponta novo relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS).

Lousanny Rocha, da Secretaria de Saúde de Arapiraca, Jaime Nadal, do UNFPA, e Aurélia Fernandes, também da pasta municipal. Foto: UNFPA

UNFPA premia projetos municipais de saúde reprodutiva e planejamento familiar

Municípios de Alagoas, Espírito Santo, Mato Grosso e Porto Alegre foram reconhecidos pelo Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) por iniciativas para a promoção da saúde materna, sexual e reprodutiva e também por esforços contra o racismo no atendimento. Premiação foi concedida durante a 14ª Mostra “Brasil, Aqui Tem SUS”, realizada durante o XXXIII Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

Metas de saúde da ONU exigirão investimentos de US$ 371 bi por ano, revela estudo

Conclusão é de pesquisa sobre 67 países de média e baixa renda. Levantamento publicado nesta semana (17) no periódico The Lancet Global Health aponta que recursos poderiam prevenir 97 milhões de mortes prematuras e 20 milhões de mortes por doenças não transmissíveis. Dinheiro deverá ser utilizado para contratar 23 milhões de profissionais de saúde e construir 415 mil estabelecimentos de atendimento.

Os cinco vencedores da Mostra “Brasil Aqui Tem SUS”, na categoria região, receberam R$ 10 mil. Foto: EBC

Cinco experiências bem-sucedidas de trabalho no SUS são premiadas em Brasília

O Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS) e a Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) premiaram nesta quinta-feira (13) cinco experiências bem-sucedidas de trabalho no Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Feita durante a abertura do 33º Congresso Nacional de Secretarias Municipais de Saúde, em Brasília, a homenagem reconheceu iniciativas de cada uma das regiões do Brasil.

Complexo da Maré, no Rio de Janeiro. Foto: Agência Brasil/Tomaz Silva

Cidades latino-americanas lideram taxas de homicídios no mundo

Desigualdade social, urbanização não planejada, políticas antidrogas falhas, impunidade, disponibilidade de armas e cultura machista. Esses são alguns dos fatores que contribuem para que cidades latino-americanas liderem ranking mundial de homicídios, segundo especialistas.

A América Latina e o Caribe concentram apenas 8% da população global, mas respondem por mais de 33% dos homicídios do mundo, de acordo com o Observatório de Homicídios, do Instituto Igarapé. Quatorze dos 20 países com as maiores taxas de assassinato globalmente estão localizados na região. Leia a reportagem completa.

Com apoio da OPAS, Brasil exportou sangue pela primeira vez para ajudar a salvar a vida de jovem colombiana. Foto: Governo do Ceará

OPAS articula transporte de tipo raro de sangue doado por jovem brasileiro para criança colombiana

Uma cooperação inédita entre o Brasil, a Colômbia e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) permitiu que o sangue doado por um jovem brasileiro de Fortaleza salvasse a vida de uma criança na cidade de Medellín. A menina, de um ano e três meses de idade, precisava de uma transfusão de um tipo raro de sangue: o fenótipo Bombaim. Mas em todo o território colombiano não havia nenhum doador compatível.

Paraguai, Bolívia e Brasil discutem projeto transfronteiriço para erradicação da febre aftosa

No Rio de Janeiro, representantes da indústria pecuária da Bolívia, Paraguai e Brasil se reuniram no início do mês (3) com o diretor e especialistas do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa (PANAFTOSA). Encontro discutiu projeto transfronteiriço entre os três países para eliminar a doença. Iniciativa será financiada pelo Grupo Interamericano para a Erradicação da Febre Aftosa (GIEFA), que também participou dos diálogos na capital fluminense.

Falta de saneamento contribui para disseminação de doenças. Foto: EBC

Mais de 4 milhões de brasileiros precisam defecar ao ar livre, diz relatório da ONU

Mais de 4,1 milhões de brasileiros de áreas rurais, ou 2% da população do país, não têm acesso a banheiros e precisam defecar ao ar livre, mostrou novo relatório publicado nesta quinta-feira (13) por Organização Mundial da Saúde (OMS) e Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF).

Países como Canadá, Chile e Austrália, por exemplo, não têm cidadãos sem acesso a banheiros. A Argentina tem 1% de sua população nessa condição e a Bolívia, 14%, de acordo com o documento que detalhou as desigualdades globais no acesso a água e saneamento básico.

Criança com sintomas do sarampo. Foto: Blog da Saúde/NatUlrich

Surtos de sarampo continuam a se propagar e provocar mortes na Europa

Os surtos de sarampo na Região Europeia da Organização Mundial da Saúde (OMS) causaram 35 mortes nos últimos 12 meses. A fatalidade mais recente ocorreu com um menino de 6 anos na Itália, onde mais de 3,3 mil casos de sarampo, incluindo dois óbitos, ocorreram desde junho de 2016. Outros países também relataram surtos. De acordo com autoridades nacionais de saúde pública, a doença causou 31 mortes na Romênia, uma morte na Alemanha e outra em Portugal.

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

Agências da ONU participam de mostra sobre experiências municipais de saúde

O Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) participam da comissão de organização da “14ª Mostra Brasil aqui tem SUS”, cujo objetivo é trocar experiências municipais bem-sucedidas no Sistema Único de Saúde (SUS), estimular, divulgar e valorizar ações municipais que inovem nas soluções visando à garantia do direito à saúde. A mostra é coordenada pelo Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (CONASEMS).

Foto: UNMEER / Martine Perret

OMS declara fim do mais recente surto de ebola na República Democrática do Congo

Pelo menos quatro pessoas morreram, e mais de 580 foram registradas e monitoradas de perto depois de terem entrado em contato com o vírus, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS).

“Com o fim desta epidemia, a República Democrática do Congo provou mais uma vez ao mundo que podemos controlar o vírus muito mortal do ebola se respondemos com antecedência, de forma coordenada e eficiente”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, o novo diretor-geral da OMS.

O presidente da FNP e prefeito de Campinas, Jonas Donizzete, e o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, firmaram acordo de parceria em Brasília. Foto: PNUD/Vivian Doherty

ONU Brasil e Frente Nacional dos Prefeitos reforçam parceria pelo desenvolvimento sustentável

O coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, e o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, firmaram na terça-feira (4) um memorando de entendimento com o objetivo de criar um marco de cooperação, além de facilitar e fortalecer a colaboração para promoção e alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Países firmam compromisso para implementar metas globais de saúde da mulher, criança e adolescente na América Latina e Caribe. Foto: UNFPA

Países firmam compromisso pela saúde de mulheres, crianças e adolescentes na América Latina e Caribe

Em reunião no Chile, países da América Latina e do Caribe firmaram na terça-feira (4) um acordo para pôr fim às mortes evitáveis de mulheres, crianças e adolescentes até 2030. O documento, chamado Compromisso para Ação de Santiago, foi apresentado pela presidenta chilena Michelle Bachelet a representantes de nove nações, incluindo do Brasil. Também participaram do encontro dirigentes de organismos da ONU.

OPAS/OMS lançou espaço virtual para troca de informações sobre nutrição. Foto: EBC

Agências da ONU lançam programa de trabalho para orientar países a cumprir metas de nutrição

Países que aprovaram a resolução da Assembleia Geral da ONU sobre a Década de Ação pela Nutrição – lembrada de 2016 a 2025 – podem consultar um programa de trabalho com recomendações sobre metas globais de combate à fome e à má nutrição. Publicação foi elaborada pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO).

Foto: Alejandro Zambrana/Sesai

Equipes de vacinação percorrem longas jornadas para chegar a comunidades indígenas do AM

Um dos principais desafios brasileiros é fornecer insumos médicos essenciais e atendimento em saúde para comunidades remotas na Floresta Amazônica, onde há poucas estradas e as equipes médicas precisam viajar horas de barco para alcançá-las.

Mesmo com todas as dificuldades logísticas, equipes de saúde indígena têm mantido uma das melhores taxas de cobertura de vacinação no Brasil — quase 95% da população está com seu calendário de imunização em dia. Leia relato feito pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil recebeu homenagem pela contribuição que tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro. Foto: EBC

OPAS/OMS no Brasil é homenageada por sua contribuição para o aprimoramento do SUS

O representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no Brasil, Joaquín Molina, recebeu na quarta-feira (28) uma homenagem pela contribuição que o organismo internacional tem dado para o aprimoramento do Sistema Único de Saúde (SUS) brasileiro.

O reconhecimento ocorreu durante a abertura da 15ª Mostra Nacional de Experiências Bem-Sucedidas em Epidemiologia, Prevenção e Controle de Doenças (EXPOEPI), realizada em Brasília.

Parceria entre FIDA e governo de Pernambuco vai beneficiar produtores da agricultura familiar. Foto: SECOM de Ipojuca / Danilo Luiz

Agências da ONU selecionam boas práticas para tornar alimentação mais sustentável e saudável na América Latina

A Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO) e a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) abriram nesta semana uma convocatória para selecionar boas práticas que ajudam a América Latina e o Caribe a tornar seus sistemas alimentares mais sustentáveis e saudáveis. Experiências escolhidas serão analisadas em simpósio regional sobre o tema. Encontro acontece em setembro, em El Salvador. Prazo para envio de inscrições é 30 de julho.

Escola em Les Cayes, no Haiti. Foto: UNICEF / Roger LeMoyne

Brasil doa vacinas contra raiva humana ao Haiti com apoio do PANAFTOSA e OPAS

O governo brasileiro doou 15 mil doses de vacinas contra raiva humana ao Haiti para proteger pessoas que foram expostas à doença. A iniciativa contou com o apoio do Centro Pan-Americano de Febre Aftosa da Organização Pan-Americana da Saúde (PANAFTOSA/OPAS).

O ministro da Saúde do Brasil, Ricardo Barros, entregou a doação pessoalmente à sua contraparte, Marie Greta Roy Clément, ministra de Saúde Pública e População do Haiti, durante cerimônia com a participação do representante da Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) no país, Luis Codina, e do diretor da PANAFTOSA, Ottorino Cosivi. As vacinas chegaram na última semana à capital haitiana, Porto Príncipe.

Vista aérea da Amazônia. Foto: Banco Mundial

OMS firma acordo de cooperação para estratégias de saúde nos países amazônicos

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) e a Organização do Tratado de Cooperação Amazônica (OTCA) assinaram novo acordo de cooperação técnica para subsidiar a implementação de estratégias de saúde e gestão do conhecimento nos países amazônicos (Brasil, Bolívia, Colômbia, Equador, Guiana, Peru, Suriname e Venezuela).

Estão previstas iniciativas de vigilância epidemiológica que considerem os temas de indicadores de saúde na região Amazônica, bem como vigilância de saúde materna e infantil, doenças prevalentes e transmitidas por vetores. Também faz parte do acordo o desenvolvimento de um sistema de informação regional com a inclusão de variáveis étnicas.

Estudos estabeleceram relação entre microcefalia e zika. Foto: EBC

Feira apoiada por agências da ONU em Salvador apresenta soluções de combate ao zika

Centenas de expositores apresentarão um conjunto de soluções de combate a doenças transmitidas por mosquitos na Feira de Soluções para a Saúde — Zika, que ocorre em Salvador (BA) de 8 a 10 de agosto. Os interessados podem cadastrar suas soluções até 14 de julho no site www.feirazika.unb.br.

Reunindo parceiros nacionais e internacionais, a feira é apoiada por Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF), ONU Mulheres e do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA), sendo patrocinada pela Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS/OMS).

Um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso, afirma novo estudo apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). Foto: EBC

Estudo revela que um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso no mundo

Um em cada seis idosos sofre alguma forma de abuso, afirma novo estudo apoiado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e publicado na Lancet Global Health. Esse número é maior do que o estimado anteriormente, e a previsão é de que aumente à medida que as populações envelhecerem em todo o mundo.

A pesquisa se baseia nas melhores evidências disponíveis de 52 estudos em 28 países de diferentes regiões, incluindo 12 países de baixa e média renda.

OMS lança curso sobre problemas relacionados ao uso de álcool por gestantes

A Organização Pan-Americana da Saúde/Organização Mundial da Saúde (OPAS/OMS) promove o curso virtual “Uso de Álcool e Saúde da Mulher e Gestante”, que oferece capacitação e informações atualizadas a profissionais de saúde sobre os problemas relacionados ao uso de álcool por mulheres em idade reprodutiva e gestantes, apresentando abordagens integrais para detecção precoce, motivação para mudança e promoção de saúde desta população.