Da esquerda para a direita: João Carlos Jarochinski, da Rede Sul-Americana para as Migrações Ambientais (RESAMA) e Organização Internacional para as Migrações (OIM); Isabel Marquez, representante da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR); Rayne Ferretti, Oficial Nacional da ONU-Habitat; Ana Toni, do Instituto Clima e Sociedade, moderadora do debate. Foto: UNIC Rio/Julia De Cunto

Acordos climáticos ajudarão a conter crise migratória, dizem especialistas em evento da ONU

A crise migratória está atrelada ao comprometimento com os acordos climáticos e a criação de políticas de proteção para populações em maior situação de vulnerabilidade.

É o que defendem os especialistas que discutiram, nesta terça (05), os deslocamentos causados por questões climáticas durante o “Seminário Vidas Deslocadas – diálogos sobre Mudanças Climáticas e Mobilidade Humana”, no Museu do Amanhã. Confira matéria e vídeo sobre o debate.

Plantação de soja no Mato Grosso. Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Produção sustentável de commodities é foco de parceria global

A produção de soja, carne e óleo de palma é atualmente o principal condutor do desmatamento tropical. Em vista disso, algumas das maiores organizações de conservação, desenvolvimento e finanças do mundo, assim como países produtores, lançaram nesta semana uma parceria inovadora em Nova York. Ação é promovida pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), pela ONU Meio Ambiente e diversas outras organizações globais e governos.

ONU e Museu do Amanhã promovem diálogo sobre efeitos de mudanças climáticas no deslocamento humano

O impacto das alterações climáticas nos movimentos migratórios globais e a capacidade de resposta das cidades são o tema do evento “Seminário Vidas Deslocadas — diálogos sobre Mudanças Climáticas e Mobilidade Humana”, que acontece na terça-feira (5) das 15h às 17h30 no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro.

O encontro terá a presença de representantes de Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), Organização Internacional para as Migrações (OIM) e ONU-Habitat. Também estarão presentes o coordenador-residente da ONU Brasil, Niky Fabiancic, a representante da ONU Meio Ambiente, Denise Hamú, além de representantes do governo brasileiro e da sociedade civil.

As fichas técnicas são resultado de estudo desenvolvido por parceria entre a ONU Meio Ambiente e ministérios. Foto: EBC

ONU Meio Ambiente e parceiros lançam consulta online sobre compras públicas sustentáveis

A ONU Meio Ambiente e parceiros realizam até 8 de setembro uma consulta pública do projeto “Compras Públicas e Rotulagem Ambiental” (SPPEL, na sigla em inglês). Estão disponíveis online três fichas técnicas destinadas a testar e aperfeiçoar a metodologia para o desenvolvimento de critérios e requisitos socioambientais na contratação de bens e serviços pela administração pública.

ONU Meio Ambiente e parceiros lançam movimento por separação e descarte correto de lixo

A ONU Meio Ambiente e a Coalizão Embalagens, formada por 23 associações empresariais signatárias do Acordo Setorial de Embalagens em Geral, lançaram nesta segunda-feira (28) na Casa da ONU, em Brasília (DF), o movimento “Separe. Não Pare” com o objetivo de informar, inspirar e mobilizar a população brasileira a separar e descartar corretamente os resíduos domésticos.

Para a representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, o “Separe. Não Pare.” vai ajudar a transformar a forma como o brasileiro olha para seu lixo. “Quando as pessoas reparam no lixo que geram, passam a adotar outros valores e hábitos de consumo consciente, e isso é o que muda nossos padrões de produção e consumo para outros mais sustentáveis”, declarou.

Na categoria Startups, a vencedora foi Gabriela Vieira Silva, da Agribela, projeto de cápsulas biodegradáveis para controle biológico de pragas agrícolas. Foto: ONU Meio Ambiente/Luciano Pascoal

ONU Meio Ambiente e parceiros premiam iniciativas de redução do impacto ambiental na cadeia de grãos

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE), a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (EMBRAPA) e a ONU Meio Ambiente premiaram na semana passada (18 a 20) em Londrina (PR) duas propostas inovadoras para reduzir o impacto ambiental na cadeia de grãos.

A vencedora da categoria Startups foi a iniciativa Agribela, de Gabriela Vieira da Silva, um projeto de cápsulas biodegradáveis para controle biológico de pragas agrícolas. Na categoria Ideias, o vencedor foi Luiz Guilherme Lira de Arruda com a proposta de “Bico pulverizador para ultra baixo volume”, que tem como objetivo reduzir o volume de calda em pulverizações de agrotóxicos.

Negócios sustentáveis são tema de encontro regional da ONU Meio Ambiente. Foto: PEXELS

ONU Meio Ambiente promove encontro de organismos financeiros em Buenos Aires

Até 25 de agosto, a Iniciativa Financeira da ONU Meio Ambiente recebe inscrições para seus encontros regionais sobre negócios sustentáveis. Na América Latina e Caribe, evento acontece em Buenos Aires, dos dias 5 a 7 de setembro. Discussões terão a presença de executivos e especialistas das Nações Unidas para debater as chamadas “finanças verdes”. Participação é gratuita, mas os inscritos devem arcar com os custos da viagem.

As Mesas-Redondas Regionais de Finanças Sustentáveis acontecem ainda em Nova Iorque, Genebra, Joanesburgo e Tóquio.

Vista aérea da Amazônia. Foto: Flickr/CIAT/ Neil Palmer (cc)

ARTIGO: Os defensores do meio ambiente lutam por você

Em artigo, o diretor regional da ONU Meio Ambiente, Leo Heileman, lembra que o ano passado foi o mais sangrento para os ativistas ambientais: 200 defensores do meio ambiente foram assassinados em 24 países, e a América Latina foi o cenário de 60% desses homicídios, de acordo com a organização Global Witness.

Para Heileman, não podemos permitir que aqueles que lutam por nosso bem-estar continuem caindo em um campo de batalha que tragicamente vai se expandindo a mais países da América Latina e do Caribe. Leia o artigo completo.

Produção de grãos no Paraná. Foto: ANPr / Jonas Oliveira

Startups e empreendedores apresentam projetos para a cadeia de grãos em Londrina

Startups e empreendedores selecionados no concurso “Camp de Ecoinovação Agrotech”, organizado por SEBRAE, EMBRAPA e ONU Meio Ambiente, terão de defender seus projetos de redução do impacto ambiental da cadeia de grãos durante evento que ocorre de sexta-feira (18) a domingo (20) em Londrina (PR).

As propostas devem estar alinhadas à solução de problemas ou à identificação de oportunidades que tragam melhorias socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, entre outros.

Não é possível desassociar as mudanças climáticas do crescimento demográfico, os padrões de consumo das populações e os processos de industrialização e de produção para atender a essas demandas, de acordo com o UNFPA. Foto: EBC

Agência da ONU ressalta conexão entre mudanças climáticas e padrões de consumo

Não é possível desassociar as mudanças climáticas do crescimento demográfico, dos padrões de consumo das populações e dos processos de industrialização e de produção, afirmou o representante do Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) no Brasil, Jaime Nadal, durante conferência em Brasília (DF).

Segundo Nadal, o tema necessita de mais debate e pesquisa, já que são visíveis os impactos dos padrões de consumo das populações e do crescimento demográfico sobre a disponibilidade de recursos, os modelos de produção e as mudanças climáticas.

Sede da Coordenação da ONU em Brasília. Foto: PNUD/divulgação

Em Brasília, ONU promove debate sobre parcerias entre Mercosul e União Europeia para cumprir Acordo de Paris

Especialistas, representantes de governos e de organismos internacionais se reúnem amanhã (16) na Casa da ONU em Brasília para debater possíveis parcerias entre o MERCOSUL e a União Europeia tendo em vista o cumprimento do Acordo de Paris.

Evento aberto ao público discute como as incertezas causadas pelo Brexit e pela decisão do presidente norte-americano Donald Trump de retirar os Estados Unidos do tratado global afetam os diálogos sobre um eventual acordo de livre comércio entre Europa e América do Sul.

Prêmio Jovens Campeões da Terra receberá votos do público para escolher vencedores. Foto: PEXELS

ONU Meio Ambiente anuncia finalistas regionais do prêmio Jovens Campeões da Terra

Após receber cerca de 600 inscrições, a ONU Meio Ambiente anunciou nesta terça-feira (15) os 30 finalistas regionais da seleção que escolherá os próximos Jovens Campeões da Terra. Cada participante do concurso se inscreveu na competição com uma “grande ideia” para preservar a natureza. Caso sejam vitoriosos, eles poderão tirá-las do papel. Público poderá votar online pelos concorrentes favoritos até 31 de agosto. Em setembro, serão anunciados os seis campeões.

Cerca de 20 milhões de toneladas de plásticos acabam nos oceanos a cada ano. Foto: Flickr/ National Ocean Service Image Gallery (CC)

ONU chama universitários a participar de competição sobre lixo plástico marinho

A ONU Meio Ambiente convida universitários de todo o mundo a participar do Desafio de Inovação sobre Plástico Marinho 2017. Iniciativa busca reconhecer projetos de engenharia, design, monitoramento marinho e comunicação que apresentem soluções para o problema do lixo nos oceanos. Prazo de inscrição é 6 de outubro. Vencedores serão convidados para a 6ª Conferência Internacional sobre Lixo Marinho, que acontece em 2018 em San Diego, nos Estados Unidos.

Edifícios nos arredores de Wall Street. Foto: Michael Aston/Flickr (CC)

Onze bancos internacionais unem-se à ONU para promover transparência climática

Representando mais de 7 trilhões de dólares em ativos, instituições financeiras como Itaú, Bradesco, ANZ, Barclays, Citi, National Australia Bank, Royal Bank of Canada, Santander, Standard Chartered, TD Bank Group e UBS uniram-se aos esforços da ONU Meio Ambiente no sentido de fortalecer a transparência e a avaliação de riscos e oportunidades de negócios ligados à mudança do clima.

Tal iniciativa torna as instituições financeiras mais bem preparadas para apoiar a transição financeira rumo a uma economia mais estável e sustentável, disse a ONU Meio Ambiente.

Grãos de soja. Foto: Jonas Oliveira/ANPr

ONU Meio Ambiente e parceiros promovem desafio de inovação para cadeia de grãos

SEBRAE, EMBRAPA e ONU Meio Ambiente estimulam startups e empreendedores a criar soluções sustentáveis para a cadeia de produção de grãos. As inscrições estão abertas até 16 de julho.

As propostas devem estar alinhadas à solução de problemas ou identificação de oportunidades que tragam melhoras socioambientais para a cadeia produtiva de grãos, tais como: redução de emissão de carbono, diminuição de perdas e ineficiências, gestão de resíduos, uso eficiente de energia, controle ou redução de defensivos químicos, eficiência no uso de recursos hídricos, conservação do solo e soluções colaborativas.

O presidente da FNP e prefeito de Campinas, Jonas Donizzete, e o coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, firmaram acordo de parceria em Brasília. Foto: PNUD/Vivian Doherty

ONU Brasil e Frente Nacional dos Prefeitos reforçam parceria pelo desenvolvimento sustentável

O coordenador-residente da ONU no Brasil, Niky Fabiancic, e o presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP) e prefeito de Campinas (SP), Jonas Donizette, firmaram na terça-feira (4) um memorando de entendimento com o objetivo de criar um marco de cooperação, além de facilitar e fortalecer a colaboração para promoção e alcance dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Grãos de soja. Foto: Jonas Oliveira/ANPr

ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA lançam edital para cadeia produtiva de grãos

Em iniciativa inédita, startups e empreendedores de todo o país poderão participar de edital para projetos de inovação e sustentabilidade na cadeia produtiva de grãos, fruto de parceria entre ONU Meio Ambiente, SEBRAE e EMBRAPA.

O lançamento do edital, que selecionará ideias inovadoras e sustentáveis para o setor, ocorrerá nesta sexta-feira (16), às 17h30, no estande do SEBRAE na “open area” (área de acesso gratuito) da Campus Party Brasília.

Erik Solheim, diretor-executivo da ONU Meio Ambiente. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

Chefe de agência da ONU recomenda revisão de Medidas Provisórias sobre unidades de conservação

Em visita ao Brasil, o diretor-executivo da ONU Meio Ambiente, Erik Solheim, recomendou ao presidente Michel Temer na segunda-feira (12) que altere ou vete o texto das Medidas Provisórias 756 e 758, ambas de 2016. Propostas foram ratificadas em maio de 2017 pelo Senado. Caso sancionadas pelo Executivo, reformas alterarão os limites da Floresta Nacional do Jamanxim, no Pará, e de outras unidades de conservação. Solheim falou sobre encontro com o chefe do Estado brasileiro em evento no Rio de Janeiro nesta terça-feira (13).

O Instituto Moleque Mateiro, especializado em ações de educação ambiental, fez parte da ação, sendo os responsáveis pela oficina de plantio. Foto: ONU Meio Ambiente.

ONU Meio Ambiente e Flamengo unem-se em campanha #EstouComANatureza

Com oficina de plantio de mudas nativas da Mata Atlântica para crianças, o Clube de Regatas do Flamengo mostrou comprometimento e responsabilidade com a preservação da natureza e integrou as comemorações da Semana Mundial do Meio Ambiente da ONU.

Doadas pelo Jardim Botânico, paineira, pau-ferro, pau-brasil, mulungu, canafístula, pata-de-vaca, palmeira juçara e pitanga foram as mudas escolhidas, que passarão, em breve, a fazer parte do cenário do Centro de Treinamento George Helal, em Vargem Grande, no Rio de Janeiro.

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (9), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Cristo Redentor recebe projeção da ONU para Semana do Meio Ambiente e Virada Sustentável do Rio

Na Semana Mundial do Meio Ambiente, lembrada de 4 a 11 de junho pelas Nações Unidas, o Cristo Redentor se iluminou de verde para lembrar a importância de conservar a natureza. Na quinta-feira (8), véspera da abertura da primeira Virada Sustentável do Rio de Janeiro, uma projeção especial levou para o alto do Corcovado as imagens dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

Renato Saraiva, coordenador do evento na capital fluminense, durante abertura no Museu de Arte do Rio (MAR). Foto: UNIC Rio/Luciana Bruno

ONU Meio Ambiente pede conexão com a natureza em lançamento da Virada Sustentável

Na Semana do Meio Ambiente, agências das Nações Unidas participaram do lançamento da Virada Sustentável, no Rio de Janeiro, evento que promoverá até domingo (11) mais de 200 atividades gratuitas na capital fluminense, tendo como foco a conquista dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS).

Uma das apoiadoras do evento, a ONU Meio Ambiente participou do lançamento no Museu de Arte do Rio (MAR). A agência promove a campanha #EstouComANatureza, cuja ideia central é impulsionar uma aproximação com a natureza para uma maior consciência sobre a necessidade de protegê-la.

Representantes da ONU debateram novos e antigos desafios que países precisam enfrentar para promover o desenvolvimento sustentável. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

No Rio, representantes da ONU alertam para mudanças climáticas e pedem compromisso com sustentabilidade

‘O nosso problema está na área de desmatamento.’ O diagnóstico é da representante da ONU Meio Ambiente no Brasil, Denise Hamú, que chamou a atenção na terça-feira (6) para os desafios que o país tem de enfrentar para combater as mudanças climáticas. Em simpósio realizado no Museu do Amanhã, a dirigente e outros especialistas das Nações Unidas defenderam políticas econômicas, ambientais e urbanas mais sustentáveis.

Entardecer no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Foto? Marcelo Camargo/Agência Brasil.

No Dia Mundial do Meio Ambiente, Brasil aprova decretos para ampliar e criar unidades de conservação

O Dia Mundial do Meio Ambiente (5 de junho) é a principal data das Nações Unidas para incentivar, em escala global, a sensibilização e a criação de iniciativas em favor do meio ambiente.

Nesse contexto, o Brasil reafirmou seu compromisso internacional com a data ao anunciar a ampliação de três importantes unidades de conservação: Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, em Goiás; Estação Ecológica do Taim, no Rio Grande do Sul; e a Reserva Biológica União, no Rio de Janeiro.

Crianças que visitarem o AquaRio poderão aprender sobre preservação da vida marinha. Foto: UNIC Rio/Pedro Andrade

ONU começa campanha no AquaRio para alertar público sobre poluição dos oceanos

Na semana em que as Nações Unidas promovem a Conferência sobre os Oceanos, em Nova Iorque, o Centro de Informação da ONU para o Brasil (UNIC Rio) realiza no AquaRio uma campanha de conscientização sobre as ameaças à biodiversidade marinha. Iniciativa começou nesta segunda-feira (5) e vai mostrar para o público de cariocas e turistas o que pode ser feito por cada indivíduo para proteger os mares da poluição, sobretudo do plástico.

Cercados pela mata atlântica, os atletas protagonizaram o lançamento da campanha #EstouComANatureza. Foto: Nilton Rolin

Brasil dá a largada para Semana Mundial do Meio Ambiente com maratona no Parque Nacional de Iguaçu

O Parque Nacional de Iguaçu, no Paraná, foi cenário no domingo (4) do início das celebrações do Dia Mundial do Meio Ambiente, recebendo milhares de corredores para duas provas de atletismo: a Meia Maratona Cataratas e o Desafio 8k.

Cercados pela mata atlântica e instigados pelo som das águas de uma das sete novas maravilhas da natureza, os atletas protagonizaram o lançamento da campanha da ONU Meio Ambiente #EstouComANatureza.

Jovens residentes da Floresta Nacional do Tapajós. Foto: ONU/Eskinder Debebe (arquivo)

No Dia Mundial do Meio Ambiente, ONU pede conexão com o planeta

O tema deste ano do Dia Mundial do Meio Ambiente é “Conectando pessoas à natureza”, e tem como objetivo enfatizar os benefícios para a saúde física e mental de estar em meio à natureza. As Nações Unidas lembram os vastos benefícios de tal engajamento, da segurança alimentar a uma melhor saúde, além de um suprimento adequado de água e estabilidade climática.

“Este é nosso meio ambiente. É a chave para um futuro sustentável. Sem um meio ambiente saudável, não poderemos acabar com a pobreza ou construir prosperidade”, disse o secretário-geral da ONU, António Guterres, em mensagem de vídeo para o dia.