PMA

Centro de Excelência contra Fome do Programa Mundial de Alimentos

AUMENTAR LETRA DIMINUIR LETRA

O Centro de Excelência contra Fome, inaugurado em 7 de novembro de 2011, é uma parceria entre o Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas e o Governo do Brasil, que busca ser um espaço global de intercâmbio de experiências, de desenvolvimento de capacidades, de promoção da cooperação sul-sul e de redes de proteção social efetivas.

Essa colaboração visa compartilhar expertises, saberes, conhecimento e experiências exitosas na área de alimentação escolar, nutrição e segurança alimentar e nutricional.

O Centro, localizado em Brasília, visa apoiar a criação e a implementação de uma nova geração de programas de alimentação escolar sustentáveis e de incrementar a capacidade global de desenvolver programas sustentáveis, no âmbito da promoção da segurança alimentar e nutricional das populações.

É uma iniciativa que visa a compartilhar melhores práticas na implementação de programas de alimentação escolar como uma importante ferramenta de proteção social de luta contra a fome.

O Centro busca servir como plataforma global de conhecimentos sobre alimentação escolar, nutrição e segurança alimentar e nutricional.

Também deve contribuir para a divulgação de boas práticas e lições aprendidas nessas áreas, de forma a fortalecer as capacidades nacionais, com soluções sustentáveis. As atividades concentrar-se-ão nas seguintes áreas:

  • Desenvolvimento de capacidades (apoio técnico, treinamentos);
  • Gerenciamento de conhecimentos;
  • Advocacy.

PMA em missão em Mali, país da África Ocidental. Foto: PMA.O Centro responderá a solicitações de países em desenvolvimento, em conjunto com os Escritórios locais e regionais do PMA, para o apoio técnico ao fortalecimento de capacidades e conhecimentos em iniciativas sustentáveis de alimentação escolar, que pode envolver o desenho, o gerenciamento e a expansão de programas nacionais saudáveis e sustentáveis de alimentação escolar.

Trabalhará, inicialmente, e não exclusivamente, com 18 países na América Latina e Caribe, África e Ásia, que foram selecionados segundo critérios específicos.