Agência da ONU para refugiados retrata crise humanitária síria

Agências humanitárias já registram mais de 500 mil refugiados nos países vizinhos. Número de cidadãos sírios deslocados em seu próprio país é estimado em cerca de 2 milhões de pessoas.

Muito dos deslocados internos na Síria são crianças, como este garoto que agora vive no campo de Talae'e, em Al Hassakeh, região norte da Síria. (ACNUR/B. Diab)

No momento em que as agências humanitárias internacionais já registram mais de 500 mil refugiados nos países vizinhos ao conflito na Síria e que o número de cidadãos sírios deslocados em seu próprio país é estimado em cerca de 2 milhões de pessoas, o Alto Comissário das Nações Unidas para Refugiados (ACNUR) publica dois novos álbuns fotográficos sobre esta grande tragédia humanitária da atualidade.

O álbum “Refugiados se preparam para o inverno em Za’atri” (disponível em http://bit.ly/Udj2jX) apresenta imagens da vida neste campo da Jordânia e dos preparativos dos 31 mil refugiados que vivem lá para enfrentar as baixas temperaturas desta época do ano.

No álbum “Deslocados internos na Síria: ACNUR e seu staff ajudam os necessitados” (disponível em http://bit.ly/WuCTus), as imagens revelam o trabalho incansável e a dedicação dos funcionários da agência da ONU para refugiados para assistir os cidadãos sírios que estão deslocados internamente, mesmo considerando as difíceis condições de segurança no país.

A foto acima (ACNUR/B. Diab) lembra que muito dos deslocados internos na Síria são crianças – como este garoto que agora vive no campo de Talae’e, em Al Hassakeh, região norte da Síria.

A crise humanitária causada pelo conflito na Síria tem mobilizado diferentes agências da ONU, organizações não governamentais e autoridades dos países vizinhos. Nesta semana, o ACNUR e seus parceiros lançaram um novo apelo de financiamento para as operações no primeiro semestre de 2013, que totaliza US$ 1 bilhão.

Desde o mês de julho, a média de refugiados sírios escapando do conflito para os países vizinhos está entre 2 mil a 3 mil por dia.

Para mais informações sobre o Plano de Resposta Regional para Refugiados Sírios, visite a página http://bit.ly/VWcIuw