Agência da ONU financia programa para redução da criminalidade no Paraná

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) assinaram na segunda-feira (23) um acordo de financiamento no âmbito do Programa Paraná Seguro, cujo principal objetivo é reduzir os índices de criminalidade violenta de jovens entre 15 a 24 anos em algumas cidades da região metropolitana de Curitiba e do norte do estado.

O acordo que será executado entre 2017 e 2022 prevê atividades de controles internos e sociais da polícia comunitária, reuniões de planejamento com forças policiais, agências de segurança e justiça, assim como workshops com representantes das polícias e da sociedade civil.

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

Foto: Marcello Casal Jr./ABr

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná e o Escritório das Nações Unidas sobre Drogas e Crime (UNODC) assinaram na segunda-feira (23) um acordo de financiamento no âmbito do Programa Paraná Seguro, cujo principal objetivo é reduzir os índices de criminalidade violenta de jovens entre 15 a 24 anos em algumas cidades da região metropolitana de Curitiba e do norte do estado.

O programa é financiado com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O UNODC realizará o monitoramento e a certificação da iniciativa no que se refere ao uso da força, em consonância com os padrões internacionais.

O acordo foi assinado por Rafael Franzini, representante do Escritório de Ligação e Parceria do UNODC no Brasil, e por Wagner Mesquita, secretário de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná.

Franzini destacou a relevância do acordo, cujo principal objetivo é monitorar, certificar e fortalecer a integridade das instituições de segurança pública nos territórios onde serão implementadas ações financiadas pelo projeto.

“Para realizar os trabalhos no Paraná, a UNODC deve utilizar a experiência no desenvolvimento do Programa de Oportunidades e Desenvolvimento (POD) com o Governo do Estado do Rio Grande do Sul”, observou.

Em sua fala, Mesquita ressaltou a importância da parceria com o UNODC. “A Secretaria de Estado e as Polícias Científica, Civil e Militar esperam contar com os trabalhos desenvolvidos pelo UNODC para aprimorar as atividades desenvolvidas por essas instituições, tendo como foco melhor atender aos cidadãos”, afirmou.

O acordo que será executado entre 2017 e 2022 prevê atividades de controles internos e sociais da polícia comunitária, reuniões de planejamento com forças policiais, agências de segurança e justiça, assim como workshops com representantes das polícias e da sociedade civil.