Agências da ONU alcançam leste de Mossul e ajudam 42 mil pessoas

Esforços conjuntos do Programa Mundial de Alimentos, do UNICEF e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) chegaram a região iraquiana recentemente atingida pelo conflito. Foram distribuídos alimentos, kits de sobrevivência e kits de higiene para bebês, entre outros itens. Essa foi a maior entrega de ajuda humanitária já promovida desde o início do atual conflito.

Crianças deslocadas em Mosul, Iraque. Foto: UNICEF

Crianças deslocadas em Mosul, Iraque. Foto: UNICEF

Os esforços conjuntos de três agências das Nações Unidas – o Programa Mundial de Alimentos (PMA), o Fundo das Nações Unidas para a Infância (UNICEF) e o Fundo de População das Nações Unidas (UNFPA) – foram transformados em apoio a mais de 42 mil pessoas no leste da cidade iraquiana de Mossul.

Foram distribuídos alimentos, kits de sobrevivência e kits de higiene para bebês, entre outros itens. Essa foi a maior entrega de ajuda humanitária já promovida desde o início do atual conflito.

Pela primeira vez em mais de duas semanas, as condições de segurança permitiram que as agências humanitárias chegassem às famílias que vivem nos subúrbios do leste de Mossul.

Caminhões entregam comida e outros suprimentos humanitários no leste de Mossul. Foto: PMA/Haider Alithawi

Caminhões entregam comida e outros suprimentos humanitários no leste de Mossul. Foto: PMA/Haider Alithawi

Operações militares iraquianas estão em andamento dentro e ao redor da cidade desde outubro, quando as autoridades lançaram uma ofensiva para expulsar terroristas da área. As agências da ONU passaram oito horas reunindo famílias e fornecendo suprimentos humanitários e alimentos como parte de uma operação conjunta.

O UNFPA forneceu kits de sobrevivência básica para mulheres e o UNICEF forneceu comprimidos de purificação de água, biscoitos de alta energia, kits de higiene para bebês e panfletos com informações sobre proteção de crianças, entre outros itens.

“O acesso e a segurança são as maiores preocupações de toda a comunidade humanitária que tenta ajudar as famílias afetadas pelo conflito”, afirmou Sally Haydock, representante do PMA no Iraque, acrescentando que é um grande alívio para a agência ser capaz de ajudar muitas famílias que estão ficando sem comida na região.