UNIC Rio

Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio); clique na imagem para acessar o site

“As Nações Unidas não podem alcançar seus objetivos se os povos do mundo não estão bem informados sobre seus propósitos e atividades”.
(Assembleia Geral da ONU, 1946)

Em 13 de fevereiro de 1946, a Assembleia Geral da ONU decidiu que fossem estabelecidos escritórios para que os povos de todo o mundo conhecessem, o mais detalhadamente possível, as atividades das Nações Unidas. Para isso, foram criados os Centros de Informação das Nações Unidas (United Nations Information Centres, ou, na sigla em inglês, UNICs) que estão presentes hoje em mais de 60 países, em todo o planeta.

Elo ativo entre os meios de comunicação, as instituições educacionais, as organizações não-governamentais e a ONU, os UNICs são uma rede de escritórios a nível mundial cujo propósito é “garantir que todos os povos, em todas as partes do mundo, recebam informação o mais completa e exata possível sobre as Nações Unidas”.

Esta rede de informação é a voz da Organização e um meio importante para despertar o interesse local pelas questões mundiais. O UNIC faz parte do Secretariado das Nações Unidas, e responde ao Departamento de Informação Pública da ONU.

O Centro de Informação das Nações Unidas para o Brasil (UNIC Rio) se estabeleceu no Rio de Janeiro em 1947, sendo o primeiro escritório desse tipo criado pela ONU na América Latina. Sua missão é informar a população brasileira sobre os grandes temas da ONU, seus objetivos, seu trabalho e propostas.

O UNIC Rio apoia todo o Sistema das Nações Unidas no Brasil no planejamento e execução de iniciativas de comunicação estratégica. Desde 1987, o UNIC Rio funciona no Palácio Itamaraty do Rio de Janeiro.

O Centro de Informação da ONU para o Brasil trabalha em conjunto com variados setores da sociedade como governo, universidades e escolas, empresários, sociedade civil organizada, comunidade diplomática, organizações internacionais, grupos religiosos, a família das Nações Unidas e o público em geral. Coopera estreitamente com organizações não-governamentais e com diversas entidades da sociedade civil dedicadas à divulgação e ensino dos temas das Nações Unidas. O UNIC Rio lhes fornece informação e assessoria e colabora na organização de eventos de informação e sensibilização.

Valerie Amos, subsecretária-geral para Assuntos Humanitários da ONU, durante coletiva de imprensa organizada pelo UNIC Rio em 2012. Foto: UNIC Rio/Pieter Zalis

Valerie Amos, subsecretária-geral para Assuntos Humanitários da ONU, durante coletiva de imprensa organizada pelo UNIC Rio em 2012. Foto: UNIC Rio/Pieter Zalis

O UNIC Rio mantém contato permanente com os meios de comunicação – nacionais e internacionais – auxiliando a imprensa na cobertura de assuntos ligados a Organização e pautando a mídia sobre iniciativas da ONU. Funcionários e estagiários do UNIC Rio colaboram com a seção de língua portuguesa da Rádio das Nações Unidas, enviando matérias e entrevistas que são reproduzidas por centenas de emissoras no Brasil e no mundo (radio.un.org/por).

O UNIC Rio trabalha com estagiários/voluntários que participam das atividades desenvolvidas pelo escritório – mais de 150 estudantes já participaram deste programa – que atualmente é destinado a estudantes de Comunicação Social. Este programa é implementado através de uma parceria com a Escola de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), que seleciona entre seus melhores alunos aqueles que farão estágio no UNIC Rio. O estágio/voluntário tem duração de seis meses.

O UNIC Rio realiza também atividades de informação pública tais como coletivas de imprensa, seminários, campanhas, cursos, lançamentos, comemorações dos dias internacionais, apoio a visitas oficiais de altos representantes da ONU, análises de cobertura mediática sobre diferentes temas, etc.

A ONU possui no País uma  rede de “bibliotecas depositárias” designadas pela Organização, que oferecem informação atualizada sobre as Nações Unidas. No Brasil, há bibliotecas depositárias em Brasília, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador, Porto Alegre e Viçosa.